quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Eduardo briga com o PT e Pernambuco paga a conta: Energia eólica atrai fabricantes para Bahia

No próximo dia 30, a francesa Alstom inicia a produção de aerogeradores no Polo Industrial de Camaçari, região metropolitana de Salvador. Com a entrada em atividade, após investimentos de R$ 50 milhões, a empresa será a segunda no Estado a produzir maquinário para transformar vento em energia elétrica - a espanhola Gamesa está instalada desde julho no polo, após investimento semelhante.
Além delas, a americana GE Energy já assinou um protocolo de intenções com o governo da Bahia para se tornar a terceira a fabricar aerogeradores na Bahia, com investimento inicial projetado de R$ 45 milhões. A dinamarquesa Vestas, a maior do mundo no setor, também negocia com o governo. E a Torrebras, subsidiária brasileira da espanhola Windar Renovables, quer ser a primeira fábrica de torres eólicas no Estado.
Em comum, as empresas tentam aproveitar o grande potencial eólico brasileiro - em especial o baiano - e o momento propício. A energia eólica virou uma espécie de queridinha entre administradores públicos do País.
"Nosso objetivo é transformar a Bahia em um polo de construção de equipamentos aerogeradores para suprir toda a demanda não só da Bahia, mas do Brasil e até de toda a América Latina", diz o governador Jaques Wagner. Continue lendo em O Estado de S.Paulo.

Vem chumbo grosso: Tereza Duere assumirá presidência do TCE.


A conselheira Teresa Duere foi eleita nesta quarta-feira para o cargo de presidente do Tribunal de Contas, em substituição ao conselheiro Marcos Loreto, que ficará no cargo até 31 de dezembro. Pelo critério do rodízio, que é uma regra que vigora há muitos anos no TCE, o restante da diretoria do órgão ficou assim constituída: Valdecir Pascoal (vice-presidente), Carlos Porto (corregedor), Romário Dias (diretor da Escola de Contas), Marcos Loreto (Ouvidor), Dirceu Rodolfo (presidente da Primeira Câmara) e João Campos (presidente da Segunda Câmara). Teresa será a primeira mulher a dirigir o Tribunal de Contas. A posse será no dia 2 de janeiro.


Sarney surpreende base e inclui emenda da saúde na pauta do Senado

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), surpreendeu até a base aliada nesta quarta-feira e incluiu na pauta de votações o projeto de lei que regulamenta a emenda 29, que trata dos investimentos em saúde.A movimentação de Sarney teve efeito nas articulações dos governistas e impediu que a base conseguisse quebrar prazos regimentais para acelerar a tramitação da emenda que prorroga a DRU (Desvinculação das Receitas da União) até 2015, tema que tem sido tratado como prioridade pelo Planalto.Após a leitura da emenda da saúde, que não tem aval do Planalto para ser votada, os governistas tiveram que negociar com a oposição e derrubaram requerimento aprovado para acelerar a tramitação da DRU. Com isso, houve um acordo para derrubar a votação da emenda 29.Sarney disse que "agiu com boa fé" ao colocar a emenda 29 na pauta de votações.O líder do DEM, Demóstenes Torres (GO), reagiu. "O senhor pode ser tudo menos ingênuo. Colocou o governo em maus lençóis, nós que fizemos um acordo para evitar constrangimento ao senhor".

Governo vai constuir mais um hospital em Caruaru.

Para Araripina, nada. Para Caruaru, Petrolina e RMR, tudo.
A cidade de Caruaru recebeu hoje o governador Eduardo Campos (PSB), que foi ao Agreste dá início às obras do quarto hospital de Pernambuco, construído na sua gestão. “Será o maior hospital entregue pelo nosso Governo e o maior equipamento da saúde pública no interior”, colocou.
O Hospital Mestre Vitalino (HMV) vai realizar atendimentos de média e alta complexidade e beneficiar 1,2 milhão de pernambucanos de 32 municípios daquela região. O investimento é da ordem de R$ 75 milhões e a previsão é que a unidade, que ficará às margens da BR-104, seja inaugurada em junho de 2013.Além do HMV, o governador já entregou ao Estado o Hospital Miguel Arraes, localizado em Paulista e o Dom Hélder, que fica no Cabo de Santo Agostinho. No próximo dia 8, os pernambucanos ganharão o Pelópidas Silveira, erguido no Curado.

Gasto com juros da dívida federal construiria 4 milhões de casas

As despesas do governo com o pagamento de juros da dívida federal já somam R$ 217 bilhões este ano, quantia suficiente para a construção de 332 novos aeroportos, ou 3,7 milhões de casas populares.
Os números são da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), que lançou na segunda-feira, véspera da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de 2011, o "Jurômetro".
A exemplo do "Impostômetro", um serviço da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que registra em tempo real o volume de impostos pagos pelo contribuinte brasileiro, o "Jurômetro" pretende medir os gastos do governo com o pagamento de juros.
Utilizando dados do Banco Central, o sistema da Fiesp considera a Selic e o número de dias úteis sobre o saldo da dívida pública.

Um Brasil diferente para cada primo: SUS cancela cirurgia de câncer de prima de Lula, depois de um mês na fila.

A paciente Ana dos Santos Silva, 72 anos, que é prima do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, recebeu diagnóstico de câncer na língua e na garganta há cerca de um mês, depois de quatro biópsias. A cirurgia de remoção do tumor, que foi agendada para o dia 23 de novembro no Centro Hospitalar Municipal de Santo André, foi cancelada horas antes de o procedimento começar. A paciente, que alegava dores e já estava internada em jejum, recebeu alta hospitalar e teve de voltar para casa, na Estrada do Cata Preta, no Parque João Ramalho.
De acordo com a família, o médico responsável pela cirurgia informou que o adiamento foi causado pela falta de materiais cirúrgicos para realizar o procedimento. A Prefeitura negou a informação e declarou que a cirurgia foi transferida por causa da chegada de outros dois casos urgentes no hospital - não especificados pela administração -, que ocuparam os dois leitos na Unidade de Terapia Intensiva disponíveis no dia. A cirurgia foi remarcada para amanhã e a paciente deverá ser internada hoje. "Mas até agora não deram nenhuma garantia", desconfia a filha, Roseane dos Santos Silva, 29.
A Prefeitura considerou a cirurgia como urgente, porém eletiva, podendo ser adiada quando houver necessidade. A família, revoltada com confusão na marcação de cirurgias, não entendeu a dispensa e espera que desta vez o procedimento seja concluído. "Não concordamos com o que fizeram. O médico dela disse que o caso é grave. Ela não consegue mais falar, se alimenta por sonda e toma remédio para dor todos os dias", disse a filha. O marido da paciente, o aposentado Manoel Lourenço da Silva, 74, indignou-se pela falta de atenção da equipe médica com a paciente. "Deixaram sem comida e avisaram do cancelamento horas depois. Se pudesse venderia minha casa para ela fazer essa cirurgia." O irmão de Lula, Genival Inácio da Silva, o Vavá, visitou a prima há cerca de um mês e considerou uma "safadeza" o modo que avaliaram o caso. "Chamaram para operar, colocaram outra pessoa na frente e mandaram ela embora", criticou. Leia mais aqui.

Os ratos estão na moita.

Coluna assinada por Rosângela Bittar, do Valor Econômico, com o título " O risco para os outros é um PT na defensiva":
Quando o Partido dos Trabalhadores se volta contra a imprensa, de forma insistente e um tanto ansiosa, como agora, é porque que está na defensiva. Uma fase em que o partido não pode, ou não quer, assumir suas preocupações como elas são de fato: manter e se possível ampliar espaço na reforma ministerial, prevista para o início de 2012, a aproximação do julgamento do mensalão e o câncer de Lula. É disso que se trata, uma vez que controlar os meios de comunicação, seja sob que argumento, razão ou fórmula for - no momento é "proteger" o conjunto da mídia do domínio das empresas de telecomunicações -, não é um problema real nem premente.
Se conseguir pegar a mídia com seu afã, tanto melhor. É um desejo que acalenta desde que assumiu o poder federal e, no comando, passou a se incomodar com o contraditório. Mas esse é um desejo do PT e de petistas, alguns deles até ontem arautos da liberdade de imprensa. O controle da mídia, porém, não está na agenda do governo, desde que a presidente Dilma Rousseff assumiu o Palácio do Planalto.

Leia mais aqui.

Tucanos atacam o PT com ratos no mesmo dia em que FHC diz que futuro do PSDB é tão incerto quanto o euro.

"É mais fácil falar o futuro do euro do que o do PSDB!". Com estas palavras, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso referiu-se - durante uma breve visita à capital argentina nesta terça-feira, 29 - ao cenário que desponta sobre o partido dos tucanos. "A política é imprevisível", frisou o ex-presidente, levantando ironicamente a sobrancelha direita. No entanto, destacou a importância das prévias que o partido - que em 2013 completará um quarto de século de existência - fará para definir qual será o candidato à prefeitura de São Paulo. Leia mais aqui.
O PSDB trouxe os ratos do PT de volta. Assista aqui.

VEM BRONCA: Comissão da Alepe vai investigar matadouros clandestinos no Estado

A Comissão de Agricultura, presidida pelo deputado Claudiano Filho(PSDB) realizou uma audiência pública na manhã desta segunda-feira (28), para debater questões referentes ao funcionamento dos matadouros públicos no Estado de Pernambuco. A reunião solicitada pelo deputado Antonio Moraes (PSDB), contou com a presença de representantes da Adagro, Ministério Público, Vigilância Sanitária do Recife, Universidade Rural de Pernambuco e Masterboi. Moraes sugeriu a criação de uma Comissão para investigar os abatedouros clandestinos no interior, bem como, o funcionamento dos matadouros oficiais que segundo denúncias, operam de forma irregular. O parlamentar propôs uma fiscalização mais rigorosa dos órgãos competentes para evitar que carne contaminada chegue à mesa dos consumidores. “O governo tem que achar uma solução imediata, interditar de forma programada esses matadouros e remanejar as pessoas para um programa específico com bolsa e cursos de capacitação.”, argumentou o deputado. A gerente da Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro), Erivânia Camelo, apontou que 90% dos 156 matadouros públicos do Estado praticam o abate de animais de forma clandestina em ambientes sujos e sem higiene. O transporte das carnes é realizado de forma irregular, ao ar livre e sem refrigeração. Coordenadora do Programa Carne de Primeira do Ministério Público de Pernambuco, a promotora Liliane Fonseca defendeu a interdição imediata dos matadouros que estão sob a responsabilidade dos executivos municipais. De acordo com a promotora, a grande maioria põe em risco a saúde pública e não oferecem qualquer tipo de segurança aos trabalhadores. Com a proximidade do recesso na Assembleia Legislativa, ficou determinado que no início dos trabalhos no próximo anos, sejam realizadas visitas nas regiões que sediarão os matadouros regionais e em localidades consideradas de emergência.

Greve de juízes

A partir desta quarta-feira, os juízes do trabalho vão paralisar suas atividades em todo o País.
Em Pernambuco, a greve deverá ter a adesão de mais de 80% das Varas do Trabalho.
Um ato está marcado para as 11h no Fórum Trabalhista do Recife onde será feita uma avaliação preliminar dos rumos do movimento.
Os juízes vão expor à sociedade o atual cenário de insegurança vivenciado pela categoria e cobrar do Poder Público um posicionamento quanto às suas reinvindicações, que são compartilhadas também pelos juízes federais.
“Será um dia de valorização da magistratura. Hoje, a Justiça do Trabalho figura entre as mais céleres do Poder Judiciário. Somente em 2010, 3,3 milhões de novos processos deram entrada na Justiça do Trabalho e foram proferidas 3,5 milhões de sentenças. Isso significa que cada juiz responde por mais de 1 mil ações ao ano”, disse a presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da Sexta Região (Amatra VI), Luciana Conforti.
Em relação à questão salarial, ela diz que as perdas inflacionárias somam 22% nos últimos cinco anos, “o que representa a subtração de quase um quarto do poder aquisitivo dos membros do Poder Judiciário”.

O lobista Antônio Morais quer bebida nos estádios. Quanto?

Ontem, o deputado Antônio Morais partiu para uma agressão pessoal ao jornalista Magno Martins, que vem travando uma luta contra a volta do consumode bebida nos estádios. Antônio Morais é a arma que as cervejarias vêm usando em Pernambuco para relaxar a lei por aqui.
A tentativa de intimidação e de constrangimento se deu no Restaurante Spettus, quando o parlamentar falou aos berros e dedo em riste.

Morais (PSDB) é um trânsfuga. Está no imundo papel de líder de oposição sem oposição fazer. Mais uma imoralidade da política pernambucana atual, em que Sérgio Guerra sequer consegue mais negar a troca de favores com Eduardo Campos.
Perceba que, na tentativa de se mostrar eficiente na realização desse papel pepel sujo, Antônio Morais se sujeita a defender algo podre que caberia ao próprio Eduardo Campos, pois foi ele quem se comprometeu com a FIFA.

Etão fica a pergunta: Quanto?

Nome aos bois

Se faltava nome para os chantagistas, ei-los:

DE INALDO SAMPAIO
O recado – Foi o próprio Eduardo Campos quem mandou avisar a Elias Gomes, prefeito de Jaboatão dos Guararapes, por meio do chefe da Casa Civil, Tadeu Alencar, que só haverá aliança PSB-PSDB naquele município se ela se reproduzir, também, em Moreno, para apoiar Adilson Gomes Filho (PSB).

De agora em diante, Eduardo Campos não poderá mais se negar a tratasr de eleição 2012 com correligionários que o procurarem. Pois, além de chantagista, poderá ser chamado de mentiroso, se insistir na conversa de que só tratará dp assunto em maio do ano que vem.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Revista chama Dilma de terrorista e livro diz que ela não roubou o famoso cofre.

Os jornais de hoje dão destaque para uma reportagem da New Yorker que afirma que "o Brasil é governado por ex-revolucionários sem remorso, muitos dos quais, incluindo a presidente, foram presos por anos por serem terroristas". E para o lançamento de um livro intitulado "O Cofre", cujo autor, depois de pesquisas com mais de trinta pessoas, informa que Dilma sequer teria participado do grupo de 11 pessoas que, sob o comando de Juarez de Brito, o Juvenal, invadiu em julho de 1969 a casa do irmão de Ana Capriglione para pegar o famoso cofre de Adhemar de Barros. "Mas Wanda tinha, sim, grande importância no grupo. Cuidava de planejar, distribuir armas e munição, documentos. Tomou conta de várias malas com os dólares e ajudou a definir sua distribuição". A revista também informa que Lula poderá disputar a presidência mais uma vez. A entrevista foi dada antes do câncer

Os piores pilantras de Pernambuco - Em todos os tempos.

O que vou postar foi retirado do Blog de Inaldo Sampaio, um porta-voz não oficial de Eduardo Campos, usado par mandar recado às bases. Veja se isso não é coisa de chantagista? E alguém sabe da existência de pior espécie que a do chantagista?


5- Suspeitou-se, inicialmente, que o PSB lançara João Fernando para ficar com a vaga de vice na chapa de Elias, que hoje é de Edir Pinto Peres (PPS).
6- Mas, ontem, o secretário-geral do PSB, Ranilson Ramos, resolveu abrir o jogo.
7- Com todas as letras, ele disse que o PSB lançou João Fernando, em Jaboatão, para forçar o PSDB a retirar, em Moreno, a candidatura do ex-prefeito Vavá Rufino (PSDB) em favor de Adilson Gomes Filho (PSB).
8- Em outras palavras, o PSB não apoiará, de graça, a reeleição do prefeito Elias Gomes (PSDB).



É gente desse tipo que governa o estado; é gente desse tipo que transfere o domicílio eleitoral de 'sujeitos' sem voto, sem história, sem passado, com presente (questionável) e futuro a se ver. Basta citar, além de João Fernando Coutinho, que é da Zona da Mata que mata gente, transferido Jaboatão; de Antônio João Dourado, de Lajedo para Garanhus e até mesmo de Aluísio Lessa, que não tem voto, não tem passado, não tem nada além da 'marca' de adulador do governador, que do nada transferiu o título para Goiâna, a fim de infernizar um prefeito aliado, só porque a cidade vai receber a FIAT e muito dinheiro vai 'rolar'.



Guardem estes fatos na memória. Este é Eduardo Campos, o cara que alguns empresários querem colocar na presidência da República. Um cara que não respeita a vontade do povo em suas bases; um cara que quer impor candidato em todo lugar. Um cara quadrado, antiquado, retaliador, perseguidor, mesquinho, capaz de dar rasteira no melhor amigo, se este estiver à sua frente, atrapalhando seu avanço.



CINISMO A TODA PROVA


Quando fala à imprensa, é procurado por um deputado ou prefeito do interior interessado em resolver conflito, Eduardo Campos sai pela tangente informando que só tratará de eleição em maio de 2012. Mas, por trás, arma bote sem futuro em todos os municípios do Estado. Fico feliz em agora dizer que a-vi-sei.







Talentos de Araripina e os (não) Festejos Natalinos

Ultimamente não tenho visto algo em Araripina que apresente a marca de gente talentosa como Fátima Barbosa e Raquel Cunha.
Fátima já contribuiu com trabalho e alegria na maioria dos eventos que deram certo na cidade. Ela vem de mais longe e, além de fazer bem feito, com criatividade e custo baixo, também alegra, contagia, 'toca fogo' na festa. É caso raro de gente que organiza e ajuda a festa a ficar alegre.
Já Raquel, de uma geração diferente, publicitária competente, assinou aquela bela decoração natalina a que Araripina se acostumou e aplaudiu, mas logo passou, sumiu - entre 2007 e 2008.
Araripina valoriza pouco seus talentos. A menos que eu esteja com a 'visão' comprometida e o oculista não tenha detectado o problema.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Juízes pernambucanos vão operar cartões corporativos pelo interior

Do site do TJPEEm reunião realizada na manhã de quinta-feira (25), no auditório do 2º andar do Fórum Rodolfo Aureliano, em Recife, foi debatido o Suprimento de Fundo Institucional e o Cartão de Pagamento do Poder Judiciário Estadual (CPPJE). O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), desembargador José Fernandes de Lemos, e o corregedor geral do Estado, desembargador Bartolomeu Bueno, esclareceram os usos e limitações do cartão para os magistrados de diversas comarcas do Estado. “O nosso objetivo maior é descentralizar a administração e diminuir a burocracia”, disse o presidente do TJPE.Instituídos pelas resoluções nº 314/2011 e nº 316/2011, o CPPJE permitirá aos juízes, diretores de fórum e chefes de comarca um melhor controle administrativo de bens e gastos dos fóruns. Em cada comarca, os responsáveis pelo fórum receberão cartões nominais com os quais poderão efetuar pagamentos de serviços de manutenção, compras de materiais e equipamentos, despesas com alimentação, dentre outras utilidades. O serviço inovador dará mais liberdade, economia e autonomia aos fóruns. No sistema anterior, para uma simples fechadura que precisasse ser trocada, era necessário o deslocamento de pessoal da capital, gerando gastos com estadia, transporte e serviço. Com o CPPJE, o juiz poderá efetuar a compra da fechadura em algum estabelecimento de sua comarca e contratar o serviço especializado.As despesas deverão ser aprovadas pelo juiz responsável e o usuário do cartão terá até 90 dias para prestação de contas. Serão dois cartões para o juiz do júri e dois cartões para o diretor do fórum. Um dos cartões será direcionado para gastos com reformas; o outro para consumo. Os limites foram baseados naqueles da Lei de Licitação. Podem ser gastos até R$15.000 com manutenção de imóveis (ex: pintura de fachadas, conserto de vidraçaria, etc.) e R$8.000 para itens permanentes (ex: impressora, telefones). Os gastos com refeições foram fixados em 25 refeições (R$15 cada) por sessão. Se necessário, o juiz poderá solicitar mais cartões, pois funciona como um crédito rotativo.Além da prestação de contas, outras vedações e impedimentos do CPPJE incluem: aquisição de equipamento e despesa diversos do indicado na respectiva solicitação; complementação de saldo de um cartão para o outro; despesas de transporte limitadas ao cartão do juiz do júri. Magistrados e servidores em férias ou afastamento legal não podem usar o cartão, assim como alguém que seja responsável por dois suprimentos pendentes de prestação de contas.Ao final da reunião, foi entregue aos magistrados presentes uma cartilha com instruções e tira-dúvidas. Marcaram presença à mesa os desembargadores Alberto Virgínio e Agenor Ferreira de Lima Filho e o presidente da Associação de Magistrados de Pernambuco (Amepe), Emanuel Bonfim

Para Serra, programa de Dilma é de Brasil menor.

.......Enquanto isso, Aécio Neves dia que 'está lendo um livro da conterrânea Mirian Leitão.
Em aparição pública na manhã de hoje, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) fez duras críticas à condução da economia brasileira pelo governo da presidente Dilma Rousseff e de seu padrinho político, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ambos do PT. Em palestra, durante o VII Congresso Paulista de Jovens Empreendedores, na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), o tucano minimizou o Programa Brasil Maior, uma das principais vitrines do primeiro ano de administração Dilma Rousseff, e avaliou como "o erro mais espetacular de política econômica da história brasileira", o fato do governo federal não ter reduzido a taxa básica de juros durante a última crise financeira mundial, deflagrada em setembro de 2008 com a quebra do banco Lehman Brothers.

"A crise econômica é muito feia, mas o Brasil, em crises passadas, soube aproveitar as oportunidades", avaliou. "Mas houve uma crise que foi desaproveitada, a de 2008 e 2009, porque o Brasil foi o único país do mundo que não baixou os juros", acrescentou. Na avaliação de Serra, que disputou as eleições presidenciais do ano passado com Dilma Rousseff, o governo federal lançou o Programa Brasil Maior com boa intenção, mas com "boa parte das coisas erradas, porque não conhece direito quais são as questões da indústria." O tucano ressaltou ainda, em um contraponto aos discursos do ex-presidente Lula, que o Brasil é ainda, no contexto da economia mundial, um país pequeno. "Nós não temos mais do que 3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e temos uma participação no comércio mundial em torno de 2%", considerou. "Nós temos ainda, no que se refere às questões econômicas e sociais, muito o que avançar".
O ex-governador de São Paulo criticou ainda o atual patamar da taxa de juros e a alta carga tributária que, segundo ele, castigam os investimentos na economia nacional. "Isso só piorou nos últimos anos com o PIS/COFINS, que aumentou sobre a energia elétrica a partir de 2002 e 2003", afirmou, referindo-se ao início do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A munição do ex-governador de São Paulo sobrou ainda para a Petrobrás. Segundo ele, a estatal não tem um plano correto de desenvolvimento da atividade privada para o fornecimento de equipamentos e insumos para a exploração de petróleo da camada do pré-sal. O ex-governador avaliou também que não há uma proposta séria para vincular os royalties aos investimentos. E fez um alerta. "Nós não podemos perder o bônus oriundo da exploração do petróleo", ressaltou. ( Do Estadão)

Gastos do governo federal com saúde estão em queda

A grave crise no setor da Saúde reflete, entre outros problemas, escolhas do governo no rateio dos recursos federais. Desde 2000 — quando entrou em vigor a Emenda Constitucional 29, que estabelece um piso de gastos para o setor — até o ano passado, o montante de recursos efetivamente aplicados caiu de 1,76% do Produto Interno Bruto (PIB) para 1,66%, na contramão do espírito da lei.
Levantamento realizado pelo GLOBO mostra que, na área social, o setor foi o que mais perdeu na comparação com os demais. Na Educação, os gastos subiram de 0,97% para 1,29% do PIB nesse período. Na Previdência, pularam de 6,3% para 6,9%, e na Assistência, de 0,45% para 1,06% do produto.
Os números da execução orçamentária mostram enorme diferença entre o que o governo se comprometeu a gastar e o que, na prática, foi destinado à Saúde. De 2000 a 2010, a diferença entre os valores empenhados (prometidos) no orçamento da Saúde e o que foi efetivamente gasto no setor chega a R$ 45,9 bilhões, sem considerar a inflação do período. Só em 2010, essa diferença foi de R$ 6,4 bilhões.
Em 2010, se os valores empenhados no Ministério da Saúde tivessem sido efetivamente gastos no custeio do setor, a parcela do governo federal aplicada pularia de 1,66% para 1,83% do PIB. No ano passado, foram empenhados R$ 67,328 bilhões e, gastos, efetivamente, R$ 60,924 bilhões.

Dilma: a difícil escolha entre o pé na lama e o tiro no pé.

Finalmente, a lama da corrupção sujou diretamente, sem intermediários, os dedos da presidente que até então andava milagrosamente sobre a mesma. No caso dos ministros demitidos por corrupção, Dilma conseguiu passar incólume e ainda angariar a fama de faxineira dedicada a combater os malfeitos. No caso do ministro Carlos Lupi e Mário Negromonte, do Trabalho e das Cidades, que ela decidiu manter no cargo para aprovar a DRU e não ser pautada pela imprensa, a fama afundou e as denúncias já respingam diretamente na presidência.
Um sindicalista informa que denunciou ao Palácio do Planalto uma extorsão de R$ 1 milhão, no caso do Trabalho. Não foi ouvido. Um técnico concursado foi pressionado a mudar um parecer elevando em R$ 700 milhões uma obra da Copa do Mundo, para atender compromissos políticos de Dilma Rousseff, no caso dos Transportes. Apresentou provas contundentes da fraude. Os dois casos comprometem definitivamente a estratégia da presidente de deixar que ministros corruptos fritem em fogo brando ( e amigo!) diante da opinião pública, afastando-se da crise e transferindo-a para os partidos, como se controlar a base de apoio e o dinheiro público não fosse seu compromisso e obrigação. Nesta cômoda posição de distanciamento, Dilma não ataca o governo anterior de Lula, seu mentor e maior eleitor, o arquiteto da máquina de corrupção que aí está, do qual ela foi a competente gerente de obras.
O problema de Dilma, diante dos últimos fatos no Trabalho e nas Cidades, é escolher entre o pé na lama e o tiro no pé. Tem duas opções: aceita afundar nas denúncias que hoje a atingem diretamente ou atira em si mesma, já que tudo o que ela afirmou na campanha eleitoral e que sustentou a sua eleição era que, no governo Lula, ele pedia, ela fazia, ele mandava, ela tocava, ele pensava, ela agia. O fato concreto, como dizia Lula, é que ela sabia da extorsão promovida pela quadrilha lupista para licenciar sindicatos. O fato concreto, como dizia Lula, que foi ela quem negociou diretamente um exorbitante e desnecessário aumento de R$ 700 milhões em uma obra da Copa do Mundo. Não são meros detalhes. Dilma começa a afundar na lama da corrupção. Depois destes dois fatos surgidos na semana ficou muito claro porque ela não demite Lupi e Negromonte. Como nos velhos tempos, a velha Vanda não vai abandonar os seus companheiros e vai mentir o quanto der para evitar que eles sejam pegos assaltando os cofres públicos.

Arenas da Copa demorarão até 198 anos para pagar custo. É o legado do PT para os arqueólogos.

As arenas esportivas que estão sendo construídas para a Copa do Mundo de futebol de 2014 nas 12 cidades-sede demorarão de 11 a 198 anos para se pagar, levando em conta o nível atual de rentabilidade dos estádios nos Estados em que serão erguidos, mostra estudo feito pela BSB - Brunoro Sport Business. Também segundo a análise, os 12 estádios que foram escolhidos para os jogos da Copa custarão mais e terão receita menor depois da competição que aqueles construídos para as últimas duas edições da Eurocopa. Os piores prazos estão em Cuiabá, Natal, Brasília e Manaus e variam de 130 a 198 anos.
O estudo da BSB, uma empresa de consultoria esportiva, prevê dois cenários econômicos para as arenas da Copa após os jogos. O primeiro leva em conta o nível atual de renda do futebol no Estado em que elas estão sendo construídas. O segundo, mais otimista, prevê aumento do faturamento com a venda especial de camarotes, publicidade, shows, "naming rights" (venda do nome do estádio) e locação para outros eventos. No cenário otimista, os prazos para pagar o investimento variam de cinco a 45 anos.
No cenário mais pessimista (que considera o padrão atual de uso), a arena com a pior rentabilidade é a de Manaus. A previsão é que o seu faturamento anual depois do torneio fique em torno de R$ 2,51 milhões. Com o custo - até agosto - estimado em R$ 499,5 milhões, a arena esportiva demoraria 198 anos para se pagar. Contando com um aumento em diferentes frentes, a receita subiria para R$ 11 milhões anuais, com a obra se pagando em 45 anos. Nesse cenário, o Beira Rio, de Porto Alegre, se paga em 10,9 anos.
Para estimar o faturamento bruto nos dois cálculos, o estudo não levou em conta gastos com impostos, amortização de investimentos e manutenção. A receita com ingressos também ignorou a parte que cabe ao time mandante, por haver muita diferença por região.
O estádio Mané Garrincha, em Brasília - orçado em R$ 671 milhões -, não está na lista dos mais caros, mas só deve se pagar no próximo século. A estimativa pessimista é que o faturamento alcance o investimento em 167 anos, tempo pouco maior que os 155 anos do Estádio das Dunas, em Natal. Ao custo de R$ 400 milhões, a arena tem receita prevista em R$ 2,57 milhões anuais. Mais rápida no retorno do investimento de R$ 342 milhões necessários à sua construção, a Arena Pantanal, em Cuiabá, vai equalizar o gasto em 130 anos, mantido o padrão atual do futebol de Mato Grosso, onde o Luverdense, time do Estado melhor colocado no cenário nacional, disputou a Série C neste ano. O clube da capital, o Cuiabá Esporte Clube, competiu na Série D e subiu este ano para a Série C.

O candidato de Eduardo

Leia abaixo a notinha de Inaldo Sampaio, cruze com a gritaria dos deputados narrada anteriormente, descubra a 'fórmula' usada para criar o queridinho dos deputados e fique sabendo desde já: O candidato a governador de Eduardo Campos é o cratense Tadeu Alencar, que além de conterrâneo de Miguel Arraes, é parente de confiança do atual governador.
Muito prazer! – Há, hoje, na Assembleia Legislativa de Pernambuco, cerca de 20 deputados que nunca puseram os pés no gabinete do governador Eduardo Campos. O secretário Tadeu Alencar (Casa Civil) já sabe disto e vai tentar achar brecha da agenda do “chefe” para levá-los até lá.

O 'jogo' casa 100% com as informações confidenciais que recebi de figurões já jogados aos leões por Eduardo Campos. E rompidos também.

sábado, 26 de novembro de 2011

Dilma lança o MLT (Mão Leve sobre Trilhos).

Após as denúncias de irregularidades em obras da Copa, o líder do DEM no Senado, Demóstenes Torres (GO), afirmou nesta sexta-feira (25) que a chamada "faxina" do governo precisa atingir até a presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, há um "conluio" para "roubar o Brasil". A Folha mostrou hoje que diante da pressão de governadores, Dilma ordenou ao Ministério das Cidades que mudasse a toque de caixa projetos de transportes para a Copa 2014.
Com isso, as cidades de Salvador (BA) e Cuiabá (MT) puderam trocar o BRT (ônibus em corredores exclusivos) por sistemas mais caros e demorados, como metrô e VLT, o Veículo Leve sobre Trilhos. "As denúncias são gravíssimas. Só em uma delas, há um prejuízo de R$ 700 milhões e foi feito por determinação da presidente. Tem de ser feita uma faxina para tirar presidente e não só ministro. Há um conluio para roubar o Brasil", disse Torres.
O Palácio do Planalto e o Ministério das Cidades negam que tenha havido qualquer pressão política para que os setores técnicos aprovassem a mudança no projeto de sistemas de transportes proposto pelos governos da Bahia e de Mato Grosso. O líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), saiu em defesa do Planalto e disse que o Ministério das Cidades está apresentando seus esclarecimentos. Ele disse que vai aguardar os desdobramentos do caso para avaliar se o ministro terá que vir ao Congresso dar explicações. Ele disse que ainda não é o momento e sinalizou que isso não deve ocorrer. Segundo Jucá, o fim de ano já está "bastante tumultuado".(Da Folha Poder)

Para Petrolina, tudo. Para Araripina, a volta da água salgada de Lagoa do Barro.

Mais uma da série "Araripina só aplaude":

O governador Eduardo Campos (PSB) confirmou presença em Petrolina, na próxima quarta-feira (30), para dar a ordem de serviço para a construção de uma UPA e de uma Unidade Pernambucana de Assistência Especializada (UPAe).
A informação foi dada por ele ao deputado federal Fernando Filho, pré-candidato a prefeito do município pelo PSB.
Serão investidos nas duas unidades R$18 milhões, sendo R$ 9 milhões para a UPA e os outros R$ 9 milhões para a UPAe.
A empresa responsável pela construção já foi licitada - a JAG. A unidade funcionará na Avenida Honorato Viana, próximo ao Centro Social Urbano (CSU), juntamente com a UPAe, que oferecerá serviços de urgência e emergência, atendimentos odontológicos e apoio logístico.
Fernando Filho apresentou uma emenda ao OGU no valor de R$ 1,4 milhão para aquisição de equipamentos da UPAe".

Armando Monteiro e Humberto Costa já sabem que a aliança acabou

Tenho amigos em todas as facções políticas de Araripina e fontes em todas as facções do Estado. Uma dessas me contou, como protagonista de uma conversa em Brasília, da qual participavam Armando Monteiro e Humberto Costa, o seguinte: Se aconselhando com os senadores, a terceira pessoa ouviu dos dois: "Se prepare por lá que o imperadorzinho vai com tudo. Não existe mais aliança. Hoje somos tratados como adversários".

Para que não restem dúvidas

"A lição – O segundo cancelamento da visita da Dilma Rousseff a Pernambuco serviu de lição para o Palácio do Campo das Princesas. Que, a partir de agora, só vai divulgar a agenda dela em Pernambuco quando o prego for batido e a ponta virada. Não custa lembrar que Dilma não é Lula. Que, além de ser pernambucano, tratava o governador Eduardo Campos como um filho".
Quem disse isso foo o blogueiro do Palácio, Inaldo Sampaio. Certamente, e conveniente, a pedido do governador.
Percebam que a diferença entre o Meu Araripe e estes blogs da capital, essencialmente o de Inaldo, não está na forma, mas no conteúdo e nos prazos. Aqui, dissemos isso que ele acaba de dizer antes da eleição de Dilma.
Lembram?

Eduardo: A agenda é só nacional; o problema é só (e todo) estadual

Não se restringe mais somente aos 'foras' levado de Dilma e os 'tocos' não disfarçados levados do PT, com prejuízos incontáveis para Pernambuco. A indiferença do 'Príncipe' Eduardo Campos para com seus deputados e aliados está causando ruídos agora, e estragos mais adiante, com requintadas e numerosas traições até mesmo daqueles que entregam a independência e autonomia em troca de alguns empregos, prejudicando as cidades que representam.
Eduardo Campos não tem respeito por deputado. Sabe que eles só marcham em época eleitoral com quem tem cheiro de vitória. Daí, tanto desprezo.

O que vou publicar abaixo é a abertura da coluna de hoje de Inaldo Sampaio. Mesmo tentando colocar panos quentes, ainda sai 'veneno', como podem perceber:

"O governador precisa de um novo Ettore
Com a cabeça voltada para gestão, meritocracia e monitoramento, o governador Eduardo Campos não tem reservado espaço na sua agenda para receber prefeitos e deputados estaduais. A grita na Assembleia Legislativa é generalizada, do presidente Guilherme Uchoa aos líderes das bancadas governistas. Uns pediram audiência desde março e até hoje ela não foi marcada pelo chefe de gabinete Renato Thiebaut. Eles gostariam de um dedo de prosa com o governador porque isso lhes dá prestígio.
Na primeira gestão, o governador não recebia os deputados, mas delegou poderes a Ettore Labanca para fazê-lo. Ettore fora deputado estadual pelo PMN e tinha um excelente trânsito no legislativo estadual com governistas e oposicionistas. Ele tinha delegação do governador para resolver pendências nas secretarias e com isso evitava focos de tensão no relacionamento da bancada com o Palácio do Campo das Princesas. Além disso, era, foi e continua sendo um ótimo relações públicas.
Entretanto, desde a saída dele do governo para assumir a prefeitura de São Lourenço, os seus substitutos não tiveram a mesma habilidade ou a mesma força política para se relacionar com os deputados. E as queixas vão se multiplicando tanto nos partidos da base aliada como nos corredores da própria Assembleia. Por isso, o presidente Guilherme Uchoa vai levar as mágoas dos colegas ao governador e pedir que ele abra espaço na agenda para recebê-los. Do contrário, que nomeie um novo Ettore".


AGORA, NÓS
O governador precisa é de humildade. O governador tem urgentemente que parar com a agenda nacional e se voltar para os problemas do estado, pois nós contribuintes não temos obrigação de custear suas viagens de uma campanha presidencial antecipada.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Rolo compressor na Alepe aprova contratações sem concursos por tempo indeterminado no Estado

Enquanto o plenário da Assembleia aprovou, na última quarta-feira, em segunda discussão, o projeto (nº 73/2011) do deputado governista Ricardo Costa (PTC), que institui regras para a realização de concursos públicos destinados ao preenchimento de cargos nos três Poderes do Estado - incorporando, inclusive, alterações sugeridas pelo governo, segundo o parlamentar -, o “rolo compressor” governista na Comissão de Constituição (CCLJ) surpreendeu, ontem, aprovando proposta do Executivo (nº645/2011) que dispõe sobre a “contratação por tempo determinado (de pessoal) para atender necessidades de excepcional interesse público”.“Meu projeto acatou as sugestões de mudanças e tenho o compromisso do Palácio de que o governador Eduardo Campos vai sancioná-lo”, festejava na quarta, Ricardo Costa. A normatização estabelece, entre outros pontos, que o edital para concursos deve ser publicado com antecedência de 180 dias da primeira prova, veda alteração a 45 dias do primeiro exame, proíbe cadastro de reserva, obriga a investidura no emprego e não admite a contratação de servidor temporário durante o respectivo prazo de validade.O projeto do Executivo, por outro lado, considera - entre várias outras situações - como necessidade temporária de excepcional interesse público a assistência a “situações de calamidade, emergências em saúde, admissão de professor substituto e visitante, pesquisador estrangeiro, projeto especial de obras de engenharia ou de outra natureza e atividades técnicas especializada”.

Do Jornal do Commercio

Irrigação usada no Peru pode ser adaptada para o Nordeste

Melhor que Bolsa Preguiça


Uma comitiva do governo federal, formada por representantes de quatro ministérios (Integração Nacional, Agricultura, Meio Ambiente e Planejamento, além de Embrapa e Codevasf) foi conferir de perto os avanços na cultura irrigada de cana de açúcar em Trujillo, cidade de clima desértico a 800 km de Lima, no Peru - uma das regiões mais secas do planeta: chove em média apenas 60 mm ao ano.As técnicas em irrigação podem ser adaptadas para o nordeste brasileiro dentro do “Mais Irrigação”, um programa que visa implantar 200 mil novos hectares de perímetros irrigados no semiárido brasileiro, com a geração de 500 mil empregos diretos e indiretos, e investimentos de 10 bilhões de reais, com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de parcerias público-privadas.“A cana de açúcar é uma opção para aumentar a geração de emprego e renda no nordeste, e o que vimos no Peru serve de exemplo: numa região extremamente seca a irrigação por gotejamento com precisão possibilitou aumento na produção, com impactos positivos na economia local”, afirmou o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho.Dois perímetros irrigados foram visitados nesta quarta-feira (23): Usina Casa Grande, com 40 mil hectares de cana de açúcar, sendo 2 mil por gotejamento; e a Usina Laredo, com 10 mil ha, sendo 2 700 ha de gotejo. Ambas utilizam tecnologia da multinacional Netafim. Em relação ao meio ambiente, a cana de açúcar é uma planta do tipo C4, que permite uma eficiência de 100% de retenção do carbono absorvido.Com o gotejamento, o ciclo de corte no primeiro ano ficou mais rápido, passou de 18 para 12 meses. A produtividade é de 10 toneladas (18 meses) e de 15t (12 meses). No Brasil, com irrigação de salvamento, a produtividade gira em torno de 80t por ano.

Bahia avança com candidatura antecipada de Eduardo: Basf investe R$ 1,2 bi em Camaçari

Depois da JAC Motors, a Basf.
A empresa alemã Basf, maior no setor de química do mundo, deu início nesta quinta-feira (24) à construção de um complexo em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. O investimento estimado é de R$ 1,2 bilhão e a expectativa é de que o empreendimento gere 800 novas vagas de emprego.
O polo acrílico irá fabricar matéria prima para adesivos, fraldas e tintas, entre outros - ácido acrílico, acrilato de butila e polímeros superabsorventes (SAP) serão produzidos em escala global e devem atender a toda demanda da América do Sul, segundo o presidente da Basf na América Latina, Alfred Hackenberger.
Para o governador Jaques Wagner, a instalação da fábrica deve ajudar a atrair outras empresas para o estado.

Já na condição de ex-aliado, ou adversário velado, Eduardo Campos sofre para marcar visita de Dilma ao Estado. Enquanto isso, o petista Jaques Vagner, sempre o queridinho de Dilma, avança nas conquistas. Ele é o candidato de Dilma à sua própria sucessão, caso seus médicos recomentem repouso por conta da saúde frágil.
Transnordestina e Transposição andam lentamente em Pernambuco. Estaleiro demite em massa; Hemobrás só enrola e Refinaria Abreu e Lima só aumenta o custo, estando mais uma vez na lista negra do TCU.
Some-se a isso o Estádio da Copa, um gigante elefante branco, candidato a atormentar o futuro de Eduardo Campos, obra que saiu da capital para São Lourenço da Mata por puro capricho do governador.

ONGS sem controle: R$ 26,5 bilhões repassados sem registro pelo governo petista.

Nos últimos três anos, 54% dos recursos repassados pelo governo federal a ONGs por meio de convênios não foram registrados no sistema criado para acompanhar a execução desses gastos, o Siconv. O número está em estudo da Enccla (Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro), que reúne instituições de Executivo, Legislativo, Judiciário e sociedade civil. Os dados mostram que, de setembro de 2008 a junho deste ano, R$ 26,5 bilhões não foram cadastrados no Siconv, o que contraria a LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e dificulta investigações.
O grupo ressalva, no entanto, que o governo pode exercer outros tipos de controles. Segundo a Enccla, um dos órgãos com mais recursos fora do Siconv é o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), do Ministério da Educação. Procurado, o ministério disse controlar convênios e contratos em sistema próprio, mas estuda a transferência de dados para o Siconv. Segundo o Ministério do Planejamento, "grande parte dos convênios vigentes podem não estar no Siconv por terem sido celebrados antes da existência do sistema". A pasta diz também estar em curso um processo de integração das ferramentas.
A incapacidade de órgãos do governo em transferir dados para o sistema foi mencionada pelo ministro-chefe da CGU (Controladoria-Geral da União), Jorge Hage, em entrevista à Folha e ao UOL. Segundo ele, essa é uma uma das razões para não haver filtros anticorrupção mais eficazes. "O Serpro não tem condições de atender às demandas de toda a Esplanada", declarou Hage.(Da Folha de São Paulo)

700 milhões a mais na Copa de Mato Grosso: farsa foi montada com aval de Dilma.

Após pressão de governadores, a presidente Dilma Rousseff ordenou ao Ministério das Cidades que mudasse a toque de caixa projetos de transportes para a Copa-2014. Graças à interferência, as cidades de Salvador (BA) e Cuiabá (MT) puderam trocar o BRT (ônibus em corredores exclusivos) por sistemas mais caros e com conclusão mais demorada, como metrô e VLT, o Veículo Leve sobre Trilhos. Os governadores Jaques Wagner (PT-BA) e Sinval Barbosa (PMDB-MT) capitanearam o lobby pela mudança.
Em Cuiabá, houve inclusive substituição de um parecer técnico favorável ao BRT por outro defendendo o veículo leve, conforme noticiou ontem o jornal "O Estado de S. Paulo". Na Bahia, Jaques Wagner recebeu o sinal verde de Dilma em 5 de agosto, durante viagem no avião presidencial a Salvador. Até então, a presidente insistia nos sistemas de transporte do plano original da Copa. O BRT tinha sido priorizado pelo governo federal em 2009, sob a justificativa de que os outros sistemas não seriam concluídos a tempo do Mundial de futebol. Empreiteiras e empresas de equipamento ferroviário, entretanto, se opuseram e passaram a pressionar pela alteração.
O ministro Mário Negromonte (PP) chegou a esboçar resistência à mexida, mas cedeu ao lobby que teve a participação até do vice-presidente Michel Temer (PMDB). Em Salvador, onde o projeto de BRT já tinha até financiamento garantido, a solução foi simplesmente retirar o plano do PAC da Copa. Dias após a determinação do Planalto, o Ministério das Cidades desconsiderou portaria interna e abriu brecha em outro programa federal, o PAC Mobilidade Urbana Grandes Cidades, para acolher o metrô soteropolitano. Além disso, ainda em agosto, Negromonte autorizou que fosse dilatado o prazo para análise dos projetos de transporte dos Estados. Em outubro, ampliou novamente o limite.
Em Cuiabá, a troca do BRT pelo VLT representou um aumento de 140% nos custos -de R$ 500 milhões para R$ 1,2 bilhão. Segundo a reportagem do "Estado", a manobra foi feita com participação do chefe de gabinete de Negromonte, Cássio Peixoto. O jornal divulgou trechos de gravação de reunião em que a diretora do departamento de mobilidade urbana do ministério, Luiza Gomide, contou a colegas que recebera orientações superiores e que o trabalho deles era "para o governo". Na conversa, ela menciona também ter recebido instruções de Guilherme Ramalho, coordenador de infraestrutura da Copa e servidor do Ministério do Planejamento. O Ministério Público Federal de Brasília decidiu ontem investigar se houve improbidade administrativa por parte de funcionários do Ministério das Cidades.
O Planalto defendeu que "toda irregularidade" no projeto de Cuiabá deve ser investigada, mas sustentou que a mudança de modelos foi legal, amparada em projeções de demanda e amplamente discutida em público. Segundo a Presidência, o BRT teria um tempo de vida curto por conta do aumento de usuários. Além disso, o custo da troca de modelo caberá aos Estados. O caso, ainda segundo o Planalto, não afeta a posição de Negromonte. Ele segue no governo, mas deve sair na reforma ministerial de 2012. Negromonte sofre desgaste desde agosto, quando rachou a base de apoio dentro do seu partido, o PP.(Da Folha de São Paulo)

Brasil sem verde político, só gafanhotos.

Marina Silva, ex-PT, ex-PV, ex-ministra do Meio Ambiente, é uma farsa. Durante vários anos reinou absoluta sobre as florestas, apoiada por um exército de faunos ongueiros, que ela colocou para dentro do Ibama e dos ministérios, para que garantissem a "democracia" da sua caneta totaliária e ditatorial. Foram bilhões em multas contra pequenos produtores, impagáveis e incontroláveis. Sua marcha da insensatez plantou a insegurança jurídica no campo, enquanto ela andava pelo mundo construindo a sua imagem, com a cara lambuzada com o sangue de Chico Mendes, um ex-seringueiro que as ONGS jogaram para a morte, fazendo-o enfrentar um bandido assassino, tudo devidamente calculado, para que eles tivessem um morto-símbolo, um morto sobre o qual pudessem erigir a farsa ambientalista, e assim ganhar milhões.
Enquanto isso, o agronegócio internacional avança sobre os grandes mercados, sempre atacando com o discurso de Marina, a quem paga para denegrir o Brasil e seus produtores.

Brasil vai criar banco de dados sobre corrupção. Haja bytes!

O Brasil deverá ganhar um cadastro da corrução, um documento minucioso que mapeará os desvios e onde mais atuam os fraudadores do Tesouro. Trará informações sobre investigações em curso, inquéritos policiais, denúncias formais da promotoria e da procuradoria, ações judiciais e sentenças de primeiro e segundo graus, quando houver. A proposta para criação do cadastro da corrupção foi apresentada na reunião da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla), que se realiza em Bento Gonçalves (RS).Wellington Cabral Saraiva é o autor da proposta. Ele é procurador regional da República em Recife. Atualmente, ocupa uma cadeira no Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O próprio órgão já tem o seu cadastro dos desmandos com a coisa pública. Mas é um acervo restrito às ações de improbidade administrativa, instalado há três anos. Esse novo arquivo, que a Enccla aprovou ontem, mira a corrupção e também o peculato e outros crimes contra a administração. Abrange não apenas ações judiciais em curso, mas também fiscalizações da Controladoria Geral da União e do Tribunal de Contas.Saraiva observa que a medida é compatível com uma exigência de organismos internacionais que contemplam as principais convenções do planeta contra a fraude, tratados dos quais o Brasil é signatário. Nessa condição, o País é avaliado pelo Gafi (grupo internacional de combate aos delitos financeiros), pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), ONU e OEA, que patrocinam as mais importantes convenções contra a corrupção. O Brasil tem sido alvo de críticas recorrentes pelo desleixo e a resistência à transparência de dados estatísticos sobre a corrupção.Essa reprovação não acarreta sanções diretamente, mas traz repercussão inclusive no plano econômico. O conselheiro do CNJ anota que será implantado um software com programa especial para armazenar tanta informações. "Vai ser possível o Brasil medir a extensão da corrupção e dos danos por ela provocados", argumenta Saraiva. "Se perguntar ao Judiciário e ao Ministério Público quantos são os condenados ou denunciados por corrupção não vai ter resposta, salvo um ou outro Estado mais organizado", alega ele.São Paulo é uma exceção. A Promotoria de Defesa do Patrimônio Público e Social da Capital, por exemplo, pleiteia a condenação de agentes ímprobos à devolução de R$ 32 bilhões aos cofres públicos. "O Brasil é intensamente criticado por organizações internacionais por não dispor de dados consolidados", ressalta. A meta é inaugurar o cadastro já em 2012. Saraiva não acredita em resistência dos órgãos públicos. "É descuido", diz.(Do Estadão)

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Aécinho "no show".

Informam os jornais que Aécio Neves (PSDB-MG) chegou atrasado na reunião da CCJ que aprovou a DRU. Já a TV Senado, ao vivo e a cores, mostra que o mineiro também não deu as caras e muito menos a saliva na reunião da Comissão que vota os destaques do Código Florestal. Daqui a pouco o presidenciável de certo tucanato será reconhecido como Aécinho "no show".

Fraude cometida pelo Ministério das Cidades abre rombo de R$ 700 milhões em obra da Copa.

O Ministério das Cidades, com aval do ministro Mário Negromonte, aprovou uma fraude para respaldar tecnicamente um acordo político que mudou o projeto de infraestrutura da Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá (MT). Documento forjado pela diretora de Mobilidade Urbana da pasta, com autorização do chefe de gabinete do ministro, Cássio Peixoto, adulterou o parecer técnico que vetava a mudança do projeto do governo de Mato Grosso de trocar a implantação de uma linha rápida de ônibus (BRT) pela construção de um Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).
Com a fraude, o Ministério das Cidades passou a respaldar a obra e seu custo subiu para R$ 1,2 bilhão, R$ 700 milhões a mais do que o projeto original. A mudança para o novo projeto foi publicada no dia 9 de novembro na nova Matriz de Responsabilidades da Copa do Mundo. Para tanto, a equipe do ministro operou para derrubar o estudo interno de 16 páginas que alertava para os problemas de custo, dos prazos e da falta de estudos comparativos sobre as duas mobilidades de transporte.
O novo projeto de Cuiabá foi acertado pelo governo de Mato Grosso com o Palácio do Planalto. A estratégia para cumpri-lo foi inserir no processo documento a favor da proposta de R$ 1,2 bilhão. Numa tentativa de esconder a manobra, o "parecer técnico" favorável ficou com o mesmo número de páginas do parecer contrário e a mesma numeração oficial (nota 123/2011), e foi inserido a partir da folha 139 do processo, a página em que começava a primeira análise.
O analista técnico Higor Guerra foi quem assinou o parecer contrário. Ele era o representante do ministério nas reuniões em Cuiabá para tratar das obras de mobilidade urbana da Copa - a última, em 29 de junho. O parecer dele, do dia 8 de agosto, mostrava que os estudos do governo de Mato Grosso "não contemplaram uma exaustiva e profunda análise comparativa". Os prazos estipulados, alertou, "são extremamente exíguos". Além do mais, o BRT já estava com o financiamento equacionado. Leia mais aqui, no Estadão.

Não dá para ter medo de defender o Brasil (Para 'marineiros' de ocasião e para quem mais interessar possa)

No Brasil é proibido ser de direita, uma legítima escolha ideológica em qualquer democracia do mundo, pois ela foi demonizada por terroristas, guerrilheiros, corruptos e mensaleiros, com a inestimável ajuda da imprensa, da igreja e das universidades.
No Brasil também é vedado ser fumante de tabaco, pois o fumo acaba de ser proibido até mesmo em ambientes privados, enquanto o STF libera as marchas a favor da maconha (cujo porte, uso e venda é crime previsto no Código Penal) e universitários protestam, depedram, descumprem ordens judiciais, tentam expulsar a polícia, para que ela seja vendida livremente dentro dos seus campi.
Por fim, virou acinte ser um proprietário rural no Brasil e, suprema ofensa aos puros e bondosos, ser um representante legalmente eleito por este setor que representa 1/4 do PIB e 1/3 dos empregos do pais. Até foi cunhado um termo pejorativo para quem defende 5.170.000 produtores no Congresso: "ruralista". O parlamentar pode ser ambientalista, mas não pode ser ruralista.
Fernando Henrique Cardoso, um ex-presidente intelectual, sociólogo, defensor da liberalização da maconha, bradou dias atrás: é um absurdo chamar estudantes da USP de maconheiros. Deveria ter levantado a sua voz tão sábia para afirmar que também é um absurdo criminalizar o homem do campo. FHC não disse porque não lhe convém e porque é um deslumbrado urbano, em busca desatinada de salvar a sua biografia.

Araripina está de joelhos. Ouricuri está levando tudo e se transformando em Pólo regional definitivamente.

Recentemente Ouricuri conquistou a Justiça Federal, o Instituto Federal e a Delegacia Federal da Mulher. Agora acaba de ganhar uma UPA e concentra no Hospital Regional todos os serviços de saúde da Região. Já tinha a Receita Federal, o Comando de Polícia, a Gerência de Saúde, etc.

Ou Araripina abre o olho, ou perde o bonde definivamente. Gerar riqueza na indústria, na agricultura, no comércio e nos serviços, mas ficar perdendo os órgãos estaduais e federais equivale a pagar imposto para o vizinho usufruir.
De hoje em diante, está aberta a temporada de protesto neste blog. Precisamos de um deputado para chamar de nosso, definitvamente. Não é mais possível esse faz de conta. Araripina, Trindade, Ipubi e Bodocó precisam se unir em torno de causas comuns, tanto pela proximidade de seus territórios (por cima da serra), quanto pela vocação industrial e agropecuária. É preciso construir um discurso e uma proposta política. Do contrário, a coisa tende a piorar.
O que postarei abaixo reflete o domínio absoluto de Ouricuri e foi retirado do Blog de Magno Martins.
Nada contra Ouricuri, mas tudo a favor de Araripina, Trindade, Ipubi e Bodocó, que forma um eixo distinto daquele formado pela terra bem governada por Ricardo Ramos, que por afinidade e proximidade deve ser pólo de Santra Cruz, Santa Filomena, Moreilândia, Granito e Exu. Portanto, o Pólo Gesseiro deve se posicionar como Região de Desenvolvimento, independente da identidade que se tem em virtude da caatinga.
Viva o povo guerreiro de Ouricuri e seus governantes, que sairam de uma situação de desvantagem, assumindo sem máscara o momento complicado por que passaram lá atrás, e hoje podem comemorar conquistas importantes. Que sirva de exemplo para as demais cidades e povos. Somente assim cada célula municipal fará a sua parte na luta pelo desenvolvimento pleno.
Que Arripina crie vergonha e se erga puxando os próprios cabelos. Que levante a voz, pois foi sempre no grito e na pressão que a capital do gesso conseguiu conquistar algo de positivo.

ARARIPINA PUXANDO A CACHORRINHA, COM A MALINHA NAS COSTAS (2)
Ouricuri ganhará UPA em 2012


O prefeito de Ouricuri, Ricardo Ramos, chega ao município nesta quinta feira (24) levando na mala o projeto da construção da Unidade de Pronto Atendimento, a chamada UPA. O Prefeito recebeu a confirmação do Governador Eduardo Campos na última segunda feira, que anunciou o início das obras a partir de janeiro de 2012. Ouricuri foi a única cidade do Araripe contemplada com uma UPA.




ARARIPINA PUXANDO A CACHORRINHA, COM A MALINHA NAS COSTAS (1)
Encontro do IF reúne prefeitos de dez municípios em Ouricuri




A atuação do IF Sertão-PE na Região de Desenvolvimento Sertão do Araripe. É este o tema do encontro que reúne gestores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, prefeitos e secretários municipais de Educação e de Agricultura dos dez municípios que compõe a área de atuação do Campus Ouricuri, que é formada pelos municípios de Araripina, Bodocó, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena e Trindade.
O objetivo do encontro, que acontece no auditório da IX Geres, na quarta-feira, 23 de novembro, a partir das 17h, em Ouricuri, é estreitar as relações institucionais com os diversos segmentos sócio-econômicos da RD Sertão do Araripe, além de apresentar as potencialidades e as ações do Campus Ouricuri nas três frentes de atuação que sustentam as atividades acadêmicas do IF Sertão-PE: ensino, pesquisa e extensão.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Polícia Federal encontra desvio milionário em contratos do DNIT em Pernambuco

A Polícia Federal em Pernambuco, conjuntamente com a Controladoria Geral da União – CGU e a Receita Federal do Brasil - RFB, deflagram na data de hoje a “Operação Casa 101”. As investigações iniciadas em agosto deste ano, objetivaram apurar denúncias de desvio de verbas públicas, corrupção, peculato e lavagem de dinheiro, que importam em penas de 02 a 12 anos de reclusão.As investigações policiais, embasadas em relatórios de auditoria da CGU, apontaram inúmeras e recorrentes irregularidades nas obras e serviços públicos, além de descobrirem que a fiscalização de praticamente todos os contratos celebrados entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte - DNIT e as construtoras vencedoras das licitações no âmbito do Recife e região metropolitana era de responsabilidade de um só servidor. O valor total dos contratos investigados é de mais de R$ 370.000.000,00. Só em um dos contratos, o prejuízo real ao erário foi avaliado – a preços de 2005 – em R$ 67.106.618,00.Observou-se que os servidores do DNIT diretamente responsáveis pela fiscalização do empreendimento não fizeram uso de uma ferramenta extremamente eficaz em evitar os problemas: a negativa de atesto de serviço executado em desacordo com especificação ou projeto executivo. Na prática, ainda que as irregularidades cometidas e o sobrepreço sugerido fossem gritantes, os boletins de mediação eram assinados e os pagamentos efetuados como se os serviços e obras estivessem sendo executados de acordo com o estabelecido nos contratos.Por outro lado, a troca de favores entre empresas e fiscalização era escancarada, ao ponto de empresas contratadas para a execução de obras e serviços públicos fornecerem mão de obra e material de construção para edificação de casa residencial de servidor do DNIT.Participam da operação 60 policiais federais, além de analistas de finanças da CGU e auditores fiscais da RFB, para cumprimento de sete mandados de busca, inclusive em setores do DNIT e de seis conduções coercitivas. Todas as medidas judiciais foram deferidas com a manifestação favorável do Ministério Público Federal – MPF, que acompanha, desde o início, a investigação.

Efeitos do racha: Nova visita de Dilma a Pernambuco ainda está indefinida

Pela terceira vez consecutiva em menos de um mês, a presidente Dilma Rousseff (PT) frustra as expectativas dos seus aliados no Estado quanto à uma visita a Pernambuco. A presença da petista no Recife estava prevista extra-oficialmente para a próxima sexta-feira (25), mas nessa data ela estará em Niterói, no estado do Rio de Janeiro, de acordo com informações disponibilizadas no site da imprensa do Palácio do Planalto.Inicialmente, a previsão era de que a presidente Dilma viesse no último dia 9 de novembro para uma solenidade, no Teatro Santa Isabel, de entrega de medalhas da Ordem do Mérito do Ministério da Cultura, além de outros compromissos administrativos ao lado do governador Eduardo Campos (PSB). Entre eles, a inauguração do Hospital Pelópidas Silveira, no Curado.De acordo com aliados, a visita teria sido remarcada para a terça (22) e, posteriormente, adiada para a próxima sexta-feira (25). Em nenhuma das ocasiões, no entanto, o Palácio do Campo das Princesas chegou a anunciar oficialmente a presença da presidente Dilma no Estado.

Lupi bateu o pé e Dilma correu. O presidencialismo no Brasil é de mentirinha, pois a presidente cede à chantagem

"Duvido que a Dilma me tire, ela me conhece muito bem. (...) Para me tirar só abatido a bala - e precisa ser bala forte porque eu sou pesadão", disse Lupi em nove de novembro.

Foi com esta frase que o Ministro do Trabalho, o trapalhão Carlos Lupi, desmoralizou e emparedou Dilma Roussef. De agora em diante, qualquer um vai bater o pé e depois dizer eu te amo.
O Brasil acaba de inaugurar um estilo diferente: Chantagem seguida de falsa declaração de amor para manter a corrupção em voga.
Dilma perdeu o discurso de durona. Era com esse estilo que a presidenta pretendia enterrar a era Lula e assumir o controle político do País, hoje exercido a partir de um leito de hospital pelo ex-presidente. Dilma estava usando a imprensa para desmoralizar o ex-presidente, mas Lupi foi duro e advertiu: 'Se me demitir eu digo tudo que sei. E o que sei acaba com dona Dilma".

Atrasada em 6 anos, refinaria só em 2016. Ou três campanhas sendo financiadas pela corrupção.

A Refinaria Abreu e Lima, atualmente sob forte suspeita do Tribunal de Contas da União (TCU), ficará pronta somente em 2016, com seis anos de atraso e quase uma década depois de iniciada sua construção. Balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) divulgado nesta terça-feira (22), pelo governo federal, mostra o novo prazo da refinaria, que tem 41% de execução de obras. Pela primeira vez, o governo federal reclassificou o projeto do carimbo verde de "ritmo adequado" para o amarelo de "atenção".
O balanço divulgado nesta terça-feira (22) é o segundo do PAC 2. A terraplenagem da refinaria começou em 2007, mas até a publicação dos novos dados pelo governo federal, a Petrobras sustentava que a refinaria seria entregue em 2013.
Como forma de atenuar o novo cronograma, o balanço informa agora duas datas distintas para a refinaria, prática nunca adotada pela companhia ou pelo governo federal. Uma é a de "início da operação", com previsão para junho de 2013. A outra é a "data de conclusão", para junho de 2016.A refinaria é o maior investimento já realizado em Pernambuco, mas a Petrobras não sabe, até hoje, informar com precisão quanto ela custará. O orçamento, que começou em US$ 2 bilhões, hoje já é de US$ 14 bilhões.
No último dia 8, o TCU divulgou seu relatório anual de fiscalização. Segundo o Tribunal de Contas, de um total de R$ 11,8 bilhões em contratos já fechados da refinaria, R$ 1,3 bilhão seriam resultado de preços cobrados irregularmente acima do mercado.

Ferrovia, também só em 2016
A conclusão das obras de toda a Ferrovia Transnordestina atrasaram em um ano e ficaram para dezembro de 2014. A maior mudança de cronograma ficou no ramal que vai para o Porto de Pecém (CE), que ficará pronto quatro anos depois do previsto inicialmente, no governo Lula. O ramal pernambucano, que vai para o Complexo Industrial Portuário de Suape, teve um novo atraso de alguns meses, mas ainda é previsto para 2013, três anos após seu prazo de conclusão original.
A Transnordestina é uma ferrovia com 1.728 quilômetros de extensão que ligará três pontos distintos: o município de Eliseu Martins, no Piauí, Suape em Pernambuco e Pecém no Ceará. O entroncamento será no município pernambucano de Salgueiro.
Durante a maior parte do governo Lula, a previsão era que a obra ficasse pronta em dezembro de 2010, por R$ 4,6 bilhões. A obra hoje é orçada em R$ 5,4 bilhões.
Mas no balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), realizado no último dia 29 de julho, surgiram os primeiros grandes atrasos. A ferrovia passou a ser prevista para 2013, sendo o ramal para Suape em janeiro e o ramal com destino Pecém em dezembro.
“O prazo de 2014 é para o trecho do Ceará. Continuamos com a previsão de entrega no final de 2013 do trecho entre Suape e Eliseu Martins”, informa em nota a Transnordestina Logística S.A. (TLSA), em nota. Na prática, apesar de informar que “continua” a previsão para Suape, ela admitiu um novo atraso.
Ainda segundo a companhia, a ferrovia já atingiu 50% de execução financeira dos R$ 5,4 bilhões do projeto e 40% de avanço físico da obra, incluindo estoque de trilhos e dormentes.

Eduardo Campos quer rachar logo com o PT

Gente que gravita o poder na capital pernambucana e em Brasília não tem mais dúvida: Fernando Bezerra Coelho será mesmo lançado candidato a prefeito de Recife, independente de João da Costa melhorar ou não sua popularidade.

Gente com 'ouvido privilegiado' garante que a briga entre João Paulo e João da Costa foi estimulada por Eduardo Campos, exatamente para enfraquecer os dois petistas. Hoje, um não aceita apoiar o outro, e ambos estão mais fracos, exatamente como queria o governador.

CONSEQUÊNCIAS NA ALIANÇA
Armando Monteiro não tem mais ilusões quanto a um possível apoio de Eduardo Campos em 2014. Tirou cedo essas conclusões ao ver o governador esmagar o seu partido no interior, a exemplo de Garanhuns, e do namoro com Sérgio Guerra.
Desta forma, é bem provável que em 2012 o Recife assista a uma disputa em que o PT vai de João Paulo, com apoio de Armando Monteiro e Jarbas Vasconcelos, e Eduardo Campos entre na disputa com Fernando Bezerra Coelho. E, em 2014, Eduardo marcharia com Tadeu Alencar e as oposições com Armando Monteiro e Humberto Costa, para estarem unidas no segundo turno.
Quem observa com atenção o direcionamento de verbas na Região Metropolitana e arredores percebe claramente que o governador decidiu isolar a capital, estimulando uma briga entre as cidades 'satélites' ou irmãs de Recife, esvaziando o poder político da capital e, por outro lado, cooptando gente dúbia como o prefeito de Jaboatão, o segundo maior colégio eleitoral do estado.
Até o estádio da Copa foi retirado da capital, configurando assim essa atitude em 'símbolo' maior do esvaziamento que Campos promoveu. Ou seja: a marca do PT não aparecerá na Copa, e sim a do PSB de São Lourenço da Mata.

A previdência municipal, o prefeito Lula e o sonho de Alexandre Arraes

Alexandre Arraes sonha com a possibilidade de concluir o mandato do prefeito Lula Sampaio. Não revela para ninguém, mas sonha acordado. Suas apostas recaem sobre o que resultar da 'bomba' da previdência própria dos servidores de Araripina - o que teria sido encontrado pelos promotores que estiveram em Araripina para apurar possíveis desvios de conduta do gestor municipal.
Os sonhos de Alexandre, na verdade, dependem muito do que possam ter afirmado os vereadores de oposição. Se eles tiverem se armado para tirar o prefeito da cadeira, é provável que o mais grave aconteça, mas se tiverem dito aos promotores algo inconsistente, apesar dos furos no caixa do Arariprev, aí tudo poderá não passar de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), obrigando o prefeito a restituir ao caixa da previdência o que é devido, deixando de lado as questões relacionadas ao código penal.
Portanto, do que disseram os vereadores depende Alexandre Arraes para engatar seu projeto maior.


DUAS VERSÕES
Uma fonte ouvida pelo Meu Araripe dá conta de que os vereadores foram fundo nas acusações;
Outra fonte garante que tudo não passou de palavras ao vento, pouco ou quase nada acrescentando ao que estava nas planilhas do Arariprev. Esta fonte acrescentou que alguns vereadores têm compromisso com a sustentação de Lula no cargo.

O Meu Araripe prefere acreditar, com razão, que os vereadores disseram e provaram tudo que tinham direito, independente de Alexandre Arraes querer ou não concluir o restante do mandato de Lula Sampaio.

FUNDO PREVIDENCIÁRIO
O Arariprev será beneficiado com os recursos repassados ao INSS por prefeitos anteriores, especialmente Valmir Lacerca, Dionéa Lacerda, Mimi e Bringel. Cerca de 6 milhões serão depositados na conta do ARARIPREV.
A prefeitura assumiu o compromisso de pagar as aposentadorias e os recursos repassados anteriormente ao INSS serão restituídos. Sorte dos aposentados municipais, que serão beneficiados.
A partir desse aporte de recursos, a pendência passará a ser apenas as parcelas não honradas pela atual gestão, o que feverá ocorrer em 12 parcelas iguais a partir da assinatura do TAC.

Aécio não defende nem o queijo de Minas contra o PT.

Ontem a senadora Kátia Abreu (PSD-TO) denunciou que Jorge Viana (PT-AC) alterou um dispositivo já negociado no Código Florestal, mudando o conceito de topo de morro, proibindo a produção em áreas de declividade acima de 25 graus, o que inviabilizaria toda a produção de leite de Minas Gerais e a atividade rural em outras regiões do País. Pela legislação ambiental em vigor, as áreas consideradas topos de morro estão acima de 45 graus de declividade. “Uma área com 25 graus de declividade é um terreno plano e grande parte da produção se dá nessas áreas”, explicou a senadora. Aécio Neves (PSDB-MG), como sempre, segue quietinho e não luta nem mesmo pelo queijo de Minas.

Cid Gomes, governador do Ceará, agora está encrencado todo.

Mais intempestivo que o irmão Ciro Gomes; mais corrupto que dez petistas juntos; mais cínico que Carlos Lupi. Ouça e tire suas dúvidas.
O Brasil tem jeito?

Eles praticam a traição e Araripina paga o pato

Ouricuri vai ganhar uma UPA Especialidade; Araripina vai ficar na vontade. Olhem a explicação de Inaldo Sampaio:
Os tucanos – Dos sete municípios do interior contemplados com UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) que terão capacidade, inclusive, para resolver problemas de média complexidade, dois são administrados por tucanos: Limoeiro (Ricardo Teobaldo) e Ouricuri (Ricardo Ramos). Ambos são liderados do deputado Sérgio Guerra e estão cada vez mais próximos do governador.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Olho por olho, dente por dente. Quero ver por quem Marina mais sente.

O novo Código Florestal prevê que será proibida a importação de produtos de origem agropecuária ou florestal produzidos em países que não observem normas de proteção ambiental tão rígidas quanto o Brasil. Um bom trabalho para as ONGS internacionais: encher o saco das suas matrizes, que as enchem de dólares. Quero ver o Greenpeace, WWF e outras serem contra os seus patrões. Chegou a hora de ver quem tem APP, Reserva Legal, proteção às matas ciliares... Leia mais aqui sobre o que o Senado decidiu ontem sobre o Código Florestal, que vai para voração na última Comissão na próxima quarta-feira e, depois, direto para o plenário do Senado.
Um bom momento para saber de que lado Marina Silva ficará. Está claro que ela vai ficar ao lado de quem a banca, a enche de aviões e até banca filmes sobre sua vida, a fim de transformá-la na nova Chico Mendes, uma espécie de espantalho do Agronegócio brasileiro, cujo objetivo único é impedir que nossos produtos conquistem novos mercados e prejudique os patrocinadores da raínha ongueira.

Sucateamento das forças

Documento sigiloso produzido pelos comandos militares sobre a situação da defesa nacional repassado ao Palácio do Planalto nos últimos dias mostra um sucateamento dos equipamentos das três Forças. Segundo os militares, os dados esvaziam as pretensões brasileiras de obter uma cadeira permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas, além de inibir a participação do País em missões especiais da ONU. De acordo com a planilha obtida pelo Estado, a Marinha, que em março mantinha em operação apenas dois de seus 23 jatos A-4, não tem hoje condições de fazer decolar um avião sequer do porta-aviões São Paulo.
Com boa parte do material nas mãos de mecânicos, a situação da Marinha se distancia do discurso oficial, cuja missão seria zelar pela área do pré-sal, apelidada de Amazônia Azul. Segundo o balanço, que mostrou uma piora em relação ao último levantamento, realizado em março, a situação da flotilha também não é confortável. Apenas metade dos navios chamados de guerra está em operação. Das 100 embarcações, incluídas corvetas, fragatas e patrulhas, apenas 53 estão navegando. Dos cinco submarinos, apenas dois ainda operam. Das viaturas sobre lagartas (com esteiras), como as usadas pelos Fuzileiros Navais para subir os morros do Rio de Janeiro, apenas 28 das 74 estão em operação.Leia mais aqui.

Boa notícia: Celpe terá de contratar eletricistas terceirizados.

A Celpe, distribuidora de Pernambuco controlada pelo Grupo Neoenergia, terá 180 dias para contratar todos os eletricistas que prestam serviço como terceirizados. O MPT (Ministério Público do Trabalho) havia pedido na ação uma liminar que alcançasse todos os terceirizados da Celpe. A Justiça negou o pedido. Apenas considerou os eletricistas como profissionais ligados à atividade-fim da distribuidora. A companhia ainda pode recorrer. A ação faz parte de uma ofensiva do MPT contra a terceirização no setor, que já é majoritária em número de trabalhadores.
O MPT considera que a terceirização precarizou o trabalho. Como consequência, o MPT diz que essa situação levou ao aumento do número de acidentes fatais entre trabalhadores terceirizados. Em 2010, o número de mortes entre terceirizados foi dez vezes maior do que entre trabalhadores contratados. (As informações são da Folha de S.Paulo)

A diversão está garantida: O 'mordedor' Ciro voltou!

O ex-governador de São Paulo, José Serra, rebateu nesta segunda-feira, 21, a declaração do ex-ministro Ciro Gomes sobre sua atuação na Constituinte e afirmou que o rival político tem “imaginação fértil”, em artigo publicado em seu blog pessoal. Ao final do artigo divulgado nesta segunda-feira, Serra ainda faz críticas diretas a Ciro: “A verdade está de um lado, Ciro Gomes está de outro; de um lado, estão os fatos; do outro, a imaginação fértil deste senhor, especialmente quando se refere a mim. Às vezes, suspeito que seja um caso clínico.”
De acordo com Serra, os fatos citados por Ciro na crítica recente jamais aconteceram. “Qualquer interessado pode pesquisar os anais da Constituinte ou a imprensa da época. Não encontrará nada do que ele diz a meu respeito. Não apresentei uma só emenda, não votei em uma só proposta, não proferi um só discurso com aquele conteúdo”, escreveu.

Cascudo de Dilma

A presidente Dilma começou a dar 'cascudos' em Eduardo Campos. Após incentivar a definição da chinesa JAC Mortors em favor da Bahia, está fazendo liberações de grande monta para Salvador, para onde sempre viaja, dando a entender que aquela é a capital nordestina. E, de quebra, desmarcou várias vezes uma vinda a Pernambuco, onde as obras federais se arrastam e onde um toldo armado para recebê-la na indefinida inauguração do hospital Pelópidas Silveira, no Curado, ganha cor de 'bufa' de tanto levar sol e chuva.
Motivo: a candidatura de Eduardo a presidente e a ameaça de lançar Fernando Bezerra em Recife.
Começou a ficar cara ao estado essa ambição de Dudu. Até Ciro Gomes já voltou a dar entrevistas e furar a ferida socialista. Desta vez, para agradar Dilma, que não pode dizer o que o cearense de pouco juízo diz.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Araripina esquecida: Governo promete mais dez UPAs Especialidades para 2012 . Ouriuri leva a sua; Araripina sofre na fila de espera.

O Governo do Estado vai investir mais de R$ 170 milhões e Pernambuco vai ganhar 10 grandes Unidades de Pronto Atendimento em 2012, as chamadas UPAs Especialidades (UPAEs). O anúncio foi feito pelo governador Eduardo Campos nesta segunda-feira (21) durante o lançamento da nova Política Estadual de Fortalecimento da Atenção Primária à Saúde, no Palácio do Campo das Princesas.As UPAEs vão oferecer atendimento gratuito em 14 áreas. Cardiologia, endocrinologia, dermatologia, gastroenterologia, urologia, infectologia, nefrologia são algumas delas. Petrolina vai ganhar a primeira unidade, que vai contar também com atendimento em urgência clínica e odontológica. Ela será erguida na Avenida Coronel Antônio Honorato Viana, nas proximidades do Centro Social Urbano (CSU). O investimento será de R$ 18 milhões em obras e equipamentos. Já Recife, Garanhuns e Caruaru receberão um outro modelo de UPAE, com capacidade para realizar cirurgias de baixa complexidade, nas quais os pacientes são liberados em até 24h. São procedimentos como operação de catarata, adenóide, biópsias, retiradas de hérnias, entre outras. O investimento previsto em cada uma dessas unidades é de R$ 20 milhões. Os demais municípios a ganhar UPAEs são Arcoverde, Caruaru, Palmares, Limoeiro, Ouricuri, Salgueiro e Serra Talhada. Cada uma delas receberá R$ 16 milhões em investimentos.

UNIVERSALIZAÇÃO – O governador também anunciou a expansão do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que hoje atende apenas 38 cidades pernambucanas. Até o final de 2012, todos os municípios serão cobertos pelo serviço do 192. Para isso, o Governo do Estado vai adquirir 150 novas ambulâncias para somar às 104 existentes hoje. Em entrevista, o governador falou da dificuldade que o Estado encontrava para universalizar o serviço: “Não tínhamos SAMU em todas as regiões porque faltavam profissionais de saúde. Agora, conseguimos formar as equipes, pactuamos com os municípios e avisamos ao Ministério da Saúde. Estamos comprando os equipamentos e ambulâncias para que, ao longo de 2012, a gente possa garantir que o pernambucano tenha cobertura do SAMU em 100% do seu estado”.Hoje, existem três centrais do SAMU em Pernambuco. A do Recife, que atende toda a Região Metropolitana, a de Caruaru – que abrange também cidades vizinhas – e a de Petrolina. A ampliação prevê uma nova central em Serra Talhada e a expansão do atendimento de Petrolina para todo o Vale do São Francisco.

PRECISAMOS DE UM DEPUTADO QUE DEFENDA ARARIPINA
Está provado que Eduardo Campos fez suas escolhas na região. Está provado que sua atenção é unica e para Ouricuri. Ou Araripina acorda e se manifesta, ou vai ver o abismo se agigantar. Precisamos eleger um deputado exclusivo, com compromissos focados na capital do gesso.
A coisa está piorando.

Odacy Amorim: Deputado atuante faz assim.

Luta pelo Garantia Safra
O deputado estadual Odacy Amorim (PT) recebeu na última quinta-feira (17) resposta da presidente Dilma Rousseff (PT) sobre a indicação que apresentou na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para que o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) envie técnicos da pasta para reavaliarem junto com o Comitê Gestor do Programa Garantia Safra as recentes alterações proposta para o programa, a fim de não dificultarem o acesso ao beneficio pelos agricultores familiares.
No ofício assinado pelo chefe do gabinete pessoal da presidente Dilma, é informado ao parlamentar que a demanda já foi encaminhada pela presidente ao MDA. Na indicação aprovada na Assembléia, Odacy lembra que o Garantia Safra é uma ação do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) com características de seguro.

Aluno brasileiro custa menos que detento

POR ISSO, VAMOS DE MAL A PIOR...
Enquanto o país investe mais de R$ 40 mil por ano em cada preso em um presídio federal, gasta uma média de R$ 15 mil anualmente com cada aluno do ensino superior — cerca de um terço do valor gasto com os detentos.
Já na comparação entre detentos de presídios estaduais, onde está a maior parte da população carcerária, e alunos do ensino médio (nível de ensino a cargo dos governos estaduais), a distância é ainda maior: são gastos, em média, R$ 21 mil por ano com cada preso — nove vezes mais do que o gasto por aluno no ensino médio por ano, R$ 2,3 mil.
Para pesquisadores tanto de segurança pública quanto de educação, o contraste de investimentos explicita dois problemas centrais na condução desses setores no país: o baixo valor investido na educação e a ineficiência do gasto com o sistema prisional.
Apenas considerando as matrículas atuais, o chamado investimento público direto por aluno no país deveria ser hoje, no mínimo, de 40% a 50% maior, aponta a Campanha Nacional pelo Direito à Educação, que desenvolveu um cálculo, chamado custo aluno-qualidade, considerando gastos (de salário do magistério a equipamentos) para uma oferta de ensino de qualidade.
— Para garantir a realização de todas as metas do Plano Nacional de Educação que está tramitando no Congresso, seriam necessários R$ 327 bilhões por ano, o que dobra o investimento em educação — afirma Daniel Cara, coordenador da campanha

Corregedoria apura enriquecimento de 62 juízes sob suspeita

Órgão do Conselho Nacional de Justiça amplia alcance de investigações contra acusados de vender sentenças. Corregedores têm apoio de órgãos federais para examinar declarações de bens e informações de contas bancárias

O principal órgão encarregado de fiscalizar o Poder Judiciário decidiu examinar com mais atenção o patrimônio pessoal de juízes acusados de vender sentenças e enriquecer ilicitamente.
A Corregedoria Nacional de Justiça, órgão ligado ao Conselho Nacional de Justiça, está fazendo um levantamento sigiloso sobre o patrimônio de 62 juízes atualmente sob investigação.
O trabalho amplia de forma significativa o alcance das investigações conduzidas pelos corregedores do CNJ, cuja atuação se tornou objeto de grande controvérsia nos últimos meses.
Associações de juízes acusaram o CNJ de abusar dos seus poderes e recorreram ao Supremo Tribunal Federal para impor limites à sua atuação. O Supremo ainda não decidiu a questão.
A corregedoria começou a analisar o patrimônio dos juízes sob suspeita em 2009, quando o ministro Gilson Dipp era o corregedor, e aprofundou a iniciativa após a chegada da ministra Eliana Calmon ao posto, há um ano.
"O aprofundamento das investigações pela corregedoria na esfera administrativa começou a gerar uma nova onda de inconformismo com a atuação do conselho", afirmou Calmon.
Esse trabalho é feito com a colaboração da Polícia Federal, da Receita Federal, do Banco Central e do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), que monitora movimentações financeiras atípicas.

Pensando bem...

Governo que chama conchavo político de 'governabilidade' e corrupção de 'malfeito' autoriza ministro a chamar mentira de 'lapso de memória'.

Um estado bandido e um bandido mandando no estado

Muita água ainda vai rolar nos becos da Rocinha até o esclarecimento da prisão do maior traficante da favela, o “Nem”. Um de seus advogados, André Cruz, o falso cônsul do Congo, é o único em liberdade, após escapar do crime de corrupção ativa, que ele nega, por oferecer propina de R$1 milhão aos policiais na “rendição” de “Nem”. Em uma cerimônia, ele e o pai, que está preso, foram prestigiados pelo assessor especial do governador Sérgio Cabral, Jovenal Alcântara. (De CH)

Compraram as oposições em todo País, por isso a corrupção anda a galope.

A Revista ÉPOCA pesquisou as correlações de força em 25 das 26 Assembleias Legislativas, na Câmara Distrital e nas Câmaras Municipais de 22 das 26 capitais. O resultado confirma a tese de Nobre. Em muitos locais, o adesismo é ainda mais radical que em Brasília. É alto, independentemente do partido do governante. O oposicionismo parece fora de moda, em extinção. As principais constatações da pesquisa:
· Nenhum governador enfrenta oposição que consiga reunir a maioria simples dos votos. Dos 1.063 deputados estaduais e distritais pesquisados, só 26% atuam em frentes oposicionistas. Os outros 74% fazem parte da base do governador ou se declaram neutros.
· Dos 27 governadores, 20 têm uma base aliada ou “neutra” com mais de 70% dos parlamentares. O caso mais avassalador é o Espírito Santo, onde 100% dos deputados são da base do governador Renato Casagrande (PSB).
· Com exceção do nanico PSOL, oposição nos quatro Estados onde tem deputado, nenhum partido atua contra o governo num índice superior a 50% dos Estados em que tem representação.
Leia mais aqui.

Espanhóis expulsam do poder os socialistas que arrasaram o País.

Com exceção dos espanhóis metidos a franceses da Catalunha e os espanhóis metidos a bascos, a Espanha ficou azul. O conservador Partido Popular obteve neste domingo uma vitória arrasadora nas eleições gerais espanholas, nas quais os socialistas do PSOE (Partido Socialista) tiveram o pior resultado na era democrática. Segundo dados oficiais com base em 88,7% dos votos contabilizados, o PP de Mariano Rajoy obteve o melhor resultado de sua história, ao conquistar a maioria absoluta do Congresso dos Deputados com 44,4% dos votos e 186 cadeiras, enquanto os socialistas, com Alfredo Pérez Rubalcaba como candidato à Presidência de governo, conseguiram 28,6% dos votos e 110 cadeiras.Nunca na história da Europa o socialismo ostentou derrota deste tamanho. Leia mais aqui.

Lula: Mais uma sessão; mais uma foto sorridente.

O ex-presidente Lula começa hoje a segunda etapa de quimioterapia para tratar um câncer na laringe, diagnosticado no fim do mês passado. Lula deverá se internar por volta de 8h no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Segundo a equipe médica, ele será submetido à mesma medicação usada há 21 dias. Na primeira sessão, Lula teve implantado um cateter, por onde foram injetados três medicamentos. Nos cinco dias seguintes, uma bolsa injetou lentamente no corpo do ex-presidente outro remédio. Lula tem um tumor de agressividade média. O tratamento vai até fevereiro. Na última semana, antecipando-se aos efeitos dos medicamentos, ele teve a barba e o cabelo raspados pela mulher, Marisa. Segundo a equipe médica, Lula reagiu bem à primeira sessão de químio e pode ser liberado ainda hoje. Mas, caso seja necessário, ele pode passar a noite no hospital e receber alta amanhã.(Da Folha de São Paulo)

PSDB morre à míngua no Ceará, mas é o cearense Tasso quem dirige a poderosa fundação nacional do partido.

Tasso Jereissatti, que perdeu o cargo de senador para Lula, agora vê o PSDB sumindo no Ceará pela ação de Ciro Gomes. No entanto, ele continua presidindo a poderosa Fundação Teotônio Vilela, ditando os rumos estratégicos do partido.

A volta ao velho domicílio eleitoral foi a senha da gana com que o ex-deputado Ciro Gomes (PSB) retomaria a ação política no Ceará. Arrependido da transferência do título de eleitor para São Paulo, em 2009, a pedido do então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro deflagrou uma ofensiva para ampliar interior afora a base de apoio do irmão, o governador Cid Gomes (PSB). E quem pagou a conta da operação foi o agora desafeto Tasso Jereissati, ex-senador do PSDB. As andanças de Ciro já custaram ao PSDB no Ceará a exata metade do cacife de Tasso no interior: 26 dos 52 prefeitos tucanos deixaram a legenda. A bancada federal - que já ostentou o título de maior do Brasil, quando tinha 14 deputados - hoje tem apenas um representante. E também há baixas na Assembleia Legislativa: dos oito estaduais eleitos pelo PSDB, sobraram apenas os dois dos quais Ciro fez questão de desdenhar publicamente.Ao participar de um seminário sobre o desenvolvimento do sertão cearense, no início de outubro, Ciro disse que o ex-padrinho político 'não merecia' passar pela situação que amarga hoje, 'depois de tudo o que fez pelo Ceará'. Mas arrematou, em tom ácido: 'Não merecia ficar com dois deputados estaduais: um porque é parente e outro porque é doido e ninguém quer'. João Jaime, o 'parente' citado por Ciro, não protestou, mas o deputado estadual Fernando Hugo fez questão de rebater as declarações. Em nota, defendeu Tasso e lembrou que está no sexto mandato consecutivo na Assembleia. 'Tasso Jereissati foi traiçoeiramente apunhalado pelas costas pelos Judas Escariotes (sic) que estão no poder', escreveu Hugo, que devolveu a provocação. Além de lembrar que o 'mundo da honestidade é dos doidos', disse que nunca se prestou a 'lamber botas' de Lula, transferindo o título eleitoral como 'um capacho e serviçal'. (Do Estadão)

Arenga na petesada por causa do projeto Eduardo 2014.

Quem aumenta o combustível na fogueira é Magno Martins em sua coluna de hoje:

Eduardo já incomoda - Segundo noticiou, ontem, o jornal O Globo, o crescimento do governador Eduardo Campos na cena nacional está incomodando tanto o PT a ponto de se criar um foco de intrigas no Palácio do Planalto para dificultar as relações da presidente Dilma com o socialista. O ex-ministro José Dirceu estaria por trás da “queimação” do governador.


Olho no Planalto - A desconfiança do PT, segundo o jornal carioca, está no projeto do governador pernambucano em disputar a Presidência da República numa aliança com PSD, de Kassab, em 2014, ou em 2018, num voo mais ousado. Sendo assim, teria chegado o momento de cortar as asas do socialista, antes que ele dificulte o projeto do PT em 2014 com a eleição de prefeitos do PSB em capitais.

Risco de rompimento - O presidente nacional do PT, Rui Falcão, já teria alertado a presidente Dilma e o ex-presidente Lula quanto ao risco de uma quebra na aliança do PSB, do governador Eduardo Campos, com o PT já nas eleições municipais em Recife, com a candidatura do ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração) e em Fortaleza, rompendo com a prefeita Luizianne Lins (PT).

Quando o Meu Araripe cantava essa bola há dois anos, inclusive relatando o namoro antigo entre Aécio Neves e Eduardo Campos (os dois netinhos), gente que se diz 'cúmplice' do governador pulava dos tamancos. Agora tá aí nas 'escrituras' de todos os botecos.

Pode não mais acabar em cadeia o não pagamento de pensão alimentícia.

O novo Código de Processo Civil pode pôr fim às prisões por não pagamento de pensão alimentícia. O relator do CPC na Câmara, deputado Sérgio Carneiro (PT-BA), vai incluir emenda no texto em que muda a forma de punição. Em lugar de detenção imediata, o cidadão terá seu nome incluído no Serviço de Proteção ao Crédito e no Serasa. Para limpar o nome, será obrigado a quitar a dívida na Justiça. O devedor só será preso em caso de abuso contra autoridade, por reincidência ou por decisão do juiz sob avaliação especial. O deputado Sergio Carneiro é especialista em Direito de Família. Ele priorizará o tema no seu relatório, que tramita nas comissões. (De CH)

domingo, 20 de novembro de 2011

Corrupção: Serra diz que culpa é de Dilma e não apenas de Lula, como ela tenta passar.

O ex-candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, disse hoje que é preciso responsabilizar a presidente Dilma Rousseff pela escolha dos ministros que recentemente deixaram o governo sob suspeita de corrupção. 'Há uma tendência de jogar tudo nas costas do Lula. Não é que o Lula não tenha responsabilidade, mas não é ele sozinho. É o governo dele e o novo governo', afirmou hoje à Agência Estado. Na opinião de Serra, o número de ministros envolvidos em suspeita de corrupção é muito alto para um governo que tomou posse há menos de um ano. 'Para um governo recém-formado, do total de ministérios, que são pouco mais de 20, quase um terço já foi comprometido', afirmou. 'Houve algo errado nas nomeações. E quem os elegeu foi a Dilma, foi ela quem os escolheu. Ela tem a responsabilidade pelo que está ocorrendo. Ninguém é obrigado a aceitar de um governo anterior a nomeação de futuros ministros.'

sábado, 19 de novembro de 2011

BOA NOTÍCIA: CMN aprova renegociação de dívidas da agricultura familiar

O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou na sexta-feira, a pedido do governo, uma nova linha de crédito para agricultores inadimplentes em operações de custeio e investimento - mesmo aquelas já classificadas pelos agentes financeiros como “prejuízo”.
Pela primeira vez, eles poderão renegociar dívidas em operações de crédito do Pronaf e do Proger Rural.
É uma decisão inédita na história dos 15 anos de existência do Pronaf. A linha vai beneficiar um conjunto de famílias, tanto inadimplentes, como as adimplentes com dificuldade de pagamento. É uma nova chance para os agricultores familiares voltarem a acessar o crédito, melhorar a produção e gerar renda - disse o secretário de Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Laudemir Müller.
O limite de crédito por agricultor é de R$ 30 mil, com prazo para pagamento de até 10 anos e taxa de juros de 2% ao ano. Ao contratar a operação, os agricultores deverão pagar, no mínimo, 3% do valor total da dívida.
Agricultores adimplentes também podem acessar a linha de crédito caso queiram renegociar suas dívidas com prazos mais longos e prestações com valores mais baixos.
Os agricultores familiares inadimplentes que queiram renegociar a dívida têm prazo até o dia 28 de fevereiro de 2013 para solicitar ao agente financeiro a contratação do crédito.
Para os adimplentes, o prazo é até o dia 29 de fevereiro de 2012. Para acessar a nova linha, o agricultor ou agricultora precisa apresentar Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) dentro do prazo de validade.
A normatização da linha de crédito especial estava em negociação entre o MDA e os movimentos sociais, que representam os agricultores familiares.


Nuvem negra e ácida sobre PE, adverte Raul Henry.





Na panfletagem que comandou, ontem, contra a instalação da usina mais poluente do mundo em Suape, o deputado Raul Henry (PMDB) fez graves advertências. Segundo ele, serão jogadas por dia 24 mil toneladas de gás carbônico no ar, com risco de chuva ácida por causa do óleo pesado, cuja tancagem tem capacidade para 200 mil toneladas. Ceará e Alagoas rejeitaram a usina.
(do Blog de Magno)



Bola cantada aqui no Meu Araripe: Quando Eduardo Campos 'comprou' o PV de Pernambuco com uma secretaria de meio ambiente, queria justamente silenciar os ambientalistas e passar por cima das Leis ambientais no Estado. Para, cinclusive, e além, trazer uma usina nuclear para o Sertão de Itaparica. Conseguiu o silêncio dos verdes do PV. Mas ainda há quem se levante no Estado, a exemplo de Raul Henry, que adverte sobre o risco: Se Alagoas e Ceará não quiseram esse mostro poluidor, por que haveremos de querer, logo em cima de Porto de Galinhas?

Boa notícia: Eduardo Campos adota programa de Jarbas e vai distribuir tablets com estudates.

O governador Eduardo Campos lançou hoje (18) no Palácio do Campo das Princesas o projeto “Aluno Conectado” que consiste na doação de tablets para os estudantes do 2º e 3º anos do ensino médio das escolas públicas.
O Anúncio foi feito durante o lançamento do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico (Pronatec). A doação dos equipamentos acontecerá entre os meses de março e julho de 2012 e vai beneficiar 170 mil estudantes, num investimento de R$ 170 milhões.
“Nós precisamos adequar a escola de hoje ao século XXI e para isso precisamos oferecer outro padrão de acesso a informação”, disse o governador. Além dos livros escolares em formato digital, os tablets também contarão com softwares educativos.
“Hoje a gente não fala mais em tecnologia como ferramenta para educação, ela vai fazer parte da pedagogia para a educação”, explicou Anderson Gomes, secretário de Educação.
A princípio, os equipamentos serão concedidos aos estudantes em regime de empréstimo, enquanto estiverem matriculados no ensino médio estadual. Aqueles, entretanto, que alcançarem a aprovação no 3º ano do ensino médio, não vão precisar devolver os tablets.

Esta era uma proposta de Jarbas Vasconcelos. Contudo, a proposta de Jarbas era mais abrangente, contemplando desde o primeiro ano do ensino médio.

Muita calma nessa hora: Emprego cai quase 40%.; saiba como gastar ou investir.

Mais um indicador importante do ritmo da economia brasileira mostrou desaceleração por causa da crise financeira internacional. Dados do Ministério do Trabalho mostram que o Brasil criou 126.143 vagas com carteira assinada no mês passado, menor número para o mês desde a crise de 2008. Os números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados ontem, apontam queda de quase 40% no emprego formal, em comparação com outubro de 2010 e em relação a setembro deste ano. Segundo o Ministério do Trabalho, é difícil estimar o total de empregos que serão gerados neste ano, exatamente porque o mercado de trabalho tem sido influenciado negativamente pela crise econômica internacional. No acumulado do ano, a geração de empregos caiu 18% em relação aos dez primeiros meses de 2010. Os números levaram o governo a rever a meta para 2011 de 2,7 milhões para 2,4 milhões de novas vagas formais. O ministério diz, no entanto, que o número pode ser menor. No início deste ano, a pasta chegou a estimar a criação de 3 milhões de empregos formais, número muito além da expectativa de órgãos do próprio governo, como o Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e o IBGE.