sábado, 11 de abril de 2015

2016 antecipado no Lazer Maçônico: Tentativa de unificação de pensamento para a disputa da câmara municipal em Araripina





João Erlan, um pré-candidato que rompeu com o grupo de Raimundo Pimentel e hoje integra a base de sustentação da administração municipal e Marge do Ipa, saindo do PC do B para ingressar em novo partido

Na tarde de ontem, cerca de 30 pré candidatos a vereador estiveram presentes no Lazer Maçônico de Araripina. A reunião/palestra foi mais uma tentativa de unificar o discurso dos postulantes novatos e, sobretudo, uma iniciativa para nivelar conhecimento em torno das propostas de reforma política que tramitam no Congresso, especificamente a PEC 40, que acaba com as coligações na proporcional, forçando mudanças na forma de organização dos partidos, com maior impacto nas lideranças emergentes.
A iniciativa partiu de Ernildo Arruda e de Rubensmilton Bium, que têm interesse direto e/ou indireto no tema. Partiu do primeiro os convites e a agenda do evento.

 
Militantes da política local com mais estrada foram convidados para abordar temas específicos e tirar dúvidas sobre questões diversas na seara municipal e também jurídica. Nesse contexto, houve palestra de Nunes Rafael, Ronaldo Lacerda, Martinho Filho e Danda Simeão. O primeiro abordou sua longa trajetória nas disputas regionais com ênfase para as tentativas de chegar à Câmara Federal; o segundo tratou da legislação atual, da PEC 40 em tramitação no Congresso e simulação de cenários com base na Lei vigente e possíveis alterações; o radialista Martinho Filho focou a qualificação do discurso e a defesa dos interesses maiores de Araripina como plataforma política, criticando de forma contundente  os discursos de pessimismo e de desmanche da imagem da cidade praticados por certos meios de comunicação e líderes políticos de oposição. Ainda coube ao âncora do Canal Aberto, da Arari FM, abordar as potencialidades locais, com ênfase para os grandes diferenciais do município, obras e empreendimentos que se instalam e não param de chegar, o que destoa da campanha difamatória que o grupo de oposição impõe sistematicamente à capital do gesso. Danda Simeão focou a motivação e inserção nas bases, induzindo com sua eloquência à nivelação de um discurso cativante e ao mesmo tempo convincente.
Outros eventos do gênero estão sendo programados e a meta é aproximar o debate das comunidades. Segundo Danda Simeão, a intenção dos organizadores é mostrar à sociedade que há diferenças a serem percebidas com clareza pela população, o que estabelecerá distinção entre as propostas e qualificações  dos postulantes novatos em relação aos atuais vereadores.

O Secretário de Desenvolvimento  do Município,  Mário Reis, foi incisivo quanto a ausência dos vereadores na construção de agendas propositivas: "Nunca vi um vereador atual procurando a secretaria para saber como anda o nosso trabalho voltado para planejar o comércio municipal". Ele questiona a limitação do vereador "fiscal de buraco" e foi contundente: "Isso aqui é o exercício da liberdade. É a nova política que alguns não querem enxergar"

Vários pré-candidatos usaram a tribuna representando partidos em formação no município. Entre os primeiros a falar, destacaram-se João Erlan, Antônio Barros, André Filemon, Mage do Ipa, Bras Batista, Portnali, Léo da Lagoínha e o anfitrião Foquinha.
Ao final, houve uma rápida confraternização, com 'sacrifício' de algumas galinhas de capoeira e de alguns pés de cevada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário