quarta-feira, 26 de junho de 2013

PESQUISA para o Senado revela o poder da coerência e da coragem associadas.

montagem gde

Se as eleições para senador em Pernambuco fossem hoje, Jarbas Vasconcelos (PMDB) seria reeleito. Segundo pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), contratada com exclusividade para este blog, Jarbas teria 49,5% das intenções de voto.
Em seguida aparece o pré-candidato do PP, Eduardo da Fonte, com 16% e em terceiro o ministro Fernando Bezerra (PSB), que tem 10,5%. Brancos e nulos somam 10,8% e os que se apresentaram como indecisos ou que se recusaram a responder totalizam 13,2%.
Na sondagem espontânea, Jarbas também se mantém na frente com 7,3%, Eduardo da Fonte vem em segundo com 2,3% , Armando 1,6% e o governador Eduardo Campos 0,9%.
São citados ainda Fernando Bezerra Coelho com 0,8%, João Paulo 0,8%, Humberto Costa 0,5%, João Lyra Neto 0,4%, Lula Cabral 0,3%, Marco Maciel 0,2%, Antônio Figueira 0,2%, Geraldo Júlio 0,2%, Sérgio Guerra 0,1%, Fernando Ferro 0,1%, Inocêncio Oliveira 0,1%, José Múcio Monteiro 0,1%, Júlio Lóssio (0,1%), Márcio Barbosa 0,1%, Maurício Rands 0,1% e Vicente André Gomes 0,1%.

Nesta modalidade os indecisos e brancos sobem para 75,9%. A pesquisa foi a campo entre os dias 14 e 17 deste mês, em 80 municípios do Estado. A margem de erro é de apenas 2,2% para mais ou para menos.

Líder no levantamento, o primeiro para o Senado no Estado, Jarbas tem seus melhores percentuais de indicação de voto entre os eleitores na faixa etária de 35 a 44 anos (52,4%), entre os eleitores com grau de instrução da 5ª a 8ª séries (51,8%) e entre os eleitores com renda familiar até um salário (50,6%).

As projeções de voto menores para Jarbas se encontram entre os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (47,4%), entre os eleitores com renda família entre cinco a dez salários (43,1%) e entre os eleitores com grau de instrução com ensino superior (44,6%). Por sexo, 50% das eleitoras femininas tendem a votar nele e entre os homens o percentual cai para 48,9%.

Por região, a melhor área para Jarbas é a Zona da Mata (56%), seguida da Região Metropolitana (50,5%). No Sertão, ele tem 49,1%, no Agreste 48% e no São Francisco 35,3%. Em segundo lugar, Eduardo da Fonte tem seus melhores percentuais de indicação de voto entre os eleitores jovens na faixa etária de 16 a 24 anos (18,5%).

Depois está entre os eleitores com grau de instrução com ensino médio (18,2%) e entre os que ganham entre cinco a dez salários mínimos (20,2%). Por região, Eduardo da Fonte é mais forte na Região Metropolitana (19,1%), seguindo o Agreste com 17,9%, a Zona da Mata com 11,1%, o Sertão com 10,2% e o Vale do São Francisco com 10,5%.

Já o ministro Fernando Bezerra Coelho, que aparece em terceiro, tem seus maiores percentuais de voto entre os eleitores com renda acima de 10 salários (14,9%), entre os eleitores com grau de ensino superior (14,5%) e entre os eleitores na faixa etária de 16 a 24 anos (11,9%).

Por região, é no Vale do São Francisco onde Fernando tem seus maiores percentuais de intenção de voto: 37,6%. No Sertão aparece com 19%, no Agreste 5,2%, na Zona da Mata 7,7% e na Região Metropolitana 8%.

METODOLOGIA - Foram realizadas duas mil entrevistas em 80 municípios de Pernambuco divididos proporcionalmente na Região Metropolitana, Zona da Mata, Agreste, Sertões do Pajeú, Moxotó, Alto Sertão, Sertão de Itaparica e Sertão do São Francisco. O intervalo de confiança estimado é de 95,5% e a margem de erro máxima estimada é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra.

A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares. gdoze gde

Nenhum comentário:

Postar um comentário