quarta-feira, 3 de julho de 2013

PMDB da Bahia anuncia que não apoia o PT

Secretário nacional do PMDB e presidente da legenda na Bahia, Geddel Vieira Lima explicou os principais pontos discutidos em uma reunião da executiva nacional do partido, destinada a debater e avaliar o atual momento político do país e o posicionamento do grupo às vésperas das eleições de 2014.

“O partido debateu questões como voto obrigatório, eleição direta, reforma política e eu defendi que se explicasse o que é reforma política e eleitoral. Está se discutindo reforma política e se falando na verdade de reforma eleitoral. Fim do voto secreto no parlamento faz parte de reforma política ou eleitoral?”, questionou.

Geddel também garantiu que está disposto a dialogar com os partidos que hoje fazem oposição ao governador Jaques Wagner (PT) e trabalhar pela união das oposições, mesmo que isso possa lhe custar a candidatura. “Defendo a unidade das oposições na construção de um projeto político-administrativo diferente deste que está aí. Se eu tiver capacidade de unir esse grupo eu serei candidato, se não, eu terei humildade para apoiar aquele que tiver condições de abraçar esse novo modelo mais voltado para mais resultados e menos políticas.”

Por fim, o peemedebista garantiu que mesmo que o diretório nacional continue a apoiar o Partido dos Trabalhadores, ele continua na oposição aos governos de Dilma Rousseff e Jacques W

Nenhum comentário:

Postar um comentário