quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Lula Sampaio volta ao rádio. Nesta SEXTA, pela manhã, estará na Arari devolvendo as pancadas que levou de Raimundo Pimentel. Talvez se dirija também a Bringel.


EDITADO: Entrevista foi adiada para sexta-feira, segundo fonte segura.

Araripina não muda no campo político. A cena de amanhã cedo, se bem ouvida e refletida, nos remete a vinte anos atrás, ou mais. Uma velha Fita k7, com áudio da Rádio Voluntários da Pátria, gravado nos idos  anos 90, pode simplificar a compreensão de tudo. Nesta dita fita o ex-deputado Raimundo Pimentel 'solta os cachorros' no então deputado Valdeir Batista. O motivo era político, ou mais precisamente uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Pimentel se despedia da Gerência de Saúde, por demissão, por contrariar interesses diversos, sobretudo de quem o indicou. Na época, poucos acreditavam que o 'alagoano' conseguiria chegar lá e a fita foi reproduzida à exaustão em várias emissoras e sistemas de som. Muitos políticos regionais tinham interesse em promover o ocaso político de Valdeir Batista, um empresário bem sucedido que ficava 'sedutor' para as bases a cada quatro anos - embora também tivesse uma bandeira louvável, a Adutora do Oeste, que muito tempo depois aconteceu sob Jarbas Vasconcelos. A cadeira de Valdeir era sonho de muitos.
Pois bem. Aquela fala pensadamente agressiva contra um político forte virou moda de então até hoje. Raimundo Pimentel se destacou batendo forte, contestando personalidades e por isso se firmou e conseguiu mandato atrás de mandato. A cada eleição sua, o que ocorria sem providências abundantes no campo das ações - diferente de José Ramos e Felipe Coelho - cristalizava-se a ideia de que BATER sem piedade trás resultados nas urnas com generosidade. E dava audiência fácil, um fato confirmado por muitos anos com a audiência obtida por programas do Ratinho e assemelhados.
Lula Sampaio também chegou à prefeitura de Araripina fazendo oposição consistente e verbalmente abundante pelos meios de comunicação e à boca miúda. Subiu batendo e desceu apanhando. Apanhando sobretudo de Raimundo Pimentel, aliado e parceiro político com quem conheceu o olimpo e o limbo. Foi Pimentel quem deu as estocadas mais precisas. Foi a assessoria do deputado quem preparou toda papelada que, assinada por vereadores, redundou no afastamento de Sampaio da prefeitura da capital do gesso.
Pimentel queria - a acreditava - que seria o candidato do chamado 'Frentão', grupo formado por todos que eram e foram para a oposição a Lula. Após descobrir que não teria chance de emplacar o Interventor, reduziu a marcha no grupo de oposição. Após descobrir que não seria  candidato de Eduardo Campos, rompeu com a oposição e se aliou a Lula novamente, conseguindo deste seu apoio, um estranho apoio.

TIROTEIO VERBAL
O estilo de Raimundo Pimentel fez moda. De lá ara cá, acordar com as rádios locais com a temperatura verbal em escala febril virou regra. Todo mundo se encorajou. Criou-se um maniqueísmo brutal - sendo meu aliado é santo, sendo meu adversário é satanás. Pouca ponderação, pouca razão, pouca confiança, poucos amigos de verdade.

LULA VOLTA AO RÁDIO
Amanhã, quinta-feira, às 7 da manhã, Lula Sampaio romperá 'ruidoso' e longo silêncio. Voltará para responder ataques de........ de Raimundo Pimentel. Lula e Boba, seu irmão, duramente atacados, estarão juntos no programa Canal Aberto, ancorado por Martinho Filho, na Rádio Arari FM. Entre outras coisas, repetirá que o 'golpe' que o afastou da prefeitura foi dado por Raimundo Pimentel. Também mandará recados a outro politico local que andou espalhando boatos sobre posse em secretaria que não foi oferecida nem aceita.
Quem acabou de retornar à cidade e ligar o rádio ficará com a impressão de que os últimos vinte anos não se passaram. Só terão certeza de que estão enganados ao olhar no espelho e ver as pregas no rosto. Ou se olhar retrato atual dos atores da cena política local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário