sábado, 14 de março de 2015

Todos por Pernambuco: A humildade passou o dia e pernoitou em Araripina

Um chapéu de couro por uma Universidade: O jovem Sebastião Dias 'propôs' a troca e 'pagou' antecipado. Paulo pagará mais tarde?

Mais humilde e simples impossível. Qualquer um que tenha investido em grife para acompanhar o Seminário ocorrido ontem em Araripina certamente se sentiu fora do 'padrão de humildade' do governador de Pernambuco.
Paulo Câmara não inventa estilo. Aliás, nem daria tempo. Ele foi escolhido candidato da Frente Popular e se elegeu governador com a maior votação do País exatamente porque teve a sorte de nascer como é. Sua escolha se deu no momento em que o PT já tinha escolhido o empresário, representante das elites financeiras do País, com jeitão conservador para disputar o mesmo cargo. A humildade contra a 'arrogância'. Pouca gente entendeu isso e há até quem ainda hoje se dirija ao agora governador de todos para dizer que consegue 'ver olhos azuis' no mesmo. Esse tipo de retórica só acontece porque o governador é muito humilde. Do contrário, ficariam os oradores restritos ao conteúdo da plenária. Eduardo Campos, evidentemente, era muito acima da média, marcante em quase tudo e esbanjava sabedoria e confiança. Talvez por isso as pessoas, sobretudo os aliados mais próximos, tenham encrustado nas profundezas do cérebro informações tão marcantes daquele líder maior que se foi e até hoje não tenham conseguido aprender a conviver com o outro que veio para substituir no comando. Certo dia um secretário atual de Pernambuco pronunciou 14 vezes o nome de Eduardo Campos e apenas duas o nome de Paulo Câmara. Isto também só ocorre porque a humildade do atual governador é tão marcante quanto a cor dos olhos do neto de Arraes. Fosse ele um auxiliar de Armando Monteiro falando mais o nome do que passou em evento oficial, já teria sido chamado para um 'ajustamento de conduta'.

Se engana quem acha que a humildade não vai virar marca. Se engana também quem acredita que simplicidade é exclusividade de quem tem dedo cortado e carece de um diploma, substituindo-o por um litro de cachaça. Isso é coisa do passado. A juventude atual quer se espelhar em quem lhe pareça capaz e ao mesmo tempo acessível. Ontem, em menos de dez horas, Paulo Câmara inaugurou escola, autorizou construção de estrada, vistoriou Parque Eólico, visitou o Hospital Santa Maria e confortou enfermos, tudo isso sem o isolamento acústico nem o conforto do ar refrigerado.

TODOS POR PERNAMBUCO
'Olhando até pela nuca' e de olhos arregalados, governador se espanta com o que viu no Hospital Santa Maria:  "Como pode ser assim?", deve ter se questionado.

Repetindo a coruja que inspira a turma do "Direito", Paulo arregalou os olhos. Ouviu com atenção e observou os gestos mais escondidos da plateia e da mesa de honra. O vice-governador Raul Henry confidenciou ao editor deste blog que o atual governador de Pernambuco enxerga bem até 'olhando com a nuca". "Ele é muito atento e permeável à razão e verdades", pontuou, enquanto almoçava com amigos de longas datas o vice-governador.
Foi com esse olhar diferenciado que o governador ouviu um a um nas apresentações de cada temática, já no encerramento do Seminário "Todos por Pernambuco". Fazia algumas anotações, certamente de algo que desconhecia, para depois se inteirar melhor, e voltava a atenção para o apresentador.
Anotou algumas vezes enquanto ouvia o tema saúde. Ele, mais do que ninguém, sabe que a maioria dos problemas do setor está relacionada a luta pelo 'poder' no setor - considere-se poder aquele de quem divide o bolo no setor. Já sabia de antemão que Araripina não dispõe de hospital estadual, mas de uma grande estrutura, a do Hospital Santa Maria. Em poucos minutos ouviu várias vezes a mesma informação e reivindicação vinda das plenárias. Foi o bastante para sair da Escola Técnica, onde ocorreu o seminário, e bater à porta das irmãs Medianeiras da Paz para ver o HMSM, para conferir de perto a estrutura que é subutilizada e a magnitude da injustiça e do tratamento desumano que está sendo dispensado ao povo de Araripina e cidades vizinhas. Anotem: Agora vai. O Santa Maria agora vai. Um governador viu de perto. Viu e pegou.

ÁGUA: POÇOS PROFUNDOS E CANAL DO SERTÃO

Danda Simeão manda o recado: Canal do Sertão no traçado original de Jarbas Vasconcelos e Poço Profundo é o que resolve. (vídeo picotado por falta de tecnologia - culpa do editor)

Foi essa a cantiga que mais entrou nos ouvidos do governador. Poço,Canal do Sertão! Canal do Sertão, poço.
O ex-vereador Danda Simeão enfatizou tão bem a problemática, na sua apresentação, que a mesa inteira e a plateia olharam com aquela cara de espanto de quem diz: "Agora eu entendi!" O Canal do Sertão de que falamos no Araripe é aquele traçado original, que teve estudo realizado pela Codevasf no governo Jarbas, com dinheiro repassado pelo estado de Pernambuco, que sai cortando serra e desce na Serra do Inácio, perenizando barragens a partir de Lagoa do Barro, e segue assim por todo o Rio Brígida. Só este traçado nos interessa e resolve o nosso problema. O resto é paliativo.

UNIVERSIDADE PÚBLICA EM ARARIPINA



O jovem Sebastião Dias fez o melhor discurso do dia e propôs o melhor negócio: Um chapéu de couro por uma Universidade Pública em Araripina.  Foi o mais verdadeiro e enfático, e por isso o mais aplaudido, provando que o sertanejo pode ser duro e direto sendo terno e habilidoso, sem necessariamente bajular ou esconder as mazelas.
(vídeo picotado por falta de tecnologia - culpa do editor)

O município sede do evento vem investindo em educação de nível superior há mais de três décadas. Araripina até se sacrificou junto ao INSS para manter a AEDA de portas abertas formando professores e engenheiros agrônomos. São estes profissionais que ocupam as salas de ensino em todos os municípios da região, não só de Pernambuco, mas também do Ceará, Piauí, Maranhão, e até estados mais distantes. Nunca o governo do Estado veio aqui perguntar quanto se gasta para suprir essa lacuna. Nunca o governo do Estado veio aqui perguntar quanto custa ter professor de nível superior nesse Sertão esquecido, que estaria completamente analfabeto se dependêssemos da vontade de professores da capital para aqui ensinar.
Pois bem. É sobre isso, é sobre a inadimplência a que Araripina está sujeita em virtude de dívidas junto ao INSS por causa de CNPJ vinculado ao da AEDA do que queremos tratar. Araripina formou os professores, engenheiros, advogados e contadores da região. É justo que agora o Estado venha corrigir essa injustiça agora. Paulo Câmara estava com olhos e ouvidos arregalados. Ficou mais ainda, e teve o coração acelerado pela fala de um jovem egresso de uma dessas faculdades, que além de bela e empolgante fala, encerrou sua participação presenteando Paulo Câmara com um chapéu de couro, , para ele nunca mais esquecer o que ouviu, toda vez que ver um vaqueiro com aquela indumentária, seja na missa do vaqueiro, seja olhando para Luis Gonzaga, ou simplesmente indo ao museu temático lá no Cais. Sebastião Dias, o nosso jovem de valor, foi ainda profético e ameaçador: "Não vai adiantar nada esse investimento em escola integral e escola técnica. Tudo isso será perdido, pois o jovem termina o ensino médio e depois não tem como prosseguir nos estudos". Paulo já sabia disso. Mas foi bom ouvir o que Eduardo Campos já havia lhe confessado: "Um dia a UPE será apenas para aluno da rede pública". Eduardo Campos morreu sem ver isso acontecer. Mas sua cria política pode garantir essa conquista, trazendo para Araripina um campus da UPE com cursos que precisamos para alavancar nossas principais atividades.

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E INFRAESTRUTURA

Setor gesseiro estrangulado; mandiocultura sem rama precisando que o IPA junto com prefeituras mantenham mil hectares de mandioca de variedades selecionadas e de gesso agrícola na correção dos solos - só assim funcionaremos a Fecularia que vira elefante branco no município; necessidade de uma grande rede de atacado de alimentos venha estancar a fuga de dinheiro para Juazeiro do Norte; Estradas asfaltadas ligando BR 316 a Lagoa do Barro e Gergelim, Santa Rita a Ipubi, a Barra de São Pedro e PE 585 a Salitre; ampliação do Aeródromo de Araripina para comportar voos comerciais; entre outras. Pediu-se como quem pede a Deus.

SAÚDE, SEGURANÇA, EDUCAÇÃO, UM ROSÁRIO SEM FIM DE PROPOSTAS
O governador Paulo Câmara recebeu um resumo do dia de oitiva e confidenciou em voz alta: Mais de mil sugestões. Em seu discurso de encerramento, sereno, disse que pouco havia pra falar. Foi bem curtinho como deve ser em final de eventos enfadonhos. Disse que não faltará..... e enumerou o básico que não faltará. Veja vídeo (picotado) em fase de edição.
No setor de segurança pública, os segmentos sociais e setores políticos pediram muito, mas o básico:
Delegacia da Mulher, Plantão policial em Araripina, IML e Polícia Técnica, Companhia de Polícia Independente em Araripina, melhoria salarial dos policiais e agentes de segurança em geral, entre outros.

No setor de saúde, o elenco de cobranças é muitas vezes  maior que o orçamento, mas o básico consiste em: Conclusão da Central de Hemodiálise do Hospital Santa Maria, ampliação e reforma do Hospital Regional, Médicos especialistas para o Hospital Santa Maria, UTIs para Araripina e Ouricuri, implantação do SAMU na região e sintonia deste com o Corpo de Bombeiros, Unidades Independentes do Corpo de Bombeiros em vez dos postos atuais, Patrulha Rural, entre outras.

ESPERANDO
Este blog aguarda dos responsáveis pela consolidação dos trabalhos uma lista completa das sugestões, em todas as salas temáticas. Ficará melhor de ler e de entender. Também não há HD externo no editor.



*TEXTO SEM CORREÇÃO, SERÁ CONCLUÍDO E CORRIGIDO EM SEGUIDA.

POSTAGEM EM EM CONSTRUÇÃO.
Por enquanto, 'foto-reportagem' abaixo, para agradar a todos os gostos.









Nenhum comentário:

Postar um comentário