sábado, 12 de julho de 2014

Eduardo Campos com mais prestígio que a seleção em Araripina. Aplausus lotado para receber presidenciável, Paulo Câmara, Fernando Bezerra e Roberta Arraes


 
Concorrendo com a seleção brasileira, Eduardo Campos encerrou sua fala para um público que lotava o Clube Aplasus, em Araripina, no momento que o Brasil já amargava uma derrota de 2 x 0 para a Holanda. O evento marca o lançamento da campanha de Roberta Arraes rumo à assembleia legislativa e registra  o apreço que o presidenciável tem por Alexandre Arraes e Roberta. Em plena correria de uma disputa nacional, ele tirou uma tarde para vir a Araripina prestigiar o lançamento da candidatura de uma amiga de longas datas. Detalhe: no mesmo horário o Brasil estava em campo, motivo pelo qual os discursos foram abreviados, menos o dele, que empolga até em hora de jogo da seleção.
Eduardo pegou firme. Disse que Itamar entregou o Brasil a FHC melhor do que recebeu de Sarney; que FHC entregou o País a Lula melhor do que recebeu de Itamar e que Lula entregou a Dilma muito melhor do que recebeu de FHC, para resumir: "Por não saber ou não querer, Dilma vai deixar o Brasil pior em tudo do que recebeu". Campos também abordou a mesquinhez de Dilma e dos petistas que fazem terrorismo com o bolsa família, anunciando que vai aumentar o valor da mensalidade e também aumentar a quantidade de famílias atendidas.
O evento ocorreu numa tarde quente, com clube lotado, tudo adequado para Eduardo Campos transpirar muito e sentir fortes emoções.
Dificilmente o presidenciável retornará a Araripina antes de 5 de outubro. Foi sinal de prestígio de Roberta Arraes e cenário ideal para Paulo Câmara realizar imagens para seu guia eleitoral e largar firme na caminhada rumo ao Campo das Princesas. O afilhado político de Eduardo Campos já demonstrou muito progresso com o microfone, se comparado a sua vinda recente a Araripina. Na pele de um 'gerente ocupado' que não tinha tempo para falar até pouco tempo, quando cuidava de acompanhar todos os programas executados pelo governo do Estado. Câmara já chega a empolgar com sua fala e desenvoltura, sobretudo por seu passado de estudante dedicado e jovem simples que subiu na carreira graças a muito estudo e dedicação. Ser competente e dedicado, humilde e leal foram as principais credenciais que levaram Eduardo a escolhê-lo candidato a governador.

 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário