sábado, 28 de março de 2015

Americanas na porta da igreja



Os dias estão passando rápido mesmo. Em Araripina, mais ainda. Nem parece que há crise por aqui, tamanha a força do povo deste lugar e o empreendedorismo latente.
As Lojas Americanas também estão chegando. O prédio sobe rápido na 'porta' da igreja matriz da capital do gesso e da farinha, bem em frente àquele antigo viveiro, que pouca gente lembra que existiu. Exatamente onde o grande 'Senhor do Gesso', o saudoso empreendedor Teotônio Pinto sentava em seu charmoso e imponente casarão, fincado na esquina mais cobiçada da nossa terra. Pois foi lá, exatamente lé, onde tem gente até nos domingos à noite, que as Lojas Americanas decidiram aportar. Coladinha também na Caixa Econômica, de onde sai gente toda hora com dinheiro no bolso.
Que seja bem vinda, mais ainda nesses tempos bicudos de crise, para que nosso povo tenha mais esta mola para impulsionar a economia, varrendo para bem longe esse mal estar geral que assola o resto do Brasil.
Hoje, sábado de feira-livre, andei pelo centro para sentir o termômetro real. Descobri que o São João já começou. Uma loja, para enfrentar a crise, contratou um grupo de forró autêntico para tocar na porta. Essa turma que combate os efeitos maléficos do PT é mesmo a salvação da lavoura. Até serviço para sanfoneiro os empreendedores que tocam em frente nosso lugar dão um jeito de arranjar. Crise se combate com trabalho e também com animação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário