sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

A volta política de Lula Sampaio pode não acontecer em 2014


Se depender apenas da vontade de pessoas bem próximas a Lula Sampaio, os chamados ‘lulistas roxos’, o ex-prefeito não voltará a ‘meter a carta’ na política de forma definitiva este ano. Contudo, a opinião e vontade destas pessoas que pensam ‘no melhor’ para Lula é flagrantemente contrária à vontade e apetite de outras menos próximas ao petebista. A lista dos que querem Lula no ringue é encabeçada por Armando Monteiro e robustecida por políticos ou aspirantes locais, cada um com sua lógica. O empresário e senador Monteiro Neto pensa unicamente em montar um palanque em cada cidade, algo que lhe assegure um lugar num hipotético segundo turno, caso o PT pernambucano lhe negue apoio e lance candidato próprio à sucessão de Eduardo Campos. Já os políticos e aspirantes locais pensam em herdar algo não mensurado nem garantido: o espólio eleitoral de Lula Sampaio - ser seu herdeiro político. Acontece que Lula ainda não se entregou e planeja retornar (ele próprio) na hora oportuna, algo bem diferente daquilo que querem os que formam fila para entrar no seu 'testamento'.
A aposta de alguns eufóricos que se opõem ao prefeito Alexandre Arraes é ver Lula lançar a filha Camila Sampaio na disputa por uma vaga de deputado estadual pelo PTB. Estes querem, muitas vezes, apenas prejudicar a eleição de Raimundo Pimentel e, a um só tempo, se valorizar junto ao prefeito Alexandre Arraes às custas do sacrifício de políticos em dificuldades. Este também é o sonho de Armando Monteiro, que prometeu calda eleitoral aos deputados que migraram para o seu partido. Por outro lado, outras pessoas, de outros partidos, imaginam-se o candidato a deputado de Lula, e sonham até acordados com um Lula subindo ao palanque, em praça pública, para transferir de vez o contingente de eleitores que ainda o seguem. Estes sonham o sonho dos ingênuos: se tornarem a segunda via em Araripina, em substituição a Lula Sampaio, ou a terceira via, em substituição a Dra. Socorro - Sem que para isto tenham perdido uma única noite de sono ou virado madrugadas rodando serra. Sonhar é livre.

A DURA REALIDADE
O palanque da oposição não é exatamente o que se pode chamar de ‘o palanque’. O deputado Raimundo Pimentel vai marchar para a conquista de mais um mandato no mesmo palanque do prefeito Alexandre Arraes nos planos estadual e federal – ambos apoiam Eduardo Campos para presidente e seu candidato a governador, seja ele quem for. Até mesmo o vereador Evilásio Matheus apoiará o candidato de Eduardo Campos, caso o escolhido seja Fernando Bezerra. Evilásio, Genival, Luis Henrique e Aurismar Cordeiro marcharão unidos no apoio ao mesmo candidato, inclusive apoiarão para deputado federal Fernando Filho (PSB) e para deputado estadual Raimundo Pimentel (PSB). Qualquer um dos citados pode procurar o blogueiro para negar a afirmação, caso tenham mudado de postura.
Por outro lado, o ex-vereador Boba Sampaio, irmão de Lula, vota fechado na chapa a ser apresentada pelo prefeito Alexandre Arraes. O mesmo ocorre com ex-vereadores antes ligados a Lula, que por estarem fora da cena política e não ocuparem cargos públicos, terão seus nomes omitidos.

OS PROCESSOS E A PRUDÊNCIA
Uma fonte muito ligada a Lula Sampaio, provavelmente o que mais defende o seu legado, um daqueles que mais sabem quantos amigos serão afetados pelo recrudecimento dos problems jurídicos que envolvem o afastamento do petebista da prefeitura, simplificou a tese do seu distanciamento ou apenas participação discreta na próxima campanha: “O que não falta é gente querendo que Lula se mate nos palanques para herdar seus votos na eleição de prefeito. Se ele me ouvir não apoiará nenhum estranho para deputado nem lançará sua filha, pois isto parecerá afronta aos órgãos de fiscalização que ainda analisam seus processos”. E completou: “Se ouvir apenas quem gosta dele apenas vai votar em Armando Monteiro e se aquietar por enquanto”. O autor desta frase não costuma errar nos seus prognósticos e tem inteiro e largo trânsito junto a Lula Sampaio, daí o blog se aventurar na narrativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário