terça-feira, 16 de julho de 2013

"Foi fava"

Estive sumido mais uma vez deste blog. Fui resolver problemas de soluções intransferíveis. Resolvi. É bem verdade que eu estava ficando 'empanzinado' com as notícias recentes. É muita repetição do mesmo. Recebi cobranças de leitores que têm o meu número telefônico e nas ruas também. Resolvi abreviar o 'recesso'. Para simplificar a justificativa, repito Luiz Gonzaga: "Foi fava".

A NOTÍCIA
Dilma fica sem médico.
Certa de que não vai ser bem recebida por nenhum médico brasileiro, Dilma não sabe a quem recorrer para curar-se de várias doenças, entre elas Pibinho, Ibopinho e Antipatia crônica. Sem cara para enfrentar quem curou seu câncer, Dilma cogitou recorrer a médicos americanos, mas temeu retaliação dos médicos cubanos, os mesmos que mataram o venezuelano Hugo Chaves. Dilma está no mato sem cachorro. O 'pai' e conselheiro Lula teme contaminação e por hora se esconde. Já temendo efeito colateral, passou a evitar os médicos do Sírio Libanês e faz visitas frequentes a curandeiro de Goiás.
Não estranhe. O diagnóstico é este mesmo. A imprensa nacional é que não sabe usar as palavras certas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário