sábado, 30 de junho de 2012

Alexandre Arraes lota as ruas do entorno do Aplausos. Clube não coube sequer metade da multidão.

Alexandre Arraes realizou a maior convenção da história de Araripina. Uma multidão lotou ruas próximas ao Clube Aplausos, que ficou pequeno para a militâcia que foi à luta. Quem também ficou pequeno foi o palanque. Iveraldo Nascimento cansou de anunciar nomes e o palco terminou ficando pilhado.

Lula Sampaio sem vice

O candidato do PTB, Lula Sampaio, ainda não encontrou o vice. Depois de boatos de que a chapa seria Leonardo Farias com Camila Sampaio na vice, terminou prevalecendo a versão de que o petebista anunciará o nome de seu vice na próxima quarta-feira. Há especulações de todo tipo.
Estou tentando encontrar fotos do evento, sem sucesso. Elas aparecerão.

Dra. Socorro desiste de candidatura e maioria do seu partido adere a Alexandre

A  médica e esposa do deputado Raimundo Pimentel desistiu de ser candidata a prefeito de Araripina. A maioria dos candidatos do PSL já aderiu à candidatura de Alexandre Arraes.

Nunes Rafael declara apoio a Alexandre Arraes e PHS comporá chapinha para vereador com PMDB e PC do B

O presidente do PHS e suplente de deputado federal, Nunes Rafael, acaba de decidir, com seus aliados, que marchará com  a candidatura de Alexandre Arraes (PSB) e que o seu partido comporá coligação proporcional com o PMDB e o PC do B. O PC do B ainda está reunido,  mas a tendência é a mesma.
Palavra cumprida de acompanhar os desdobramentos.
Agora vou para a convenção.

PC do B poderá sair de hoje com duas atas

O Partido Comunista do Brasil - PC do B, caminha para redigir duas atas. Uma coligando-se com Alexandre Arraes, do PSB de Eduardo Campos, com quem se aliou no Estado inteiro, e outra coligado com oPTB de LulaSampaio.
As duas serão apresentadas em cartório. Está certo no diretório estadual que prevalecerá a que aprova coligação com o PSB. As pessoas que estão tentando construir outra alternativa divergente daquela dos que são candidatos e alinhados com o projeto político de Eduardo Campos sabem que não terão êxito, mas insistem nessa marcha, podendo, inclusive, provocar constrangimento desnecessário ao prefeito Lula, que não merece passar por isso. 

PC do B está reunido para decidir coligação para vereador.

Acabo de falar com Ernilo Arruda. Ele espera apenas o presidente do Partido escolhido em reunião extraordinária, Armando Arruda, para em conjunto com demais pré-candisdatos a vereador bater o martelo em relação à coligação para vereador. Sai já a decisão. A tendência é de chapinha.

Deu pane

Partidos e políticos que se opõem a Alexandre Arraes fizeram cinco convites para preencher vaga de vice-prefeito na últimas horas. Até agora, não houve resposta favorável.

Nunes Rafael está reunido com os irmãos

Acabo de falar com Nunes Rafael. Ele está se reunindo com familiares para bater o martelo. Acho que não passará de 15 minutos. Aguardem.

Aos que não querem seguir a lei

CAPÍTULO I
DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
Art. 1º A propaganda eleitoral nas eleições de 2012 obedecerá
ao disposto nesta resolução.
Art. 2º A propaganda eleitoral somente será permitida a partir
de 6 de julho de 2012 (Lei nº 9.504/97, art. 36,
§ 1º Ao postulante a candidatura a cargo eletivo é permitida a
realização, na quinzena anterior à escolha pelo partido político, de propaganda
intrapartidária com vista à indicação de seu nome, inclusive mediante a fixação
de faixas e cartazes em local próximo da convenção, com mensagem aos
convencionais, vedado o uso de rádio, televisão e outdoor (Lei nº 9.504/97, art.
36, § 1º).
§ 2º A propaganda de que trata o parágrafo anterior deverá ser
imediatamente retirada após a respectiva convenção.
caput e § 2º).

O Tribunal Superior Eleitoral, no uso das atribuições que lhe
conferem o art. 23, inciso IX, do Código Eleitoral e o art. 105 da Lei nº 9.504,
de 30 de setembro de 1997, resolve expedir a seguinte instrução:

Nunes Rafael continua reunido com aliados do PHS e anuncia decisão já.

Nunes Rafael anuncia em minutos a sua decisão. Ele continua reunido com aliados e com o irmão César. Decisão sai já.
Acabo de falar com o mesmo que me afirmou: "Setenta por cento do caminho já está andado. Falta pouco para anunciarmos".
Aguardem por aí. Sem tomar cerveja pois daqui a pouco tem convenção de gente séria.

Nunes Rafael: Novidades já.

Sargento Alonso será candiato a vereador apoiando Alexandre Arraes

O prestigiado militar, Sargento Alonso, decidiu se filiar ao PSD e será candiato a vereador em coligação de novatos. Ele também apoioará Alexandre Arraes.

PC do B fecha com Alexandre Arraes

O Partido Comunista do  Brasil - PC do B, depois de muito debater internamente e se contrapor à ideia fixa do presidente municipal, isolado em sua proposta, acaba de definir apoio, por maioria dos convencionais, e marchar com a candidatura de Alexandre Arraes.
Veja o edital, que contraria a decisão isolada de Ibiapino, que, sem consultar o partido, desmarcou a convenção que seria no sindicato, anunciando convenção conjunta com partidos outros que não aqueles escolhidos pelos convenionais.
A decisão do PC do B de Araripina segue o alinhamento e orientação da estadual, que lançou o candidato a vice na chapa do PSB recifense, apoiando Geraldo Júlio, com Luciano siqueira na vice.


EDITAL DE CONVOCAÇÃO




O Partido Comunista do Brasil – PC do B do município de Araripina-PE, pelo presente edital, através da maioria dos membros que compõem a Comissão Executiva Municipal, abaixo assinados, CONVOCA todos seus filiados em dia com suas obrigações estatutárias para participarem do CONGRESSO MUNICIPAL do Partido, a realizar-se no Aplauso’s Shows e Eventos, na Rua Pedro José Rodrigues, nº 150, Centro, Araripina – PE.
Os trabalhos terão inicio às 16 horas e termino às 20 horas do dia 30 de junho de 2012 com a seguinte:


ORDEM DO DIA:


Congresso para deliberações e escolhas para as Eleições de 2012:

1. Escolha do candidato do Partido a Prefeito e Vice-Prefeito;
2. Escolha dos candidatos a Vereador pelo Partido;
3. Deliberar e definir sobre Coligação;
4. Escolha do representante da Coligação;
5. Denominação da Coligação;
6. Fixação sobre os limites de gastos com campanha eleitoral;
7. Outros.

Araripina, 28 de junho de 2012.

SE LIGUE NOS PRAZOS ELEITORAIS

1. Último dia para a realização de convenções destinadas a deliberar sobre coligações e
escolher candidatos a Prefeito, a Vice-Prefeito e a Vereador (Lei nº 9.504/97, art. 8º,

JULHO DE 2012
1º de julho – domingo
1. Data a partir da qual não será veiculada a propaganda partidária gratuita prevista na Lei
nº 9.096/95, nem será permitido nenhum tipo de propaganda política paga no rádio e na
televisão (Lei nº 9.504/97, art. 36, § 2º).
2. Data a partir da qual é vedado às emissoras de rádio e de televisão, em programação
normal e em noticiário (Lei nº 9.504/97, art. 45, I a VI):
I – transmitir, ainda que sob a forma de entrevista jornalística, imagens de realização de
pesquisa ou de qualquer outro tipo de consulta popular de natureza eleitoral em que seja
possível identificar o entrevistado ou em que haja manipulação de dados;
II – veicular propaganda política;
III – dar tratamento privilegiado a candidato, partido político ou coligação;
IV – veicular ou divulgar filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro programa com
alusão ou crítica a candidato ou partido político, mesmo que dissimuladamente, exceto
programas jornalísticos ou debates políticos;
V – divulgar nome de programa que se refira a candidato escolhido em convenção, ainda
quando preexistente, inclusive se coincidente com o nome de candidato ou com a
variação nominal por ele adotada.

5 de julho – quinta-feira
1. Último dia para os partidos políticos e coligações apresentarem no Cartório Eleitoral
competente, até as 19 horas, o requerimento de registro de candidatos a Prefeito, a Vice-
Prefeito e a Vereador (Lei nº 9.504/97, art. 11,
2. Data a partir da qual permanecerão abertos aos sábados, domingos e feriados os
Cartórios Eleitorais e as Secretarias dos Tribunais Eleitorais, em regime de plantão (Lei
Complementar nº 64/90, art. 16).
3. Último dia para os Tribunais e Conselhos de Contas tornarem disponível à Justiça
Eleitoral relação daqueles que tiveram suas contas relativas ao exercício de cargos ou
funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do
órgão competente, ressalvados os casos em que a questão estiver sendo submetida à
apreciação do Poder Judiciário, ou que haja sentença judicial favorável ao interessado
(Lei nº 9.504/97, art. 11, § 5°).

4. Data a partir da qual o nome de todos aqueles que tenham solicitado registro de
candidatura deverá constar das pesquisas realizadas mediante apresentação da relação
de candidatos ao entrevistado.
5. Data a partir da qual, até a proclamação dos eleitos, as intimações das decisões serão
publicadas em cartório, certificando-se no edital e nos autos o horário, salvo nas
representações previstas nos arts. 30-A, 41-A, 73 e nos § 2º e § 3º do art. 81 da Lei
9.504/97, cujas decisões continuarão a ser publicadas no Diário de Justiça Eletrônico
(DJe).

6 de julho – sexta-feira
1. Data a partir da qual será permitida a propaganda eleitoral (Lei nº 9.504/97, art. 36,

2. Data a partir da qual os candidatos, os partidos ou as coligações podem fazer
funcionar, das 8 às 22 horas, alto-falantes ou amplificadores de som, nas suas sedes ou
em veículos (Lei nº 9.504/97, art. 39, § 3º).
3. Data a partir da qual os candidatos, os partidos políticos e as coligações poderão
realizar comícios e utilizar aparelhagem de sonorização fixa, das 8 às 24 horas (Lei no
9.504/97, art. 39, § 4º).
4. Data a partir da qual será permitida a propaganda eleitoral na internet, vedada a
veiculação de qualquer tipo de propaganda paga (Lei nº 9.504/97, art. 57-A e art. 57-C,

5. Data a partir da qual, independentemente do critério de prioridade, os serviços
telefônicos oficiais ou concedidos farão instalar, nas sedes dos diretórios devidamente
registrados, telefones necessários, mediante requerimento do respectivo presidente e
pagamento das taxas devidas (Código Eleitoral, art. 256, § 1º).).

30 de junho – sábado

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Recife

A briga pela prefeitura de Recife será das boas. De um lado, o PT, que se armou com seus quadros mais fortes. Humberto Costa para prefeito com João Paulo na vice é chapa densa. O governador Eduardo Campos, depois de reatar relações com Jarbas Vasconcelos e obter o apoio do PSB, consolidou a ampla aliança em torno de Geraldo Júlio, que terá o comunista Luciano Siqueira na vice.
Pela direita, Mendonça Filho foi o escolhido do DEM para tentar uma vaga no segundo turno.
Falta agora a definição do PSDB e do PPS. O PSDB dependendo do 'humor' instável e impreciso de Sérgio Guerra; o PPS dependendo da calibragem de humor de Raul Jungmann.
Os demais partidos que se apresentam fazem pouca diferença no contexto que se desenhou.
O ex-presidente Lula já mandou seu recado: Só tem um candidato e este se chama Humberto Costa. Eduardo Campos e Jarbas Vasconcelos terão três meses para transformar o excelente técnico Geraldo Julio em candidato vitorioso. Eduardo passou a ter muita força na capital. Jarbas sempre teve.

Aqui estou

Aqui estou. Ganhei o direito de levar adiante esse projeto de imprensa independente e sem fins lucrativos. O fundador do Meu Araripe me confiou a missão. Vou procurar não decepcionar. Pondero apenas que estou pleiteando uma candidatura a vereador pelo PMDB e que isto, de certo modo, me aproxima da notícia mas, em contrapartida, me subtrai tempo.
Procurem, na medida do possível,  acostumar-se com frases curtas e até sofismas. As condições e circunstâncias ditarão as regras. Estou feliz por está aqui em sintonia com vocês. Espero manter a linha e não me abater com a guerra que se aproxima. Estarei sempre em duas frentes: a do voto e a da notícia.
Araripina escreverá, nos próximos noventa dias, um belo capítulo de sociologia. Quero narrar os fatos e participar diretamente da história. Espero contribuir nas ruas e nos palanques e também aqui. Buscarei o equilíbrio. Deus será sempre procurado por mim, como de costume.
A partir de agora, com a minha foto estampada aí no topo, as tesouras fabricadas para podar o novo  se agigantarão contra mim, marchando firme em minha direção. Procurarei ser forte e sereno. Já passei pela primeira prova de fogo na manhã de hoje. Por muitas outras terei que passar sem arranhar nem ser arranhado.
Deus me proteja. Nele eu confio.
Meu compromisso com o fundador e com os leitores está firmado.
Ao futuro!

Araripina 2012: Por enquanto, cinco candidatos a prefeito.

Tudo pode mudar até amanhã, mas o cenário de hoje à noite é de cinco candidatos a prefeito. São eles: Alexandre Arraes (PSB), Dra. Socorro (PSL), Lula Sampaio (PTB), Dr. Cacio (PRP) e Nunes Raphael (PHS).
Com certeza, dois candidatos não cogitam se compor ou desistir: Alexandre e Dr. Cácio. O primeiro por ter a seu lado o maior arco de alianças desta eleição e o apoio do Palácio; o segundo por já ter realizado convenção na noite de ontem.
 Dra. Socorro e Lula Sampaio ainda podem conversar; e Nunes Raphael tem tempo para ponderar, visto que ainda não realizou convenção, o que fará apenas amanhã até o meio dia.

CENÁRIO DE DESOLAÇÃO PARA EVILÁSIO MATHEUS
O vereador Evilásio Matheus declarou apoio a Dra. Socorro e manteve esse apoio, contrariando Lula Sampaio. Ontem, os dois se encontraram diante de plateia maior. Ficou claro que um não jogava o jogo do outro e o clima se alterou entre vereador e prefeito. Mantendo-se o atual quadro, Evilásio Matheus sequer deverá ser candidato. Ele desistiria da candidatura em solidariedade a Dra. Socorro, visto que não comanda o partido ao qual se filiou, o PDT, conforme foi noticiado aqui em outras oportunidades. Contudo, a noite é longa e o dia de amanhã representa uma eternidade para quem não quer perder anéis e dedos a um só tempo. Até lá, tudo pode acontecer, até mesmo uma reaproximação entre Lula e Evilásio, caso haja acordo entre Socorro Pimentel e Lula.

CENÁRIOS POSSÍVEIS
Poucas dúvidas sobre como ficarão as forças políticas e partidárias. Dúvidas, somente duas: Onde ficarão PC do B e PRTB.  Lula Sampaio aposta que o PC do B estará se compondo com o PTB. Alexandre Arraaes também aposta no apoio dos comunistas ao PSB. No momento, Ibiapino acha que controla a sigla e um grupo capitaneado por Ernildo Arruda e Professor Armando tem certeza de que está com tudo sob controle rumo ao apoio a Alexandre.
Coisa parecida ocorre ao PRTB de Mazinho de Zeca. O primeiro defende apoio a Dra.Socorro e um grupo bem maior defende apoio a Alexandre, ameaçando retirada de candidaturas em massa caso o apoio se consolide em favor da médica.

CHAPINHASE CHAPÕES
No palanque de Alexandre, provavelmente desfilarão duas coligações. Uma maior, com vereadores e ex-vereadores, e uma menor, com candidatos novatos. Uma terceira pode existir, formada apenas pelo PRB de Valdeir Batista, caso não sejam aceitos por partidos menores e não aceitem se coligar com os maiores.

No palanque de Lula Sampaio, caso se confirme sua candidatura, dois partidos comporão um chapão desidratado. PTB de Boba e PDT de Didô formarão a espinha dorsal desta coligação. Além de Boba
e Didô, cerca de dez outros candidatos, entre eles Fabinho Lopes (provavelmente), estarão no páreo.

Já no palanque de Dra. Socorro, caso também se confirme a sua candidatura e não haja composição, deve haver uma chapinha apenas com o PSL. Fala-se na possibilidade de coligação entre o PSL e o PRTB de Mazinho de Zeca, algo rechaçado por parte dos filiados à mesma sigla, que preferem o apoio a Alexandre Arraes.

Chapinhas x Chapões

A temperatura está aumentando, mas o foguete 2012 ainda não foi lançado. Os vereadores com mandato estão forçando portas, janelas, portões e tudo que existir na tentativa de montar um chapão.  Fazem isso sem cerimônia, por ser o que convém. O  partido de Valdeir Batista, onde estão Renan e Tico de Roberto, já disse que não se coliga.
Só agora, depois que chegou de Recife, Alexandre Arraes vai se debruçar sobre a equação. Por enquanto, está querendo engordar seu palanque. Esta é a prioridade agora. Está certíssimo, até porque isto pode ser a solução dos demais problemas.

NOVATOS
Candidato que prega renovação quer ver o diabo mas não tolera a ideia de ser transformado em calda de vereador. Eis o impasse.

TJPE volta a trabalhar segunda-feira

O Tribunal de Justiça de Pernambuco volta do recesso na próxima segunda-feira. Durante o final de mês, funcionou apenas com um desembargador plantonista. Qualquer decisão deste poderia ser facilmente contestada, derrubada, por ser monocrática.
A segunda-feira pode dizer muita coisa e também pode não dizer nada. Depende do ponto de vista e do interesse em jogo.
Até lá.

Sob nova direção

O Meu Araripe já está sob o comando do editor que o assumirá. É questão de horas. Daqui a pouco, a nova cara, a revelação.

Não existe imparcialidade

Não existe ser imparcial. Não existe jornal imparcial. Não existe revista imparcial. Não existe e nunca existirá. Nunca haverá moeda de um lado só, motivo pelo qual me arrisco a fazer afirmação tão ousada.
Imparcialidade seria, no máximo, contar todas as facetas de uma versão. Mas, convenhamos, ninguém recebe tanto espaço da chefia de redação, ninguém se arrisca a narrar todos os lances de um grave acidente com vitimas fatais, ou todos os detalhes de um assassinato com suas faces cruéis. Também, nenhum jornalista contará todos os detalhes de um casamento real, até porque ele não entrará nos aposentos para constatar que lá  a pose cai e a madeira também deita sem aquele requinte todo.
Assim começo justificando em minha estreia, para deixar claro que nenhum jornalista conta tudo o que ouve de suas fontes, até porque precisa peneirar e filtrar,  para livrar o leitor das faces mais cabeludas. Ademais, não sou jornalista. Apenas exerço o meu direito de opinião.
Um ser imparcial, no meu entendimento, seria um sujeito sem opinião. Livre-nos disso! Não peçam isso de mim.
Se quiserem tirar a prova de que não existe imparcialidade na imprensa, vasculhem as manchetes dos jornais americanos sobre o mesmo tema, na mesma manhã. Dizem que os Estados Unidos da América representam o que há de mais avançado em se tratando de civilização humana. Não estou afirmando nem concordando, mas apenas constatando. Aceitando tal afirmação, poderíamos concluir que  banir a hipocrisia é o primeiro passo para aceitar mais de uma versão, com privilégio de uma sobre outras, pois duvido que alguém encontre palavras lindas para colocar dois pensamentos numa mesma página sem privilegiar aquele que lhe mais lhe agrada.
Não exijam de mim uma ideologia, pois cansei de tê-las depois de muitas decepções. Exijam deste modesto editor apenas alguma coisa diferente para ler, como sempre fez o Meu Araripe.
Eu estou assumindo mais uma vez que redijo e publico. Já fiz isso no passado. Já paguei preços suportáveis apenas pelos fortes por ter e emitir opinião.  Só eu e minha família sabemos o quanto isso me custou. Não quero voltar ao passado. O mundo mudou. Minha aldeia não é mais e tão somente o meu torrão natal, nem o meu estado. Minha aldeia é global. Agora mesmo, milhares de leitores estão acessando, várias e seguidas vezes o Meu Araripe, em várias partes do mundo, para saber quem de fato se responsabilizará por este blog a partir de agora.
Estou aqui. Estou de volta.  Em poucas horas postarei a minha cara.

Recorra a nossas antigas recentes e veja que começou a clarear.

Quem está dizendo é Inaldo Sampaio:
Os acordos – A 48 horas do término do prazo para a realização das convenções, o prefeito de Goiana, Henrique Fenelon (PCdoB), ainda está sem candidato à sua sucessão. Ontem, o PSB fechou uma aliança com o candidato favorito, Fred da Caixa (PTB), indicando o vereador Carlos de Joca para vice. E hoje resolverá as pendências de Garanhuns, Gravatá e Jaboatão.

AGORA, O MEU ARARIPE
Percebam que Goiana, a cidade que recebeu a Fiat e a Hemobrás foi entregue ao PTB de Armando Monteiro. Percebam também que Garanhuns ainda está para ser decidida e Gravatá da mesma forma. Todas são cidades com arrecadações 'maravilhosas'.
Em Jaboatão, só falta aceitar os fatos, pois o eleitor já decidiu continuar com Elias Gomes(PSDB). Lá, o que podem fazer é só encarecer a vitória do atual prefeito. Mas isto seria 'desamor' a Sérgio Guerra. Uma outra joia da coroa saiu dessa lógica e passou a ficar mais perto do PMDB. Trata-se de Ipojuca, sobre o que depois falo mais para não queimar a lingua.
Fui atrás dos arquivos e vi que tratou-se aqui dessas pendências. Elas dizem muito sobre tudo. Esperem o desfecho final para clarear o que ainda está obscuro. É a política, meu caro e minha cara.

Então tá

"O alívio – Eduardo Campos viajou tenso a SP, ontem, mas de lá retornou aliviado, após conversar com Lula sobre a eleição do Recife, Fortaleza, Belo Horizonte e São Paulo. Ele disse ao ex-presidente aquilo que Lula gostaria de ouvir: que o adversário do PSB, no Recife, não será o PT e sim o DEM".

É mais uma de Inaldo Sampaio.
Fica entendido assim. Por enquanto.

Reis da boquinha

isaltino_nascimento_foto__divulgacao_ Se depender do governador Eduardo Campos, não haverá mudança nas três secretarias que o PT ocupa no seu governo (Transportes, Governo e Cultura).
No entanto, o candidato do partido a prefeito do Recife, senador Humberto Costa, já admite a possibilidade de essas pessoas entregarem os cargos, caso haja uma radicalização entre PT e PSB na disputa pela prefeitura.
Os três secretários (Isaltino Nascimento, Maurício Rands e Fernando Duarte) são mais “eduardistas” do que petistas. Mas, em solidariedade ao partido, é pouco provável que continuem.

MEU ARARIPE
Entendam da seguinte forma: Mesmo havendo um só petista ocupando secretaria de estado no Governo Eduardo, não se poderá falar em rompimento político entre PT e PSB. É isto o que Lula e Eduardo Campos mais lutam para evitar, embora a turma que saiu comprando briga por todo interior do estado e rechado a capital tente o contrário.

Sem condições

A participação do ministro mais controverso do STF, Jose Antonio Dias Toffoli, nomeado por um dedaço de Lula, já que não tem nem de perto os requisitos normais de conhecimento e experiência para exercer o cargo, no julgamento do Mensalão, não só é ilegal. É totalmente imoral. Ele era o imediato do Zé Dirceu na Casa Civil quando estourou o caso e, na sequência, junto com a atual companheira, Roberta Maria Rangel, atuou na defesa de réus deste que é o maior escândalo de corrupção da história política do Brasil. Leia aqui.


Efeito contrário

Ontem, foi o presidente da União Industrial Paraguaia, Eduardo Felippo, que disse que é vantajoso para o país sair do Mercosul, pois poderá buscar parcerias com outros países e não só com Brasil, Argentina e Uruguai que, queiram ou não queiram, fizeram parte da Tríplice Aliança que devastou o Paraguai. O discurso nacionalista começa a tomar corpo no país, gerando efeito totalmente contrário do esperado pela esquerda bolivariana latino-americana, com quem a diplomacia brasileira prefere flertar.

Bringel confirma apoio a Alexandre e acaba com boataria

O ex-prefeito Bringel aproveitou entrevista que concedeu a Genival Sousa para desmentir boatos plantados na cidade segundo os quais estaria montando chapa na companhia do prefeito Lula Sampaio. Mais uma vez ele reiterou o apoio a Alexandre Arraes e lançou a candidatura do herdeiro Bringel para vereador.
Fora dos microfones, ele confirmou que foi de fato procurado por Lula Sampaio duas vezes, uma em sua casa e outra em Morais, quando este tentou convencê-lo a marchar junto nesta eleição lançando prefeito e vice. Bringel disse não, indicando que tem compromisso assumido com o Palácio e com Alexandre.

O VICE
Após lançar a candidatura do filho a vereador, Bringel declara, implicitamente, que está para aglutinar. Ao ser entrevistado na mesma oportunidade, Valmir Filho declarou que o aliado tem condições políticas para indicar tanto candidato a vice quanto a prefeito, e deixou em suas mãos a incubência de amanhã, na convenção, fazer o anúncio tão esperado.

quinta-feira, 28 de junho de 2012

O blog Meu Araripe terá uma cara de autor

Já decidi. Já fiz a escolha. Só falta anunciar. Posso antecipar, apenas, que uma pessoa me convenceu com argumentos. Provou que pode conduzir o Meu Araripe sem mudar seu foco e sem apequenar o debate. Aguardem o nome do escolhido. A partir de algumas horas ele aparecerá aí em cima se responsabilizando pelas postagens. Já lhe repassei o endereço eletrônico e a senha. Já está com ele o direito de conduzir o blog de agora em diante. Vocês, a partir de algumas horas, terão o direito de saber a notícia e conhecer a fonte, se esta não pedir anonimato. Isto eu não podia fazer, pois anônimo não conversa, apenas ouve.
Diferente do que diz Roberto Carlos em uma de suas músicas, "Nada vai mudar na hora  que eu partir". Assim espero. Até breve.

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Fui dormir às 6 da manhã, acordei de nove e estou parando agora.

Desculpem pelo abandono e pelo conteúdo singelo. Hoje  foi um dia atípico. Ontem (hoje), mudando o costume, fui um festeiro de primeira. Até a estrondosa vaia que deram  lá pelo parque eu ouvi, sem ter participação nela. Só sai da festa às às 5 da manhã, acompanhado de quatro mulheres e dois homens. Excluindo a esposa, o resto era filho e outros meninos que eu tomava conta.  Dormi até às nove e fui cuidar da vida. Como percebem, abandonei o blog, pois não deu para ser madrugador.
Eu prometo  retomar os velhos hábitos e não fazer mais isso.

Chapinhas x chapões: Falta pouco para Alexandre montar as chapas proporcionais

Vai depender de pouca inteligência e pouco trabalho a montagem das duas coligações proporcionais que darão sustentação à candidatura de Alexandre Arraes. Só errando muito isto não acontecerá. O pessoal está facilitando e apresentando os caminhos. Só resta o prefeito seguir. Apressadamente e antes das convenções, para não queimar o rubacão.

Chico Siqueira virou prefeito de Araripina?

Parece humilhação. E é. Ontem, no palanque oficial montado pela prefeitura a de Arairpina para receber as atrações principais do forró nacional,o prefeito que se ouvia falar era o de Ipubi, Chico Siqueira. Uma, duas, dez, vinte vezes. A Banda Aviões do Forró perdeu a conta de quantas vezes o chamou de 'meu patrão'. O cara parecia irritado pelo fato de ter ficado cinco nos sem cantar em Araripina. O vocalista mais querido do Nordeste, concretamente, tem aversão a Lula.

VAIA JOVALDO NUNES
Carlos Maia, por mais que tenha tentado e usado bem a experiência que acumula em palco, não conseguiu evitar mais uma sonora vaia ao prefeito Lula Sampaio.
Para driblar o público, Maia começou enaltecendo o trabalho da comissão de eventos, elogiou o vice-prefeito Alexandre Araes, que foi aplaudido, e tentou emendar os aplausos dados a Alexandre com a citação do nome de Lula. Não deu outra. Vaia demorada e ruidosa. O povo está mesmo zangado com o Lula  e deu outra vaia Jovaldo Nunes no prefeito que ora governa.
Poderia ter sido evitada.
Pelo visto, Alexandre já está é contente do ponto de vista eleitoral com o afastamento momentâneo. Nem mesmo Duda Mendonça faria trabalho tão rápido de consolidação de seu nome e de desconstrução de Lula. Saiu de graça para Alexandre.Resta saber por quanto vai sair para Araripina esssa estranha e repentina volta.

Serra lidera e Haddad perde 1/4 dos votos com o apoio de Maluf

O apoio do deputado Paulo Maluf (PP-SP) ao petista Fernando Haddad é rejeitado por 62% dos eleitores de São Paulo, mostra pesquisa concluída ontem pelo Datafolha. Entre os que declaram preferência pelo PT, a reprovação da aliança chega a 64%.Este é o primeiro levantamento a medir o impacto da união patrocinada pelo ex-presidente Lula, que abriu crise na campanha petista e levou a ex-vice Luiza Erundina (PSB) a abandonar a chapa.

Os números indicam que a foto com Maluf pode prejudicar Haddad na corrida à prefeitura. A maioria dos entrevistados (59%) disse que não votaria num candidato apoiado pelo ex-prefeito. Outros 12% seguiriam sua indicação, e 26% seriam indiferentes. "A rejeição ao apoio de Maluf é muito alta e pode vir a ser determinante na eleição. Agora temos que ver como isso será explorado na campanha", diz o diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino.

A pesquisa mostra que 70% dos eleitores ainda não sabem quem Maluf apoiará na eleição municipal. Só 17% sabem que ele apoia Haddad. A desistência de Erundina, em protesto contra a aliança do PT com o adversário histórico, teve ampla aprovação popular: 67% dos eleitores disseram que ela "agiu bem". Outros 17% reprovaram a atitude, e 16% não opinaram.

Outra má notícia para Haddad é que a influência de Lula segue em queda. Hoje, 36% dos eleitores dizem que o apoio do ex-presidente os faria escolher um candidato. O índice era de 49% em janeiro, e cai a cada pesquisa. Mesmo assim, Lula permanece como o principal cabo eleitoral da disputa. Segundo o levantamento anterior, concluído no último dia 14, o apoio da presidente Dilma Rousseff influía no voto de 28%. O aval do governador Geraldo Alckmin era decisivo para 29%, e o do prefeito Gilberto Kassab, para 12%.

A pesquisa mostra que o cenário geral da eleição permanece estável. Serra oscilou um ponto percentual para cima e lidera a corrida com 31% das intenções de voto. Como a margem de erro da pesquisa é de três pontos para mais ou para menos, ele se mantém no mesmo patamar. Em segundo lugar aparece o ex-deputado Celso Russomanno (PRB), que oscilou três pontos para cima e agora aparece com 24%. Ele tem crescimento constante desde janeiro, quando tinha 17%. Haddad interrompeu a trajetória de alta. Ele oscilou dois pontos negativamente e continua em terceiro lugar, com 6%. O mesmo aconteceu com Soninha Francine (PPS).

Também registraram 6% o deputado Gabriel Chalita (PMDB) e o vereador Netinho de Paula (PC do B), que deixou a disputa anteontem para apoiar Haddad. Quando a pesquisa foi registrada, ele ainda era pré-candidato. Paulinho da Força (PDT) tem 3%, e Carlos Giannazi (PSOL), 1%. Os demais pré-candidatos não pontuaram. Nulos e brancos somam 11%, e 5% não opinaram. O Datafolha ouviu 1.081 eleitores na capital paulista entre os dias 25 e 26. A pesquisa foi registrada no TRE (Tribunal Regional Eleitoral) sob o número 87/2012. (Folha de São Paulo)

(Matemática para petralhas: Haddad tinha 8% e caiu para 6%. Quanto Haddad caiu? 2%, diz o petralha. E quanto 2% é de 8%? Dãã!)

Humberto Costa já leu isso?

 O apoio do deputado Paulo Maluf (PP-SP) ao petista Fernando Haddad é rejeitado por 62% dos eleitores de São Paulo, mostra pesquisa concluída ontem pelo Datafolha. Entre os que declaram preferência pelo PT, a reprovação da aliança chega a 64%. Os números indicam que a foto com Maluf pode prejudicar Haddad na corrida à prefeitura. A maioria dos entrevistados (59%) disse que não votaria num candidato apoiado pelo ex-prefeito. Outros 12% seguiriam sua indicação, e 26% seriam indiferentes.
A pesquisa mostra que 70% dos eleitores ainda não sabem quem Maluf apoiará na eleição municipal. Só 17% sabem que ele apoia Haddad. A desistência de Erundina, em protesto contra a aliança do PT com o adversário histórico, teve ampla aprovação popular: 67% dos eleitores disseram que ela "agiu bem". Outros 17% reprovaram a atitude, e 16% não opinaram. (Folha de S.Paulo)

Vou postar com a manchete de Inaldo Sampaio e vôcê julga junto comigo.

Serra continua em 1º na corrida pela prefeitura de SP, mas com uma dianteira magra

O Datafolha divulgou nesta quarta-feira o resultado de mais uma pesquisa sobre a corrida eleitoral pela prefeitura de São Paulo. José Serra (PSDB) permanece em 1º lugar com 31% das intenções de voto, seguido pelo radialista Celso Russomano (PRB) com 24%.
Os candidatos Fernando Haddad (PT), Soninha Francine (PPS), Gabriel Chalita (PMDB) e Netinho de Paula (PCdoB) aparecem empatados com 6%. Netinho desistiu anteontem em favor de Haddad, atendendo a um pedido do ex-presidente Lula.
Em relação à pesquisa anterior, de 15 dias atrás, Serra cresceu 1 ponto percentual e Haddad caiu dois.
Atribui-se à queda de Haddad à aproximação de Lula com Paulo Maluf, que foi rejeitada por 64% dos entrevistados.

Inaldo Sampaio chama a dianteira de Serra sobre o candidato petista Haddad, que parra de 25%, de MAGRA. Serra com 25% de frente sobre o candidato de Lula, que largou o ministério da educação para ficar plantado em São Paulo, é dianteira magra? Inaldo ainda não desencarnou do PT.

A ética tosca e Humberto Costa

O senador Humberto Costa não nega que é um petista da gema. Ao comentar a reaproximação política entre Jarbas Vasconcelos e Eduardo Campos, foi cheio de críticas e adjetivos sem lógica. Já, sobre São Paulo, para explicar o beija-mão  e abraços que Lula foi levado a dar em Maluf, inclusive obrigado a se deixar fotografar, Humberto considera normal, bonito, elegante.
Só sendo da turma de Zé Dirceu.

terça-feira, 26 de junho de 2012

Qual é o próximo passo depois da Rio+20, por Leonardo Boff

Tempos atrás publiquei matéria semelhante a esta. Considero que se tornou mais atual agora após a Rio+20. Por isso a retomo com acréscimos necessários.
O grande tema da Rio+20 era “Que futuro queremos”. O documento final, entretanto, não nos fornece a rota nem os meios de percorrê-lo. Ele é medroso, sem ambições e sem sentido ético e espiritual da história humana.
Refém de uma visão reducionista e até materialista da economia não forjou um novo e necessário software social e civilizacional que nos desse esperança de um futuro que não fosse simplesmente o prolongamento do passado e do presente.
Este deu tudo o que tinha que dar. Levá-lo teimosamente avante é empurrar-nos para o abismo que se abre lá na frente, num tempo nãomuito distante.
Depois das crises que afligem toda a humanidade, particularmente a do aquecimento global, da insustentabilidade do planeta Terra e ultimamente da econômico-financeira, atingindo o coração dos países opulentos, o crescimento do fundamentalismo e a permanente ameaça do terrorismo, os cenários dramáticos que muitos analistas sérios desenham para o próximo futuro da Terra, da Humanidade, da vida e as poucas chances para uma paz duradoura, uma angustiante pergunta nos assalta: qual será o próximo passo agora depois da Rio+20?
Façamos algumas constatações: consolidou-se a aldeia global; ocupamos praticamente todo o espaço terrestre e exploramos o capital natural até os confins da matéria e da vida, com a utilização da razão instrumental-analítica; provocamos uma imensa crise civilizatória que se revela nas várias crises enunciadas acima.
Perguntamo-nos: E agora o que virá? Mais do mesmo? Mas isso é muito arriscado, pois o paradigma atual está assentado sobre o poder como dominação da natureza e dos seres humanos. Não devemos esquecer que ele criou a máquina de morte que pode destruir a todos nós e a vida de Gaia. Esse caminho parece ter-se esgotado, embora ainda dominante.
Leia a íntegra em Qual é o próximo passo depois da Rio+20

Mensalão: Parece que agora vai

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski acaba de liberar o voto revisor da ação penal contra 38 acusados no processo do mensalão petista. Com isso o julgamento dos réus pode começar no dia 1º de agosto, como queria o presidente do STF, ministro Carlos Ayres Britto. Para isso, Ayres Britto terá que publicar ainda nesta terça-feira, 26, o voto revisor, em edição extraordinária no Diário Oficial de Justiça.

Em rápida conversa com jornalistas Lewandowski disse que vai posteriormente apresentar o voto detalhado com ponto a ponto sobre o relatório final do ministro Joaquim Barbosa. “Fiz das tripas coração para respeitar o que foi estabelecido pelos ministros da Casa. Foi o voto revisor mais curto da história do STF, mas sem prejuízo da qualidade. Estamos prontos para o julgamento”, afirmou que estava sendo pressionado para entregar o voto revisor.

A pressão pela entrega de seu relatório gerou um desconforto e abriu uma crise entre os ministros do STF.  Depois de tentar alertar o relator sobre a consequência do atraso na entrega do relatório, o presidente do STF Carlos Ayres Britto enviou a Lewandowski um ofício para cobrar a entrega do processo.  Lewandowski então argumentou que tinha até o final da semana para a entrega e chegou a divulgar uma nota classificando como “inusitada” a cobrança. Além disso, afirmou nunca ter atrasado nem adiantado julgamentos para não “instaurar odioso procedimento de exceção”. “Conforme é de conhecimento público, tenho envidado todos os esforços possíveis para não atrasar um só dia o julgamento”.

Na manhã desta terça, o assunto era um dos mais comentados no Twitter, chegando a virar um Trending Topic no Brasil com a hashtag #EntregaLewandowski. A campanha era para que Lewandowski entregasse o relatório do mensalão a tempo de o julgamento acontecer em 1º de agosto. (Estadão)

Valmir Filho convida para Convenção do PR



                                                                EDITAL DE CONVOCAÇÃO

O Partido da República  – PR, do município de Araripina-PE, pelo presente edital, CONVOCA todos os membros da Comissão Provisória para participarem da CONVENÇÃO MUNICIPAL do Partido, a realizar-se no Aplauso’s Shows e Eventos, na Rua Pedro José Rodrigues, nº 150, Centro, Araripina – PE.
Os trabalhos terão inicio às 08 horas e termino às 17 horas do dia 30 de junho de 2012 com a seguinte:

ORDEM DO DIA:

Congresso para deliberações e escolhas para as Eleições de 2012:

1. Escolha do candidato a Prefeito e Vice-Prefeito a serem apoiados;
2. Escolha dos candidatos a Vereador pelo Partido;
3. Deliberar e definir sobre Coligação;
4. Escolha do representante da Coligação;
5. Denominação da Coligação;
6. Fixação sobre os limites de gastos com campanha eleitoral;




Araripina, 20 de junho de 2012.

_______________________________________
José Valmir Ramos Lacerda Filho
Presidente do PR - Araripina

Resumo da ópera de Recife - Tudo que você já sabia

No espaço de apenas 15 dias, a política pernambucana virou pelo avesso. Quem imaginaria, por exemplo, que no período de duas semanas ocorreria essa sucessão de fatos que irá mexer não apenas com a política local, mas também nacional: o afastamento do governador Eduardo Campos do ex-presidente Lula e sua reaproximação política e pessoal com o senador Jarbas Vasconcelos, que vive isolado no PMDB e é um dos maiores críticos do PT e da presidente Dilma Rousseff?
Tudo começou com a decisão do deputado João Paulo de não apoiar a reeleição do prefeito João da Costa, embora sejam do mesmo partido. A disposição inicial do governador era apoiar o candidato do PT à prefeitura da capital, qualquer que fosse ele, em nome de sua relação pessoal e política com Lula e a presidente Dilma Rousseff. No entanto, como o PT não se reunificou em torno da candidatura de Humberto Costa, ele usou isto como pretexto e lançou Geraldo Júlio pelo PSB.
A candidatura do ex-secretário isolou o PT, agora obrigado a lançar uma chapa “puro sangue” por não ter conseguido celebrar nenhuma aliança. Esse fato por si só já é relevante porque teremos no Recife Eduardo Campos num palanque e o ex-presidente Lula noutro. Como corolário, o senador Jarbas Vasconcelos decidiu apoiar Geraldo Júlio, isolando na oposição o deputado Mendonça Filho, que foi seu vice-governador e com quem tinha uma aliança que parecia inquebrantável.

O acerto – Antes de retirar-se da disputa pela prefeitura do Recife, o deputado Raul Henry (PMDB) teve pelo menos dois encontros reservados com o governador Eduardo Campos. Não lhe foi prometida a vaga de vice na chapa de Geraldo Júlio (PSB). Mas, convidado, aceitará.

Os contras – Raul Henry recebeu delegação de Jarbas Vasconcelos para negociar o apoio do PMDB à candidatura de Geraldo Júlio. Ele consultou o núcleo “jarbista” e apenas os ex-secretários José Arlindo e Cláudio Marinho, além do presidente Dorany Sampaio, foram contra.

Sem espaço – Quinta-feira passada, o prefeito João da Costa conversou cerca de 1 hora, a sós, com o governador Eduardo Campos sobre a sucessão no Recife. Ele poderia fazer uma “aliança branca” com o PSB, para apoiar Geraldo Júlio. Mas depois que foi duramente atacado por Raul Henry, na nota que o PMDB divulgou ontem, essa possibilidade ficou mais difícil de ocorrer.

O futuro – João da Costa vai se reunir hoje ou amanhã com sua “tropa de choque” para decidir o que fazer na eleição do Recife. Já que a executiva e o diretório nacionais do PT decidiram que ele não serve para ser candidato, certamente não irão querer o apoio dele para o senador Humberto Costa. Hoje, a inclinação do prefeito é cuidar da gestão e manter-se longe da disputa.

(Do blgde InaldoSampaio)

MEU ARARIPE
Pelo que o editor conhece de Cláudio Marinho, é pouco provável que este tenha se colocado contra a decisão de reatar o relacionamento político com Eduardo Campos. Marinho foi assssor técnico da era Arraes e serelaciona bem com todos.
Depois de conversar com ele, matenho a informação de Inaldo ou corrijo por minha conta.

Sobre aquilo, tudo normal e sem novidades

Até o fim do show de Toca do Vale e agora, que acordo, nenhuma novidade sobre aquilo que você tanto quer saber e por isso entra aqui mais vezes. Até agora, tudo normal esem alterações. "Fique tranquilo". É isso o que eu escuto dos homens e é isso que posso repetir.
Aí você me responde com razão: "Fique tranquilo uma ova".
- Origado!
Vamos cantar enquanto o tempo passa: "Quem vive de passado é museu /Caranguejo é que anda pra trás".
Bom dia pra você também.

Toca do Vale e Alexandre entusiasmaram essa multidão


Foi assim o show de Toca do Vale ontem à noite. O editor ainda está ouvindo e encutido na seguinte melodia, e frases: "Vai/ Vai na paz e não volta jamais/ Quem vive de passado é museu/ Caranguejo é que anda pra trás".
Eu estava aí também e ouvi.
Vi muitas coisas, entre elas o vice-prefeito Alexandre Arraes tendo o nome ovacionado por esta multidão ao ser citado pelo locutor oficial, e sobretudo o vi circuando sob calorosa recepção por onde passava entre a multidão e barraqueiros. Está claríssimo que o tirosaiu pela culatra.
Nenhum marqueteiro seria capaz de aumentar o que já era muito e consolidar o que foi aumentado em apenas uma semana. Alexandre é um homem de muita sorte. Que Araripina tenha a mesma sorte dele de agora em diante.
Estou aguardando a liberação das imagens e prometo postar aqui mesmo. Se você pretende ver as cores da noite em que Alexandre e aliados foram ao parque (oficialmente e juntos), aguarde mais um pouco, enquanto elas são disponibilizadas. Aqui mesmo neste post, para não ficar quebrado o registro.

Últimas horas para juntar toda papelada e decidir as chapinhas

Para quem é candidato, a correria está grande. Estamos vivendo os últimos momentos para juntar os papéis exigidos pela legislação eleitoral. Além disso, ainda têm-se que encontrar solução salomônica para as coligações proporcionais. As danadas das chapinhas e dos chapões. Os gatos escaldados estão com medo de água fria e os tubarões de boca aberta.
Até agora, não existe um único centímetro avançado neste quesito.só conversa infrutífera em todos os lados, seja o de Alexandre, seja o de Socorro Pimentel, seja o de Lula Sampaio.
Nenhum avanço significa dizer que está tudo como em 7 de outubro de ano passado, quando os partidos se formaram.
Imagine, assim, como está corrida a vida de quem é editor e ao mesmo tempo candidato.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Chapinhas e chapões

Só houve o primeiro bate-boca sobre a formação de chapinhas e chapões no grupo do prefeito Alexandre Arraes. A conversa foi encerrada com a ligação do governador Eduardo Campos, no momento em que os grandes do grupo se entenderam sobre a indicação do vice.

ESTÁ COM ALEXANDRE A DECISÃO
Está tudo muito claro. Os novatos querem lugar ao sol. Os atuais vereadores querem renovar seus mandatos e transformar novatos em calda. Está claro que esta conta não fechará sem arranhões. São apenas 15 vagas e passam de 50 os pré-candidatos. Para os candidatos ligados ao PSB, deverão ficar cercade 11 a 12 vagas. Mais que isso, só se houver desdobramentos policiais nas operações de limpeza moral e ética em Araripina.
Contudo, o prefeito tem muitas alternativas para assegurar parte das duas coisas, os dois interesses, ou quase a totalidade deles. Basta habilidade e entender a lógica dos partidos. Mas é preciso parar para conversar com as partes. Do contrário, chegaremos ao dia 30 sem uma só ata pronta. Alexandre já começou a se debruçar sobre o mapa.

Fogo amigo tucano

Na sua chegada ao evento(convenção que indicou José Serra candidato à Prefeitura), o prefeito Gilberto Kassab (PSD) levou uma vaia de um grupo de participantes da convenção do PSDB. Parte dos tucanos critica a aliança do partido com o prefeito. Em seu discurso, Kassab apresentou Serra como um candidato de "continuidade" a sua gestão. "Vamos apresentar para São Paulo um projeto de continuidade desse projeto nas mãos de quem o idealizou", afirmou Kassab, que defendeu a manutenção de seu "padrão de gestão". (Estadão)
COMENTÁRIO
Enquanto a Inglaterra reabre sua embaixada fechada em 2005, o Vaticano, Canadá e Alemanha reconhecem o novo governo, a diplomacia do Brasil vai de arrasto nas decisões bolivarianas de expulsarem o Paraguai do Mercosul, para colocarem no seu lugar a Venezuela. É uma vergonha que a diplomacia brasileira fique em cima do muro, enquanto os bolivarianos decidem o futuro de um país que nos fornece 20% de energia.
 
O ESTADÃO
O Brasil e as demais nações da América do Sul decidiram suspender o Paraguai do Mercosul e da Unasul até as eleições presidenciais previstas para abril do ano que vem. Em comunicado ontem à noite, a Chancelaria da Argentina confirmou a suspensã. A ideia, costurada no fim de semana, é uma resposta ao impeachment-relâmpago do presidente Fernando Lugo, na sexta passada. Os vizinhos querem desencorajar ações similares na região.

Em reunião com ministros anteontem, a presidente Dilma Rousseff foi informada sobre rumores de que Federico Franco -o vice que se tornou mandatário em 30 horas- pretende antecipar as eleições de 2013 para este ano. Convocado para consultas pelo Itamaraty -sinal diplomático de reprovação- o embaixador do Brasil em Assunção, Eduardo dos Santos, pode permanecer em Brasília até o fim da gestão Franco. Não se sabe qual efeito terá o isolamento paraguaio do Mercosul e da Unasul (União de Nações Sul-Americanas). Espera-se que a suspensão pressione o atual governo.

Nos bastidores, quase ninguém crê em reversão do quadro paraguaio. Para ministros e a própria Dilma, Lugo não buscou nem conseguiu mobilizar a população -na reunião, ele foi comparado a Manuel Zelaya, presidente hondurenho deposto em 2009, que resistiu por meses. O encontro que decidirá o destino imediato do Paraguai está marcado para a próxima sexta, durante reunião do Mercosul, na Argentina. O novo governo paraguaio deve ficar de fora, mas Lugo afirmou que participará do evento.

As relações comerciais com o Paraguai são tradicionalmente favoráveis ao Brasil. Por conta do Mercosul, porém, o fluxo comercial se acelerou. Em 2011, as transações entre os dois países bateram recorde (US$ 3,684 bilhões). Apesar do desejo de Dilma de desencorajar outros países a seguir o caminho do Paraguai, não há no governo brasileiro nenhuma vontade de retaliar sozinho o governo Franco. Por ordem do Planalto, o Brasil só adotará decisões coletivas e no âmbito de organismos multilaterais.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, suspendeu o envio de petróleo da estatal PDVSA, na primeira sanção econômica a Franco, e decidiu retirar seu embaixador de Assunção, medida também tomada pelo Equador. Chile e Peru convocaram seus embaixadores para consultas. (Folha de São Paulo)

Estaleiro de Suape consegue parceiro japonês

EAS consegue novo parceiro tecnológico
Por exigência da Transpetro, braço logístico da Petrobrás na área de transportes, o Estaleiro Atlântico Sul (EAS), situado no Complexo Industrial e Portuário de Suape, ganhou um novo parceiro tecnológico. Trata-se do grupo japonês Ishikawajima Harima Heavy Industries (IHI). As informações são do colunista Lauro Jardim, da evista Veja. No começo do mês, o presidente do Fórum dos Trabalhadores da Indústria Naval e Petróleo, Joacir Pedro, afirmou, em entrevista ao site A Mídia do Petróleo, que a empresa japonesa pretendia contemplar 10% de participação, no mínimo, podendo chegar a 15% ou 20%.
Desde o começo de junho, as empreiteiras que controlam o EAS, Queiroz Galvão e Camargo Corrêa, estavam negociando a entrada de uma nova parceria, uma vez que a empresa sul-coreana Samsung Heavy Industries (SHI), com 6% de participação até então, tinha confirmado o fim de sua sociedade com o empreendimento. Os motivos para a saída da Samsung são atribuídos a dificuldades de natureza operacional e técnica, além da falta de mão-de-obra qualificada e prejuízos financeiro.(Do por PE247)

Dilma quer falir os municípios


Do prefeito de São Lourenço, Ettore Labanca (PSB), sobre Dilma ter autorizado um reajuste de 7,83% no preço da gasolina, que não será repassado ao consumidor porque o governo reduziu a zero a alíquota da Cide (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico): “É a 2ª vez (a 1ª foi a redução da alíquota do IPI para automóveis) que ela tira receita dos municípios”.

(De Inaldo Sampaio)

Estejam todos preparados.O recado veio de Inaldo.


"Lula não aceitou os argumentos do governador Eduardo Campos de que o lançamento de um candidato do PSB à prefeitura do Recife tem por finalidade impedir a volta de um representante da oposição. Na opinião do governador, é preferível a vitória com Geraldo Júlio (PSB) à derrota com o senador Humberto Costa (PT), que teria força política para chegar ao segundo turno se fosse o candidato único da Frente Popular. Mas, na disputa final, não teria com quem celebrar novas alianças.
O ex-presidente, segundo testemunho de petistas, não esperava essa atitude do governador de Pernambuco, a quem dispensou tratamento vip quando estava no Palácio do Planalto. Lula queria que o PSB apoiasse a candidatura do senador – que é um dos seus mais fieis discípulos desde a fundação do Partido dos Trabalhadores – por duas especiais razões. Primeira, para que o Recife permanecesse sob controle do PT. Em segundo lugar, porque o PT apoiou o PSB no 2º turno de 2006.
O desejo do ex-presidente não foi atendido e os dois principais partidos da Frente Popular irão para o confronto. Isso terá sérios desdobramentos na política local e nacional. Afinal, o que houve no Recife não foi apenas uma jogada tática do PSB visando à conquista da prefeitura. Foi uma ruptura do PSB com o PT e o rompimento político do governador com o ex-presidente Lula. Pelo menos é sob essa ótica que o ex-presidente encarou a decisão do PSB de não apoiar Humberto Costa".

AGORA,O MEU ARARIPE

SERÁ UMA GUERRA
O Brasil mudará de uma vez. Era mesmo preciso que isto ocorresse. Não dava mais para continuar com um partido único fazendo e desfazendo no País. O Meu Araripe antecipou, a mais de um ano, que um dos netos - o de Arraes ou o de Tancredo, aparceria em breve para tentar escrever nova história. Pois está aparecendo o de Arraes, já que o de Tancredo escreve história de submissão, embora colabore, lá em
Belo Horizonte, com a jornada de Eduardo Campos.
Não é possívela saber inda se Aécio Neves se juntará a Eduardo Campos, sendo seu vice, ou se será coadjuvante para levar a próxima eleição presidencial ao segundo turno. Mas o cenário, a partir de agora, será outro no Brasil e Pernambuco está provando que sim. Observem o que acontece e acontecerá em nossa capital e vejam o que aconteceu em Araripina recentemente. É só uma amostra do que vem.
Estejam todos preparados. Se não for de fibra, sente no sofá e assista pela televisão.
Bom dia.


MAIS DO MESMO
Também segundo Inaldo:

Oposição 1 – Por ser o 1º colocado nas pesquisas dentre os pré-candidatos da oposição a prefeitura do Recife, Mendonça Filho (DEM) defende a retirada das outras três candidaturas em favor da dele. Mas Daniel Coelho (PSDB) e Raul Henry (PMDB) estão se negando a apoiá-lo.

Oposição 2 – A tendência de Daniel e Raul e se juntarem a Geraldo Júlio (PSB), já que Eduardo Campos fez nesta campanha aquilo que era o desejo deles: afastar-se do PT. Aliás, essa era a única condição exigida por Sérgio Guerra para levar o PSDB estadual para a base do governo.

Duas visões – Do núcleo inflexível do “jarbismo”, quem mais se opõe à aliança do PMDB com o PSB é o ex-secretário José Arlindo Soares. Ele é 100% favorável ao apoio de Raul Henry à candidatura de Mendonça Filho (DEM), caso o peemedebista se afaste da disputa. Já Murilo Cavalcanti, da ONG “Brasil sem armas”, é 100% a favor de uma aliança do PMDB com o PSB.

DE VOLTA O MEU ARARIPE
O jarbismo se espalha em todo estado. O lugar mais distante da capital onde ele está presente é em Araripina. Aqui, a junção dos soldados já se deu, com a autorização do próprio senador Jarbas Vasconcelos.

domingo, 24 de junho de 2012

Tucanos paulistanos vão ao ataque

Senador Aloysio Nunes Ferreira chamou o pré-candidato petista de ‘urso adestrado’
Gustavo Uribe, O Globo
Com críticas exaltadas ao PT, sobretudo ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ex-ministro e pré-candidato Fernando Haddad, o ex-governador José Serra foi oficializado neste domingo candidato à prefeitura de SP, em convenção municipal do PSDB.

Foto: O Globo

Em discursos, lideranças tucanas atacaram “a inexperiência” do pré-candidato do PT, Fernando Haddad, e alfinetaram a sua gestão à frente do Ministério da Educação.
- Nós vamos com o olho no futuro e a cidade na alma. Eu não tenho nenhum mal-entendido com o meu passado. Tirei lições até dos meus erros, me preparei a vida toda para servir o meu país, independente da trincheira de onde estiver. O meu sonho é voltar a ser prefeito da cidade onde nasci – disse Serra, que complementou.
- Os governos anteriores fizeram a gestão da Educação pelo gogó e não pela dedicação. De 2007 a 2012, o Ministério da Educação prometeu construir 6,5 mil creches novas no Brasil. Ao todo, foram construídas, cerca de 200, nenhuma em São Paulo.
Leia mais em PSDB oficializa candidatura de Serra e ataca PT e Haddad

Fogo paulistano amigo: 'Lula pediu foto com Maluf'

Coadjuvante da foto que movimentou a sucessão paulistana, o vereador Wadih Mutran (PP), 76, diz que o ex-presidente Lula gostou de posar com Paulo Maluf, novo cabo eleitoral do pré-candidato Fernando Haddad (PT). Ele contesta a versão de que o petista ficou constrangido ao lado do rival histórico. "Foi o Lula quem pediu para tirar a foto. Se ele não quisesse, entrava no carro e ia embora", diz Mutran, que disputará o oitavo mandato."Eu renuncio se alguém provar que o Lula reclamou." 

O malufista, que também foi escudeiro do ex-prefeito Celso Pitta, ataca Luiza Erundina (PSB) por ter deixado a vice de Haddad depois de ver a foto. "Ela fez um papelão." Na imagem registrada na segunda-feira, Mutran aparece de camisa azul-piscina e paletó tweed atrás de Maluf. Feliz com a repercussão, ele espera receber material de campanha com seu nome junto ao de Haddad. "Vou pedir voto para ele", promete. Sobre a união inusitada, o vereador adota discurso semelhante ao de petistas: "A política tem disso, meu filho. O inimigo de hoje pode ser seu amigo amanhã".(Folha de São Paulo)

Água fria

Em um fim de semana com convenções partidárias que formalizarão alianças e a escolha dos candidatos, os políticos vivem um clima de incerteza, diante da demora do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em decidir sobre uma questão crucial para as eleições municipais de outubro: a Corte ainda não deu a palavra final sobre a validade, este ano, da regra que autoriza a candidatura só de quem teve contas de eleições passadas aprovadas pela Justiça Eleitoral.

Em fevereiro, por 4 votos a 3, o TSE decidiu que seria preciso apresentar as contas de campanha e tê-las aprovadas como garantia para se candidatar nas eleições seguintes. Portanto, para registrar a candidatura este ano, o candidato precisa ter tido a contabilidade avalizada pela Justiça Eleitoral. Segundo uma estimativa preliminar da própria Justiça Eleitoral, cerca de 20 mil políticos em todo o país estariam nessa condição, com contas de campanha rejeitadas.

Além do fato de a norma não ter sido aprovada um ano antes das eleições, a tendência do TSE de revogar a regra se sustenta ainda na mudanças na composição da Corte. Desde a polêmica decisão, o então presidente, Ricardo Lewandowski, deixou o TSE. Foi substituído pelo ministro Dias Toffoli. Lewandowski defendeu a exigência das contas aprovadas como condição de candidatura. A expectativa é que Toffoli, que fez carreira como advogado do PT no TSE, tenha posição contrária.

Marcelo Ribeiro também deixou o TSE desde a decisão. Ele votou contra a nova regra. Por enquanto, quem está em seu lugar é o ministro substituto Henrique Neves — que, especula-se, também defende a regra antiga, mais favorável aos partidos. Os partidos aguardam uma decisão do TSE para breve: — O TSE deve decidir antes de 5 de julho, o prazo de registro, com certeza. Isso deve ser na semana que vem — disse o advogado do DEM, Admar Gonzaga. (Informações de O Globo)

Chega já...Quem será governador amanhã?

"Pousou, há pouco, no Aeroporto Internacional de Tocumen, o primeiro voo direto ligando Pernambuco ao Panamá, na América Central. O Boeing 737-700, da Copa Airlines, deixou o Aeroporto Internacional dos Guararapes à 01h57 da manhã deste domingo (24) , evando a bordo o governador Eduardo Campos e a primeira-dama Renata, além de dezenas de outros passageiros e convidados.
Antes de decolar do Recife, a aeronave foi 'batizada' por dois caminhões dos Bombeiros que jogaram imensos jatos d'água sobre ela. O voo CM-0166 desembarcou na Cidade do Panamá antes das sete da manhã no horário local e foi recebido pelo embaixador do Brasil no país, Adalnio Senna Ganem. Dos 124 lugares disponíveis, 112 foram ocupados.
Com o início da operação do vôo Recife-Panamá, Pernambuco passa a ficar conectado a 62 destinos em 29 países em todo o continente americano, além do Caribe. A rota disponibiliza quatro frequências semanais e marca também a estreia da companhia panamenha no Nordeste brasileiro. No entanto, a companhia já estuda a possibilidade de oferecer voos diários.
'Nossa expectativa é a melhor possível. Em Porto Alegre e Brasília, onde iniciamos recentemente, conseguimos oferecer frequencia diária em até um ano após o início da operação. Recife vai no mesmo ritmo', afirmou Alessandra Tortora, gerente de vendas da Copa no Nordeste. 'Nossa maior procura por reservas no Recife tem sido de pessoas que estão indo ou voltando dos Estados Unidos', completou."

(De Magno Martins)

É só uma notícia.

Procure logo para não pegar muita fila


Este aí é o grupo de Petrônio Som, que animava festa junina na casa de Valmir Filho. Lá ele mostrou do será capaz no quesito música de campanha. Se você vai entrar na 'guerra', procure-o logo para não ficar no fim da fila.

"Manga doce" disputada às 2 da madrugada.


Emanuel Bringel está com fôlego de noivo novo para eleger o herdeiro Bringel Filho vereador, de preferência com votação estrondosa. Às 2 da manhã deste domingo, o 'fenômeno' continuava 'derrubando cercas' e 'desencapando bases' sem se arranhar nem levar 'choques'.  O jeito foi Ronaldo Lacerda e Luciano Capitão esquecerem a 'ladaínha' e  formarem uma 'frente de emergência' para conter o homem no São João de Valmir Filho.
Foi preciso uma hora de conversa 'programada' para Bringel não desfazer o que já estava feito. É um sufoco segurar quando ele chega.
Bringel é chamado por seus seguidores mais fiéis de 'manga doce'. Fica a foto da 'manga doce' sendo dividida por Bringel Filho, Ronaldo Lacerda e Luciano Capitão. Em três partes iguais. Sem leite.

sábado, 23 de junho de 2012

Tudo decidido sobre o vice de Alexandre Arraes

Alexandre Arraes, Bringel, Valmir Filho, Valmir Lacerda e alguns candidatos a vereador estavam reunidos discutindo as encrencas das coligações proporcionais. No exato momento, liga o govergador Eduardo Campos. A conversa demorou alguns minutos e o vice ficou definido. Anúncio oficial, contudo, só em 28 de junho.

Lula Sampaio: Para quem gosta de acompanhar a luta de Lula nos tribunais

Decisão sobre agravo julgado ontem no STJ. Acesse aqui.
Não confunda as coisas. Este aqui é um parecido ao que Lula impetrou na justiça de Pernambuco. Lá, o resultado foi diferente.
Os outros processos, sobretudo os criminais, são bem mais sérios e complicados e envolvem 20 pessoas, inclusive pessoas de bem da cidade que entraram no navio sem saber para onde seguiam.
Por respeito às famílias de bem de Araripina atraídas para este lamaçal, este blog não publicará a lista de denunciados nem o teor das denúncias, por entender que muitos conseguirão retirar seus nomes do atoleiro no decorrer das investigações. Outos que tiveram contas investigadas e nas quais se verificou estranhas transações terminaram ficando de fora da lista dos 20, o que pode ser sanado, ou não.
Contudo, ainda não se conhece a lista de envolvidos do novo processo que está sendo preparado pelo Ministério Público Federal, que vem evidenciando o mesmo através de diligências já realizadas.
A Polícia Federal esteve em Araripina, recentemente, onde provavelmente entregou intimações.
Muitas vezes os ingênuos deixam de ser inocentes por crença no impossível.

Ronaldo Lacerda no São João da Lagoínha


O pré-candidato a vereador pelo PMDB, Ronaldo Lacerda, não escolhe tempo bom para fazer sua campanha. Ontem, saiu cedo da noite da casa do prefeito Alexandre Arraes,onde ouviu excelentes notícias, e foi prestigiar o São João da Lagoínha, na companhia de sua esposa Soraya. Ele foi convidado pelo presidente da associação daquela localidade, João da Lagoínha. Por lá manteve encontros políticos com vários correligionários e correligionárias, entre estas Nenem, líder comunitária da Vila Massapê.
O peemedebista tomou conhecimento desde cedo que Bringel andou ligando para João, na tentativa de atraí-lo para apoiar a candidatura de seu filho a vereador. É provável que Bringel nem volte a procurá-lo, ao saber que Ronaldo chegou bem antes. Até porque já fez costela política suficiente para dar 3 mil votos ao herdeiro e assim projetá-lo de uma vez.
Outros dormem
Apenas Ronaldo Lacerda e Manoel de Oliveira marcaram presença no Arraiá do Sítio Lagoínha. O clima entre os dois é de muita cordialidade. Os demais postulantes dormem. Já devem está eleitos.

Governador tem quatro cidades para se dedicar no Sertão

O 'desaforo' dos petistas, que tiraram Odacy do PSB de Petrolina para rachar a Frente Popular na terra da uva, resultou no racha de Recife, que se espalha por todo estado.
O governador Eduardo Campos, segundo fontes, vai montar acampamento em quatro cidades médias sertanejas, onde considera questão de honra vencer as eleições de outubro e realizar trabalhos revolucionários já visando transformar o interior do Estado num celeiro de desenvolvimento. São elas: Araripina, Petrolina, Salgueiro e Serra Talhada. Das quatro, onde as coisas são difíceis é Petrolina, pois lá um prefeito bem avaliado está com o pé no acelerador e o PT rachou com o Palácio, lançando, desde cedo o deputado Odacy Amorim, cujo nome foi buscar justamente no PSB de Eduardo, uma espécie de provocação gratuita e antecipada, o que resultou em toda essa 'bagaceira' que ocorre na capital pernambucana.

GARANHUNS AOS PETEBISTAS
Eduardo Campos está fazendo gestos visando segurar o PTB na Frente Popular. Um desses gestos poderá ser o apoio ao deputado Izaías Regis para prefeito de Garanhus, com o PSB indicando o vice. Ao PDT está sendo dado apoio incondicional para fortalecimento de Zé Queiroz em Caruaru, na dura batalha que este trava com Mirian Lacerda (DEM). Eduardo ainda deve ceder a vaga de vice na capital ao PTB, que poderá indicar o presidente do Santa Cruz, Antônio Luis Neto para compor a chapa de Geraldo Julio. Isto asseguraria junto a Eduardo Campos e a seu leque de alianças pelo interior os trabalhistas de Vargas e os Trabalhistas de Brizola, em Pernambuco representados por Armando Monteiro e Zé Queiroz, respectivamente.
O PC do B já decidiu apoiar Geraldo Julio (PSB) em Recife. O comunistas fizeram as contas e descobriram que poderiam perder Olinda, caso decidissem marchar com o PT na capital, liberando Eduardo Campos para apoiar outro candidato que enfrentasse o frágil Renildo Calheiros.

REFLEXO EM ARARIPINA
As decisões tomadas em Recife afetam a política de Araripina e de todo o interior. Se o PC do B da capital vai de Geraldo Júlio, o PC do B de Araripina, certamente, se dirá confortável no palanque de Alexandre Arraes. Da mesma forma, se o PDT de Zé Queiroz vai de Geraldo na capital, o diretório de Araripina deverá ir de Alexandre, a menos que este faça acertos com Boba Sampaio para transformar o partido de Evilásio em calda para este, para Aurismar e para o próprio Boba - "Mas não com Socorro', alerta uma fonte.

E O PSL de Dra. Socorro?
Sobre este, não tenho notícias. Idelfonso do Mel deixou de emitir sinais. O presidente do partido em Pernambuco deverá ser procurado também para compor com o governador na capital e no interior. Resta saber o que decidirão em conjunto ou em separados.

São conjecturas. Estou ouvindo muita gente. Posto sobre aquilo que parece mais verdadeiro e cuja fonte parecde mais lúcida,mais corada e não pálida com os episódios. Posso postar da forma que for passada a versão de pessoas citadas. Evilásio Matheus e Dr.Raimundo, se quiserem, poderão emitir sinais pela caixa de comentários.
Em breve poderei 'doar' o blog a alguém que coloque a cara. Todos poderão procurá-lo pessoalmente para ponderar e plantar suas 'raízes noticiosas'. Até agora, depois de disponibilizado a quem interessar, apenas Ronaldo Lacerda se disse interessado e alegou as razões para tanto interesse. Mas eu ainda não decidi entregar o Meu Araripe a Ronaldo. Ele é candidato a vereador e poderá ficar tendencioso de última hora.Vou maturar mais.  Se Eduardo Campos pode deixar as decisões políticas importantes somente para a última hora, quando já conhece o nome da ovelhinha que se ofereceu para 'chutar o queixo do leão', eu também posso adiar a minha decisão de dar uma cara ao blog.
Assim começo o dia, escrevendo para você ainda no escuro. Já vi que tem gente chegando para 'tomar o café Meu Araripe".
Entre. Tome, meu bem!

sexta-feira, 22 de junho de 2012

Tucanato é uma fábrica de crises

Prestes a ceder espaço para partidos aliados em sua chapa de vereadores, o PSDB paulistano colocará na mesa de negociações a indicação de um tucano para a vice de José Serra na disputa pela Prefeitura - emplacando a chamada "chapa puro-sangue". Essa deve ser uma exigência de parte da sigla que rejeitava a ideia de dividir o número de vagas com o PSD, do prefeito Gilberto Kassab, na disputa pela Câmara Municipal.Leia mais aqui.

Cai o presidente do Paraguai

Por 39 x 1, o Senado paraguaio acaba de destituir o presidente eleito Fernando Lugo. Leia aqui.

Alexandre recebido com aplausos

O vice-prefeito Alexandre Arraes voltou confiante da capital, após trocar informações com especialistas no assunto de seu interesse imediato. Ele faz questão de deixar claro que não é parte no processo e que por isso não pode e nem deve ficar falando o que pensa sobre a volta de Lula Sampaio e um possível retorno ao poder.
Contudo, aliados com informações jurídicas sobre o processo estão confiantes que não demora e Alexandre retornará ao cargo. Em tese, se não voltasse hoje, isto só ocorreria a partir do recesso. Mas as últimas informações  apontam para a possibilidade de retorno antes do dia 30.
Ao entrar em casa, depois de um dia cansativo de encontros, Alexandre Arraes foi recebido sob aplausos de amigos e correligionários.

NOVOS PROCESSOS
Tudo indica que Lula Sampaio foi usado por 'tubarões' que queriam mostrar ao governador algum tipo de insatisfação. O que esses tubarões não levaram em conta foi a vulnerabilidade de Lula no momento, tampouco a possibilidade de trazer para o olho do furacão pessoas que já estavam dormindo com mais tranquilidade. O processo criminal que transita no Tribunal de Justiça traz à luz o nome de 20 pessoas, incluindo Lula. Gente, inclusive, que não merecia passar por constrangimento.
Já a justiça federal deve receber, em breve, uma enorme pilha de documentos relativos a possível mau uso de verbas federais, o que resultará em mais processos e mais dor de cabeça. Fosse Lula aconselhado por gente menos afoita, tudo isto poderia ter desfecho menos penoso.

Volta de Lula: Presidente do Tribunal errou feio.Talvez nem tenha lido o que assinou.

Provavelmente, o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco confiou cegamente em advogados ou assessores que prepararam a sentença que ele assinou voltando Lula Sampaio ao cargo.
Gente que entende de lei e de rito processual assegurou ao Meu Araripe que a sentença será reformada. Esta mesma fonte informou que não existe a menor possibilidade de isto não acontecer. 'Só não há como dizer se isto ocorre ainda hoje ou se ficará para depois do recesso", informa a fonte.

O QUE HOUVE
Sem ler o processo, (por falta de tempo?), Jovaldo Nunes determinou a volta de Lula ao cargo, desconsiderando que o processo já estava julgado. Alguém, mal informado, ou mal intencionado, o fez acreditar que passaram-se os 180 dias sem julgamento do mérito. Foi isto o que o Meu Araripe ficou sabendo há pouco. Sou inclinado a  acreditar nas boas fontes. Sou tentado a publicar, correndo o risco de errar. Mas acredito piamente nesta versão, até porque Lula Sampaio não deixaria de ir ao rádio por uma simples dor de barriga, como fez hoje pela manhã não comparecendo à rádio Arari.

ALEXANDRE ESTÁ DE VOLTA
O vice-prefeito Alexandre Arraes está se preparando para voltar a Araripina.Certamente, sentirá muito calor humano, vez que a cidade entrou em estado de choque e o caos começa a se instalar com o seu afastamento, inclusive com suspensão de atividades essenciais, como o abastecimento d'água. Confio em minhas fontes e reforço que elas não são obrigadas a me ligar para plantar notícia falsa, principalmente porque não liguei para ninguém pedindo informação.

Lula sentiu distúrbio intestinal e por isso teria cancelado entrevista

Quem começa a falar em nome de Lula é Vicente Alencar. Ele informou que Lula está com distúrbio gastrointestinal, provavelmente vômito ou diarreia, ou os dois.
Vicente Alencar garante (pelo?) Tribunal de Justiça, assegurando que Lula Sampaio vai ficar no cargo até 31 de dezembro.

Boba no estúdio
Embora sem ser a figura central da entrevista, Boba Sampaio está no estúdio da Rádio Arari FM.

Água cortada nos sítios e ameaça de invasão da cidade

Um cidadão do Sítio Alto Novo acaba de ligar para a Rádio Arari FM denunciando que a prefeitura cortou o abastecimento de água através de pipas na Zona Rural.
O ouvinte ameaçou: "Se não voltarem os pipas vão se organizar e invadir a cidade".

INVASÃO JOVALDO NUNES
Caso haja mesmo algum tipo de revolta em Araripina ainda mais agura, seguida de invasão de agricultores à cidade, esta invasão terá nome: "Invasão Jovaldo Nunes".

Lula Sampaio desmarca entrevista na Rádio Arari

O jornalista Martinho Filho acaba de lamentar a ausência do prefeito Lula Sampaio em seu programa, onde daria entrevista a partir das sete horas. Ainda não se tem notícia dos motivos que levaram Lula a desprezar espaço tão generoso para se comunicar com as massas. Quem sabe não diz.


quinta-feira, 21 de junho de 2012

Alexandre Arraes consegue trazer Jorge de Altinho para reforçar programação do São João. Temos dois prefeitos?



Alexandre Arraes deixou escapar que está confirmada  a vinda de Jorge de Altinho para cantar no São João de Araripina, nesta Sexta-Feira, dia 22. O socialista conseguiu a atração junto à Fundarpe.
Há que se perguntar: Araripina conta com dois prefeitos?
O 'povo' que gosta de soltar fogos e especular já começa a espelhar que Alexandre vai voltar. Por acaso Jorge de Altinho é juiz?
Vai ver que é.
Araripina está um circo de tão engraçada que ficou. Tem gente que encosta em caixa eletrônico com medo de ser filmada. Tá fazendo o que aí, menina danada?