terça-feira, 24 de março de 2015

O PASSADO E O PRESENTE. Uma postagem de 12 de setembro de 2011 que é uma comédia.

Araripina 2012: Resumão do 'vendaval' no grupo do prefeito.

6) Já se fala na chapa Valmir Filho e Leonardo Farias, sem direito a releição.  Também se fala na chapa Valmir Filho/Bringelzinho; na chapa Raimundo Pimentel/Alexandre Arraes; Alexandre/Valmir Filho, Valmir Filho/Alexandre.
5) Bringel quer chapa com gente nova representando a oposição: "Nem ele nem outro que já foi"

4) Valdeir Batista 'abriu' para Raimundo Pimentel, mas o plano é candidatura única.

3) Bombardeio: Dia 18 a oposição vai ao rádio 'bombardear' Lula Sampaio. Quem mais sabe das coisas é Raimundo Pimentel e Leonardo Batista, que saíram do grupo do prefeito. Valdeir Batista foi questionado por abrir espaço para 'apanhar' em sua própria rádio.

2) Oposição se reúne na câmara: seis vereadores, Valmir Lacerda, Valdeir Batista, Pedro Batista, Bringel, Raimundo Pimentel, Dr. Divanágoras, Alexandre Arraes.  A pauta foi o que chamam de descaso administrativo, o rompimento de Leonardo Farias e família, os próximos passos da oposição, enquadramento dos 'bumerangues'.

1) Leonardo Farias, seu pai e ex-prefeito Pedro Batista e seu irmão e ex-deputado Eduardo Farias romperam definitivamente com o prefeito Lula Sampaio. Já engrossam a oposição.

Postei de cabeça para baixo, obedecendo a ordem de acontecimentos e simbolizando o 'estado' que ficou o grupo do atual prefeito Lula Sampaio, depois dos rompimentos em série de Alexandre Arraes, Raimundo Pimentel, Leonardo Farias e família, entre outros.

Valdeir Batista garantiu que não vai mais 'apanhar' em sua própria rádio, nem permitir que a oposição apanhe, após ser questionado pelo cunhado e médico Dr. Divanágoas, que corajosamente expôs a postura do empresário e ex-prefeito em reunião de líderes da oposição, na câmara de vereadores, na última sexta-feira.

Quando dia 18 chegar, e as baterias dos 'maiores de idade' da oposição forem abertas em direção ao prefeito Lula, este blog será considerado light. Nunca mais o chamarão de 'radical', nem de 'intolerante'.  Os 'velhinhos' vão mostrar como se 'bate'. Finalmente me livrarei desse rótulo de 'radical', passando a ser considerado um moderado, cheio de razão, que avisa cedo,  que antecipa os fatos, e que por isso nunca sobe no muro ou se esconde diante das 'ameaças externas'.
Finalmente serei  apenas observador da cena. A tarefa de combater será de quem tem mandato ou responsabilidade direta pelas crias que estão no poder. Ao trabalho!

Nenhum comentário:

Postar um comentário