quinta-feira, 31 de outubro de 2013

É urgente! Precisamos criar a 'Bolsa Semente'


Lossio defende criação do Bolsa Semente

Esta semana o Bolsa Família faz aniversário. Um programa cuja paternidade ainda se discute e que produziu avanços sociais importantes.

O presidente Lula, responsável pela unificação dos programas criados no governo Fernando Henrique e pelo batismo do programa com o nome de Bolsa Família, em seu discurso de comemoração de aniversário, fez menção a uma avaliação segundo a qual para cada R$ 1 investido no Bolsa Família, o impacto no Produto Interno Bruto (PIB) é de R$ 1,78.

Mas a verdade é que programas como esse sempre deixam a impressão de que falhamos por não oferecer às pessoas a qualificação que leva ao emprego e à verdadeira cidadania.

Podemos fazer melhor? Como? Não só podemos, nós devemos.

O filosofo Platão, que viveu 500 anos antes de Cristo, falou: 'Tudo depende das primeiras sementes. Se elas forem bem lançadas, podemos ficar certos de que produzirão os mais belos frutos, quer se trate de plantas, de animais ou de homens”.

Somam-se a isso evidências científicas que renderam, inclusive, o prêmio Nobel de Economia ao americano James Helkman e que comprovaram que investimentos feitos na Educação Infantil (creche e pré-escola) trazem retornos sociais e econômicos importantes.

Estudo do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) mostrou que para cada real investido na educação, a taxa de retorno é de R$ 1,80, ou seja, quase o dobro. Vejam que, inclusive, superior ao retorno econômico do Bolsa Família.

Assim, tomo a liberdade de sugerir a criação do Bolsa Semente, afinal, ainda temos mais de dez milhões de brasileiros sem acesso à creche e, portanto, segundo as evidências científicas, condenados a alimentar as filas do Bolsa Família, do analfabetismo, da criminalidade, da gravidez precoce, do desemprego, enfim, a fila da desilusão.

Att.
Julio Lossio
Prefeito de Petrolina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário